• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2007.tde-13022008-105752
Documento
Autor
Nome completo
Mituro Hattori Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Kowalski, Luiz Paulo (Presidente)
Hojaij, Flavio Carneiro
Vartanian, José Guilherme
Título em português
Fatores prognósticos em carcinomas de glândulas salivares recidivados submetidos à cirurgia de resgate
Palavras-chave em português
Neoplasias das glândulas salivares/cirurgia
Neoplasias das glândulas salivares/complicações
Prognóstico
Recidiva
Resumo em português
Carcinomas de glândulas salivares são raros e seu tratamento de escolha é cirúrgico, seguido ou não de radioterapia. Até 50% dos casos apresentam recorrências neoplásicas e a maioria delas é local. O único tratamento de resgate com potencial curativo é o cirúrgico. No entanto, poucos estudos abordam o tema. O objetivo deste estudo é avaliar a ocorrência de complicações cirúrgicas e os fatores prognósticos clínicos e anatomopatológicos em pacientes portadores de carcinoma de glândulas salivares recidivado, submetidos à cirurgia de resgate. Foram avaliados 59 pacientes que preenchiam os critérios de elegibilidade do estudo: diagnóstico comprovado da recidiva de carcinoma de glândulas salivares e cirurgia de resgate realizada com intenção curativa. Trinta e 5 pacientes desta série (59,3%) foram tratados previamente em outra instituição. A cirurgia de resgate de todos os pacientes foi realizada no Hospital A. C. Camargo, em São Paulo, entre os anos de 1957 a 2000. O local do tumor primário foi parótida em 34 casos (57,6%); cavidade oral, em 13 (22,1%) e glândula submandibular, em 12 (20,3%). O tipo histológico mais freqüente foi o carcinoma adenocístico em 23 casos (39%), seguido pelo carcinoma mucoepidermóide, em 14 (23,7%). O tratamento prévio foi somente cirurgia em 47 casos, cirurgia e radioterapia adjuvante em 11 casos e cirurgia e quimioterapia em apenas um caso. A maioria dos pacientes apresentou recorrência local (39; 66%), em sete casos a recorrência foi regional (11,9%) e em treze foi locorregional (22,1%). O estádio clínico da recorrência foi inicial (rEC I e II) em 15 casos (25,5%) e avançado (rEC III e IV), em 44 (74,5%). O tratamento cirúrgico da recorrência foi ressecção local em 39 casos (66,1%), esvaziamento cervical isolado em 7 (11,9%) e cirurgias em monobloco (ressecção local associada a esvaziamento cervical) em 13 casos (22%). Em 5 pacientes foi realizada parotidectomia ampliada com temporalectomia. A taxa global de complicações cirúrgicas foi de 32,2%. A complicação mais comum foi a infecção da ferida operatória. Não houve mortalidade pós-operatória. Houve nova recorrência em 36 pacientes (61%). A recorrência mais freqüente foi a distância, em 16 casos (27%), sendo o pulmão o sítio mais acometido. Em 10 casos (17%) houve falha no controle local; em 5 (8,5%), falha locorregional e em 5, falha regional (8,5%). A sobrevida atuarial global, após a cirurgia de resgate, foi de 61,3% em 5 anos e 42% em 10 anos. O sexo, o tipo histológico, a topografia, o estadiamento clínico e a conservação do nervo facial (tumores parotídeos) não apresentaram associação com a sobrevida global. Em análise univariada a idade maior que 60 anos foi associada a pior prognóstico. Este estudo demonstra que o prognóstico de pacientes com carcinomas de glândulas salivares recidivados, selecionados para serem submetidos à cirurgia de resgate é aceitável. As taxas de complicações cirúrgicas foram geralmente locais e não houve mortalidade pós-operatória nesta série.
Título em inglês
Prognostic factors in salvage surgery for recurrent salivary gland carcinoma
Palavras-chave em inglês
Prognosis
Recurrence
Salivary gland neoplasms/complications
Salivary gland neoplasms/surgery
Resumo em inglês
Salivary gland carcinomas are rare and the main treatment option is surgery with or without postoperative radiotherapy. Almost half of the cases present recurrences of tumors and the majority are local. The only potentially curative treatment for recurrent tumors is salvage surgery. However, few papers were published on this subject. The aim of this study is evaluate the surgical complications and clinical and pathologic prognostic factors in patients with recurrent salivary gland carcinoma submitted to salvage surgery. We reviewed the medical charts of 59 patients that fulfilled the eligibility critera of the study: proven diagnosis of locorregionally recurrent salivary gland carcinoma and surgery with curative intention. Thirty five patients (59,3%) had been previously treated at another institution. The salvage surgery in all the patients was performed at the A. C. Camargo Hospital in São Paulo, Brazil from 1957 to 2000. The site of the primary tumor was the parotid in 34 cases, the oral cavity in 13 and submandibular gland in 12 cases. The most frequent histopathologic type was adenoid cystic carcinoma (23 cases; 39%) and mucoepidermoid carcinoma (14 cases ;23.7%). The prior treatment was surgery alone in 47 cases, surgery with adjuvant radiotherapy in 11 cases and surgery and adjuvant chemotherapy in only one case. The majority of the patients presented local recurrence (39; 66%), in seven cases the recurrence was regional (11.9%) and in thirteen cases it was locorregional (22.1%). The clinical stage of the recurrences were initial (rCS I/II) in 15 patients (25.5%) and advanced (rCS III/IV) in 44 patients (74.5%). The surgical treatment of the recurrence was local ressection in 39 cases (66.1%), en bloc surgeries (local ressection and neck dissection) in thirteen cases (22%) and neck dissection alone in seven cases (11.9%). Wide parotidectomy with temporal bone ressection was performed in five cases. The overall rate of surgical complications was 32.2%. The most frequent complication was wound infection. There was no post-operative deaths. There was a new recurrence in 61% of the patients, and the majority were distant metastases (16 cases; 27%). The lung was the most frequent involved site. In ten cases (17%) the recurrence was local, in five cases it was locorregional (8.5%). The actuarial overall survival were 61.3% in 5 years and 42% in ten years and in five cases it was regional (8.5%). Gender, histopathology, site of the primary tumor, facial nerve preservation (parotid tumors), were not associated with overall survival. In the univariate analysis, only age older than 60 years was associate with a poor prognosis. This study shows that the prognosis of patients with recurrent salivary gland carcinoma treated to salvage surgery is acceptable. The rates of surgical complications are local and there was no post-operative mortality in this series.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
miturohattorijr.pdf (323.71 Kbytes)
Data de Publicação
2008-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.