• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2006.tde-12042006-104803
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Arnaldi Simões de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Lucon, Antonio Marmo (Presidente)
Denes, Francisco Tibor
Wroclawski, Eric Roger
Título em português
"Vasectomia: comparação das técnicas convencional e sem bisturi"
Palavras-chave em português
Anticoncepção
Contagem de espermatozóides
Procedimentos cirúrgicos ambulatórios
Vasectomia/métodos
Resumo em português
Esse estudo foi realizado de maneira prospectiva e randomizada com o objetivo de comparar duas técnicas de vasectomia. Foram avaliados 644 pacientes. Na técnica sem bisturi foram utilizadas duas pinças específicas. O tempo médio da técnica sem bisturi foi de 20,95 minutos e da convencional 22,95. Infecção de ferida operatória e epididimites foram menores na técnica sem bisturi. Não houve diferença entre as técnicas nas complicações intra-operatórias e pós-operatórias. Dez pacientes apresentaram espermatozóides vivos no espermograma de controle. A técnica sem bisturi apresenta um menor tempo cirúrgico e um menor índice de infecção que a técnica convencional. O índice de falha foi semelhante em ambas as técnicas
Título em inglês
Vasectomy: comparison between conventional and noscalpel techniques
Palavras-chave em inglês
Ambulatory surgical procedures
Contraception
Sperm count
Vasectomy/methods
Resumo em inglês
This study was carried out with objective of comparison two techiniques of vasectomy. Six hundred and fourteen four patients were assessed. For the no-scalpel technique, two specific clamps were used. The operating time for the no scalpel technique was less than for the conventional technique. There was a smaller percentage of infection of the operative wound and epididymitis in the no scalpel technique. There was no difference between the techniques with respect to complications during the operation and later complications. The no scalpel technique requires less time in surgery and has a lower infection rate than the conventional technique. The failure rate was similar for both techniques
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-04-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.