• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2007.tde-11122007-113257
Documento
Autor
Nome completo
Aylton Cheroto Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Friedhofer, Henri (Presidente)
Costa, Marcio Paulino
Tuma Junior, Paulo
Título em português
Reanimação facial com retalho de músculo temporal: análise retrospectiva da técnica e resultados no tratamento da paralisia facial na Disciplina de Cirurgia Plástica do HCFMUSP
Palavras-chave em português
Músculo temporal
Paralisia facial/terapia
Retalhos cirúrgicos
Resumo em português
A paralisia facial é uma patologia de etiologia ampla, com prejuízos múltiplos e severos aos indivíduos afetados. Dentre os tratamentos cirúrgicos atualmente propostos a reanimação facial com retalho de músculo temporal se posiciona intermediariamente no espectro de complexidade. Neste estudo objetivou-se a identificação dos resultados com seu uso em nossa disciplina, pela revisão dos prontuários dos pacientes acometidos de tal patologia nos últimos 17 anos. Dos 152 prontuários avaliados, 93 se enquadravam nos critérios de inclusão. Destes, 36 casos com paralisia facial periférica completa foram passíveis de estudo, correspondendo a 39% dos casos de transposição. Os resultados foram uma predominância de pacientes do sexo feminino (26) em relação ao sexo masculino (10). A reanimação conjunta de pálpebra e boca com a transposição do músculo temporal correspondeu a 16 casos; pálpebra a 12 casos; e boca a 8 casos. Nos casos com transplante muscular microcirúrgico, o músculo grácil foi utilizado. A média de procedimentos ancilares das pacientes do sexo feminino foi superior a do sexo masculino. Alterações da técnica da transposição do músculo temporal foram observadas em casos a partir de 2001, com a neurotização muscular por enxerto transfacial de nervo sural em 9 casos. A técnica utilizada em nosso serviço se baseia no retalho de Gillies, mas com utilização da própria fáscia do temporal para seu alongamento, tanto para o tratamento das pálpebras como da boca. A neurotização do músculo temporal como descrita é inédita na literatura, e passível de futura comparação de resultados com as técnicas mais atuais.
Título em inglês
Facial reanimation with temporalis muscle flap: retrospective analysis of the procedure and results in the treatment of facial palsy in the Plastic Surgery Division of HCFMUSP
Palavras-chave em inglês
Facial paralysis/therapy
Surgical flaps
Temporalis muscle
Resumo em inglês
Facial palsy is pathology with a great number of causes, with important deficits to the patients. Among the surgical treatments used, the facial reanimation with temporalis muscle flap is a medium complexity procedure. This study intended to identify the results gained with this procedure in our division, analyzing the data of the patients who underwent the temporalis muscle transposition in the last 17 years. One hundred fifty two cases were reviewed, with 93 fulfilling the inclusion criteria. From these, 36 cases of complete facial paralysis reviewed, corresponding to 39% of the whole. Results showed a higher incidence of women in the study, with 26 against 10 men. Motion reanimation of the eyelids and mouth together with the temporalis transposition corresponded to 16 cases, 12 cases were to reanimation of the eyelids only, and eight cases to the mouth. When free muscle transplant was used for facial reanimation, all the cases were done with the gracilis muscle flap. Women had a higher rate of surgeries compared to men. Modifications of the procedure were observed in recent cases, after 2001. Neurotization of the transposed temporalis muscle flap was achieved with a cross-face sural nerve graft in 9 cases. The temporalis transposition technique used I our division is based on the Gillies? one, but using the temporalis fascia to make the flap longer. The temporalis muscle neurotization used wasn?t find in the literature, promising good results in future controlled prospective comparisons.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.