• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-02092009-165018
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Roberto dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Quayle, Julieta Maria de Barros Reis (Presidente)
Makuch, Maria Yolanda
Yamamoto, Kayoko
Título em português
Ovodoação: vivências das doadoras e receptoras de óvulos em um hospital universitário
Palavras-chave em português
Cônjuges/psicologia
Doação de oócitos/psicologia
Entrevista psicológica
Infertilidade
Reprodução humana assistida
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A realização pela maternidade e paternidade freqüentemente é um dos mais importantes projetos de vida para o indivíduo/casal e um dos alicerces sobre o qual o casal constrói o seu relacionamento. O diagnóstico de infertilidade, por representar uma interrupção no projeto de vida do casal, pode gerar dificuldades de relacionamento social, familiar e conjugal, nem sempre facilmente superadas. A doação de óvulos Ovodoação - é a técnica de Reprodução Assistida no qual o gameta feminino é fornecido por uma mulher distinta da que receberá este, ou o embrião resultante. Essas técnicas podem ajudar casais inférteis nesse projeto de parentalidade. OBJETIVOS - Considerando a relativa recenticidade do processo em nosso meio bem como a carência de dados nacionais sistematizados sobre as questões psicológicas envolvidas no processo de Ovodoação, o presente estudo teve como objetivo geral a investigação de vivências auto-referidas por potenciais doadores e receptores de óvulos em programa de Ovodoação, além de identificar os principais motivos referidos por mulheres para serem doadoras ou receptoras de óvulos; compreender fantasias referidas por essas mulheres em relação a esse processo; oferecer subsídios para a equipe trabalhar de maneira mais efetiva e integrada. MÉTODOS - O estudo foi realizado no Ambulatório de Reprodução Humana Assistida da Faculdade de Medicina do ABC. Foram convidadas a participar deste estudo todas as mulheres inscritas no programa de Ovodoação entre maio de 2006 e maio de 2008. Nesse período, vinte e três mulheres com idade entre 21 a 35 anos, candidatas à doação de óvulos e 58 mulheres com idade até 53 anos candidatas a recepção de óvulos. Para a coleta de dados foi utilizada entrevista semidirigida, com roteiro de questões previamente elaborado e prontuário para levantar diagnóstico médico. RESULTADOS - Pôde-se observar que o desejo de engravidar, a chance de ser mãe e constituir família foram os principais motivos alegados pelas receptoras, em contrapartida, foi reconhecido que essas mulheres teriam que tratar de um novo problema: lidar com a existência de uma quarta pessoa uma mulher mais potente e também com a situação do sigilo e manutenção do segredo do filho eventualmente assim concebido. Em relação às doadoras ajudar foi o motivo mais relatado por essas mulheres para participarem de tal programa. Efetivamente há disponibilidade de ajuda, porém, não com características exatamente de altruísmo, pois há uma expectativa de ganho em relação à forma que serão vistas e tratadas pela equipe por conseqüência da sua doação e do resultado positivo do próprio tratamento para engravidar. CONSIDERAÇÕES FINAIS - A compreensão dessa complexa constelação parece essencial para que a proposta seja sucedida. Os dados obtidos sugerem a existência de um universo multifacetado de fantasias, receios e expectativas que permeiam a vivência de inclusão em programa de Ovodoação, mostrando a importância de que estudos prospectivos sejam realizados em situações de Ovodoação efetiva, sejam elas bem ou mal sucedidas
Título em inglês
Oocyte donation : potencial receptors' rererred experiences in a university hospital program
Palavras-chave em inglês
Human reproduction assisted
Married couple/psychology
Oocyte donation/psychology
Psychology interview
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Self accomplishment through maternity and paternity is often one of the most important life projects for an individual or couple and one of the basis over which the couple constructs their relationship. Because it represents an interruption in the couples life project, the infertility diagnosis may generate difficulties in the social, familiar and conjugal relationships not always easily overcome. The oocyte donation is an assisted reproduction technique in which the female gamete is provided by a different woman from the one which will receive the resulting embryo. These techniques may help infertile couples in their parenting project. OBJECTIVES: Considering the relatively recent quality of the process, as well as the lack of systematized national data concerning the psychological issues involved in the process of oocyte donation, the present study had as its general objective to investigate the self-referred experiences of potential oocyte donors and receptors enrolled in a oocyte donation program; it also aimed to identify the main reasons referred by women for being oocyte donors or receptors; comprehend the referred fantasies of these women towards the process; and offer the health team the support to work through the process in a more effective and integrated manner. METHODS: The study was conducted in the Human Assisted Reproduction Center of the Medical School of ABC. All women enrolled in the Oocyte Donation Program between May of 2006 and May of 2008 was invited to participate in the study. Within this period there were 23 women, ages between 21 and 35 years, candidates to the oocyte donation, and 58 women, ages up to 53 years, candidates to the oocyte reception. Data was collected through semi-direct interviews, following a previously elaborated interview guide; the medical records were also used for detecting the medical diagnosis. RESULTS: We were able to observe that the wish for pregnancy, the chance of becoming a mother and constructing a family were the main reasons given by women for being oocyte receptors; on the counterpart, a new problem would have to be dealt with by these women: the existence of a forth party, a more potent woman; besides that, there was the secrecy situation, as well as the keeping of the secret from the child conceived from the procedure. As to the donors, helping another woman was the main reason referred by them for participating in such a program. There is in fact disposition to help, however, not with altruistic characteristics, for there is an expectation of gains concerning the way they will be seen and treated by the medical team in consequence of their donation, as well as expectations of a positive result (pregnancy) for their own treatment. FINAL CONSIDERATIONS: The comprehension of this complex constellation seems to be essential for the proposal to be well succeeded. The data obtained suggests the existence of a universe full of fantasies, fears, and expectations that permeate the experience of participating in a Oocyte Donation Program, showing also the importance of prospective studies concerning oocyte donation situations, no matter if they are successful or not
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JulianaRobertoSantos.pdf (806.10 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.