• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2005.tde-01092005-073028
Documento
Autor
Nome completo
Vagner Raso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Natale, Valeria Maria (Presidente)
Santarém Sobrinho, Jose Maria
Vasconcelos, Dewton de Moraes
Título em português
Efeito de doze meses de um programa de exercícios com pesos em parâmetros imunológicos de mulheres idosas clinicamente saudáveis
Palavras-chave em português
CONSUMO DE OXIGÊNIO
IDOSO
LEVANTAMENTO DE PESO
LINFÓCITOS/imunologia
MULHERES
SEGUIMENTOS
TERAPIA POR EXERCÍCIOS/métodos
Resumo em português
Os exercícios com pesos (EP) representam importante estratégia para diminuir a sarcopenia e melhorar a capacidade funcional para realizar as atividades da vida diária de pessoas idosas. Além disso, os EP têm também sido recentemente sugeridos para restaurar os efeitos da imunossenescência. Portanto, este estudo teve como objetivo determinar o efeito de doze meses de um programa de exercícios com pesos em parâmetros imunológicos funcionais e quantitativos de mulheres idosas clinicamente saudáveis. As voluntárias foram selecionadas de acordo com o protocolo SENIEUR e 38 mulheres clinicamente saudáveis e fisicamente inativas (60 a 77 anos de idade) foram randomicamente divididas em um programa de exercícios com pesos de baixa intensidade (GE: 67,74 + 5,28 anos [n: 28]) ou em um grupo controle (CG: 68,69 + 2,98 anos [n: 14]). O programa de EP foi constituído de 3 séries de 12 repetições a 54,87 + 2,37% do teste de uma repetição máxima (1-RM) para cinco diferentes exercícios (supino reto sentado, puxada alta, remada, extensão de joelhos e leg press) realizados três vezes por semana durante 12 meses. A atividade citotóxica das células natural killer (NKCA), resposta linfoproliferativa à fito-hemaglutinina (PHA) e ao OKT3, quantificação de linfócitos (CD3+, CD3-CD19+, CD3-CD16+CD56+), subpopulações linfocitárias (CD4+, CD8+, CD56dim, CD56bright), assim como de moléculas de expressão celular (CD25+, CD28+, CD45RA+, CD45RO+, CD69+, CD95+, HLA-DR+) foram determinadas por ensaios imunológicos. As variáveis foram mensuradas a cada 6 meses durante período de um ano (pré-programa [PRÉ], 6 meses [6M] e 12 meses [12M]). A análise estatística demonstrou que o GE incrementou a força muscular em 44,2% e 48,1% após 6 e 12 meses, respectivamente (p<0,05); mas que houve aumento no consumo de oxigênio de pico (VO2pico) após 6 meses (14,7%, p<0.05). Não houve diferença significativa entre os grupos (exceto para 20:1 em 12M) ou em função do tempo (exceção para 40:1 em GE) na NKCA assim como na resposta proliferativa independente do mitógeno empregado. Foi observado decréscimo significativo (p<0,05) em GE para a contagem total de linfócitos (PRÉ x 12M), CD3+ (PRÉ x 12M), CD3+CD4+ (PRÉ x 12M), CD3-CD19+ (PRÉ x 6M), CD3+CD45RA+ (PRÉ x 6M; PRÉ x 12M), CD3+CD45RO+ (PRÉ x 12M; 6M x 12M), CD4+CD45RA+ (PRÉ x 6M), CD4+CD45RO+ (PRÉ x 12M; 6M x 12M), CD3+CD95+CD28+ (PRÉ x 6M), CD4+CD95+CD28+ (PRÉ x 6M), CD8+CD95+CD28+ (PRÉ x 12M) e para CD56dimCD25+HLA-DR+ (6M x 12M). O GC também demonstrou diminuição significativa (p<0,05) na contagem total de linfócitos (PRÉ x 12M), CD3-CD19+ (PRÉ x 6M; PRE x 12M), CD3-CD16+CD56+ (PRÉ x 12M; 6M x 12M), CD3+CD45RO+ (PRÉ x 12M) e para CD56dim (PRÉ x 12M). É possível que outra variável independente, que não o programa de exercícios com pesos e/ou alguma tendência sazonal tenham influenciado os resultados devido ao fato de ambos os grupos terem apresentado menores níveis de expressão celular durante o período do estudo. Os resultados deste estudo permitem concluir que doze meses de um programa de exercícios com pesos de leve intensidade são suficientes para incrementar a força muscular assim como o consumo de oxigênio de pico, mas não para melhorar parâmetros imunológicos funcionais e quantitativos de mulheres idosas clinicamente saudáveis. Portanto, possivelmente sugerindo que o 'limiar de efeito' nos parâmetros imunológicos de mulheres idosas clinicamente saudáveis seja dependente do estímulo e/ou maior do que o necessário para incrementar a força muscular e/ou o VO2pico.
Título em inglês
Effect of twelve months of resistance training program on immunological parameters of clinically healthy elderly women
Palavras-chave em inglês
AGED
EXERCISE THERAPY/methods
FOLLOW-UP STUDIES
LYMPHOCYTES/immunology
OXYGEN CONSUMPTION
WEIGHT LIFTING
WOMEN
Resumo em inglês
Resistance training program represents an important strategy to reduce sarcopenia, improving muscle strength and mass, and consequently, functional capacity to perform activities of daily living in elderly people. Additionally, resistance training program has been also recently suggested to restore the deleterious effects of aging process on immune system. Thus, the aim of this study was to determine the effect of twelve months of light resistance training program on functional and quantitative immunological paremeters of clinically healthy elderly women. Volunteers were selected by SENIEUR protocol and thirty-eight clinically healthy untrained females (aged 60-77 year-old) were randomly assigned to either a light resistance training program (RTP: 67.74 + 5.28 year-old [n: 28]) or a control group (CG: 68.69 + 2.98 year-old [n: 14]). The RTP consisted of three sets of twelve repetitions at 54.87 ± 2.37% of one repetition maximum test (1-RM) for five different exercises (seated bench press, lattissimus pull down, seated row, leg extension and leg press) performed three times per week during twelve months. Natural killer cell cytotoxic activity (NKCA), lymphoproliferative response to the phytohemaglutinin (PHA) and OKT3, and quantification of the lymphocytes (CD3+, CD19+, CD3-CD16+CD56+) and subpopulations (CD4+, CD8+, CD56dim, CD56bright) as well as cellular expression molecules (CD25+, CD28+, CD45RA+, CD45RO+, CD69+, CD95+, HLA-DR+) were determined by immunological assays. Variables were measured each 6 months during one year (pre-program [PRE], 6 months [6M] and 12 months [12M]). Statistical analysis showed that RTP volunteers increased muscle strength in 44.2% and 48.1% after 6 and 12 months, respectivelly (p<0.05), whilst there was increased in maximal oxygen peak (VO2peak) after only 6 months (14.7%, p<0.05). There were no statistically significant differences between both groups (unless 12M for the 20:1) or according to the time (unless 40:1 for RTP) when NKCA was analyzed. RTP group preserved lymphoproliferative response, while CG increased significantly the lymphoproliferative response to the PHA and OKT3. There were statistically significant decrease (p<0.05) for RTP volunteers to the total lymphocytes (PRE x 12M), CD3+ (PRE x 12M), CD3+CD4+ (PRE x 12M), CD3-CD19+ (PRE x 6M), CD3+CD45RA+ (PRE x 6M; PRE x 12M), CD3+CD45RO+ (PRE x 12M; 6M x 12M), CD4+CD45RA+ (PRE x 6M), CD4+CD45RO+ (PRE x 12M; 6M x 12M), CD3+CD95+CD28+ (PRE x 6M), CD4+CD95+CD28+ (PRE x 6M), CD8+CD95+CD28+ (PRE x 12M), and to the CD56dimCD25+HLA-DR+ (6M x 12M). GC volunteers also showed statistically significant decrease (p<0.05) to the total lymphocytes (PRE x 12M), CD3-CD19+ (PRE x 6M; PRE x 12M), CD3-CD16+CD56+ (PRE x 12M; 6M x 12M), CD3+CD45RO+ (PRE x 12M), and to the CD56dim (PRE x 12M). It is possible that the other independent variable, which not the RTP, and/or some seasonal tendency have influenced the results because to the fact of both groups had presented lower cell expression levels during the period of the study. The results of this study permit to conclude that twelve months of light RTP were sufficient to increase muscle strength and maximal oxygen peak, but not to improve functional and quantitative immunological parameters of clinically healthy elderly women. Thus, possibly suggesting that the 'threshold of effects' on immunological paremeters on clinically healthy elderly women would be dose-response dependent and/or could be rather than that to increase muscle strength and/or maximal oxygen peak.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
VagnerRaso.PDF (547.84 Kbytes)
Data de Publicação
2005-10-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • RASO, Vagner, et al. Effect of resistance training on immunological parameters of healthy elderly women. Medicine and Science in Sports and Exercise [online], 2007, vol. 39, n. 12, p. 2152-2159. [cited 2014-12-02]. Available from : <http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18046186>
  • RASO, Vagner, et al. Moderate resistance training program can reduce triglycerides in elderly women : a randomized controlled trial [doi:10.1111/j.1532-5415.2010.03077.x]. Journal of the American Geriatrics Society [online], 2010, vol. 58, n. 10, p. 2041-2043.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.