• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-25062009-114558
Documento
Autor
Nome completo
Themis Moura Cardinot
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Souza, Heraldo Possolo de (Presidente)
Bydlowski, Sergio Paulo
Catanozi, Sergio
Garcia, Maria Lucia Bueno
Ramires, Paulo Rizzo
Título em português
Efeito do treinamento físico aeróbico na prevenção e terapêutica da doença aterosclerótica em modelo experimental de aterosclerose
Palavras-chave em português
Aterosclerose/prevenção & controle
Aterosclerose/terapia
Camundongos Knockout
Exercício
Resumo em português
O conhecimento de que o exercício é benéfico na doença aterosclerótica é baseado principalmente em estudos epidemiológicos. O objetivo deste trabalho foi investigar se o treinamento físico preventivo ou terapêutico altera a evolução da placa aterosclerótica. Camundongos LDLr-/- com 16 semanas de vida foram separados em dois programas: preventivo e terapêutico. Animais do programa preventivo receberam dieta normal ou aterogênica por 14 semanas. O treinamento físico foi iniciado concomitantemente ao início da dieta. Animais do programa terapêutico receberam dieta normal ou aterogênica por 28 semanas. O treinamento físico foi iniciado após 14 semanas do início da dieta, com placas bem estabelecidas. O treinamento físico aeróbico moderado foi realizado em esteira rolante, por 60 min, 5 dias/sem, durante 14 semanas. Massa corporal, pressão arterial caudal e freqüência cardíaca foram registradas. Lipoproteínas plasmáticas foram separadas por FPLC e colesterol total foi dosado por métodos enzimáticos. Foram quantificados tamanho, conteúdo de gordura e de colágeno da placa por coloração de oil-red O e picro-sirius. Citocinas TNF-, IL-6 foram medidas por Elisa. MMP-9 plasmática foi medida por zimografia. Marcadores inflamatórios teciduais, MMP-9, CD40/CD40L e nitrotirosina, foram medidos na placa por imunohistoquímica. O treinamento físico não modificou o tamanho da placa, mas tornou a placa mais estável por aumentar o conteúdo de colágeno. O treinamento físico diminuiu o conteúdo de gordura da placa, os fatores de risco e o CD40 somente no programa preventivo. Nenhuma alteração foi notada nos marcadores inflamatórios circulantes e na expressão de MMP-9 e formação de nitrotirosina na placa aterosclerótica.
Título em inglês
Role of aerobic physical training in atherosclerotic disease prevention and treatment in an experimental model of atherosclerosis
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis/prevention & control
Atherosclerosis/therapy
Exercise
Mice Knockout
Resumo em inglês
The knowledge that exercise exerts beneficial effects on atherosclerotic disease is mainly based on epidemiological studies. Our aim was to investigate the effect of preventive and therapeutic exercise programs on atherosclerotic plaque formation and development. Sixteen-week-old LDLr-/- mice were randomly divided into preventive and therapeutic programs. Preventive programs mice received normal or atherogenic diet for 14 weeks. Exercise training started at the same time of dieting. Therapeutic programs mice received normal or atherogenic diet for 28 weeks. Exercise training started after 14 weeks of dieting when atherosclerosis plaques were already established. Moderate intensity aerobic exercise training was performed on a motor treadmill for 60 min, 5 days/wk, during 14 weeks. Body mass, caudal blood pressure and heart rate were registered. Plasma lipoproteins were separated by FPLC and total cholesterol was determined by enzymatic methods. Cross sections of aortic root were stained with oil-red O for plaque size and fat content. Aorta longitudinal sections were stained with picro-sirius for collagen content. TNF- and IL-6 cytokines were measured by Elisa. Plasmatic MMP-9 was determined by zimography. Inflammatory tissue markers, MMP-9, CD40/CD40L and nitrotirosine, were measured by immunohistochemistry. We concluded that exercise training did not modify plaque size, but turned it into a more stable one by increasing its collagen content. Exercise training reduced plaque fat content, risk factors and plaque CD40 expression only in the preventive program. No difference in systemic inflammatory markers, and in plaque MMP-9 expression and nitrotirosine formation was noted.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
completa.pdf (2.52 Mbytes)
Data de Publicação
2009-06-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.