• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-25022015-093520
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Marquez Simões
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carmona, Maria Jose Carvalho (Presidente)
Ferez, David
Amaral, José Luiz Gomes do
Tardelli, Maria Angela
Terra, Ricardo Mingarini
Título em português
Avaliação dos fatores de risco para morbimortalidade após cirurgia abdominal em pacientes oncológicos
Palavras-chave em português
Cirurgia geral
Complicações pós-operatórias
Fatores de risco
Mortalidade
Neoplasia
Terapia intensiva
Resumo em português
Introdução: Os pacientes oncológicos, frequentemente, apresentam complicações graves após cirurgia abdominal. No entanto, existem poucos dados sobre fatores preditores de morbimortalidade neste grupo. O objetivo deste estudo foi identificar fatores preditores de complicações graves e óbitos após cirurgia abdominal em pacientes oncológicos. Métodos: Após aprovação pela comissão de ética institucional, 308 pacientes com câncer submetidos a cirurgias abdominais foram avaliados durante 30 dias de pós-operatório quanto à mortalidade ou a complicações infecciosas, cardiovasculares, respiratórias, neurológicas, renais e cirúrgicas. Também foram avaliados o tempo de internação hospitalar e em unidade de terapia intensiva. Foi realizada análise univariada e multivariada com bootstrap para identificação dos fatores independentes preditores de risco. Resultados: De 308 pacientes operados, 106 pacientes (34,4%) desenvolveram complicações graves durante o período de acompanhamento, sendo que 7 (2,27%) evoluíram para óbito. Em um modelo de regressão logística, os fatores idade (odds ratio [OR] 1.03 IC 95% 1.01-1.06], p = 0.012), estado físico da Sociedade Americana de Anestesiologistas >= 3 (OR 2.61 [IC 95% 1.33-5.17], p = 0.003), hemoglobina pré-operatória inferior a 12 g/dL (OR 2.13 [IC 95% 1.21-4.07], p = 0.014), uso de coloides intra-operatórios (OR 1.89, [IC 95% 1.03-4.07], p = 0.047), volume total de fluidos intra-operatórios (OR 1.22 [IC 95% 0.98-1.59], p = 0.106 por litro), sangramento cirúrgico superior a 500 mL (2.07 [IC 95% 1.00-4.31], p = 0.043) e o uso de vasopressores contínuos no intra-operatório (OR 4.68 [IC 95% 1.55-27.72], p = 0.004) foram identificados como fatores de risco independentes. Conclusões: Os resultados sugerem que estratégia perioperatória baseada no tratamento da anemia pré-operatória, técnica cirúrgica hemostática, uso conservador de hemoderivados, reposição cautelosa de fluidos e prevenção do uso de coloides podem reduzir as complicações pós-operatórias em pacientes com câncer submetidos a cirurgia abdominal. Estes fatores de risco apontados podem ser úteis para futuros estudos com a aplicação de estratégias préoperatórias para otimização dos desfechos
Título em inglês
Perioperative morbimortality risk factors for abdominal surgery in cancer patients
Palavras-chave em inglês
General surgery
Intensive care
Mortality
Neoplasms, Risk factors
Postoperative complications
Resumo em inglês
Background: Patients undergoing abdominal surgery for solid tumours frequently develop severe postoperative complications, with impact on quality of life, costs and survival. There are only few studies describing predictive factors for complications in this group. The aim of this study was to identify factors predictive of severe complications, including mortality, in cancer patients undergoing abdominal surgery. Methods: After Institutional Review Board approval, we prospectively evaluated 308 cancer patients following abdominal surgery for 30 days in regard to major complications, including all-cause mortality and infectious, cardiovascular, respiratory, neurologic, renal and surgical complications. The need for treatment in the intensive care unit (ICU), length of the hospital and ICU stay were also evaluated. Univariate and multivariate analyses with bootstrap were performed to determine risk factors for major complications including 30-day mortality. Results: One hundred and six patients (34.4%) developed a severe complication and 7 (2,27%) died during the 30-day follow-up period. Logistic regression identified age (odds ratio [OR] 1.03 [95% CI 1.01-1.06], p=0.012), ASA physical status greater than or equal to 3 (OR 2.61 [95% CI 1.33-5.17], p=0.003), a preoperative hemoglobin level lower than 12 g/dL (OR 2.13 [95% CI 1.21-4.07], p=0.014), intraoperative use of colloids (OR 1.89, [95% CI 1.03-4.07], p=0.047), increased amounts of intravenous fluids (OR 1.22 [95% CI 0.98-1.59], p=0.106 per litre), intraoperative blood losses greater than 500 mL (2.07 [95% CI 1.00-4.31], p=0.043), and the use of continuous vasopressors (OR 4.68 [95% CI 1.55-27.72], p=0.004) as independent risk predictors. Conclusions: Our findings suggest that a perioperative strategy based on the treatment of preoperative anemia, implementation of haemostatic surgical techniques, conservative blood management, inflammation control and the avoidance of colloids may reduce postoperative complications in cancer patients after abdominal surgery. These markers may be useful for further studies to develop perioperative optimization strategies for this population
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-02-25
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • KRONEMBERGER, T., et al. Estudo para predição de morbimortalidade em cirurgia oncológica e necessidade de UTI: avaliação preliminar. In 8º COPA Congresso Paulista de Anestesiologia, São Paulo, 2011. Medical Journal., 2011. Resumo.
  • LANICHECK, F., et al. Comparação intraoperatória entre anestesia epidural e bloqueio transverso abdominal em prostatectomia. In 57º Congresso Brasileiro de Anestesiologia e 7º Congresso de Dor da sociedade Brasileira de Anestesiologia, Porto Alegre, 2010. Revista da AMRIGS.Porto Alegre : Associação Médica do Rio Grande do Sul, 2010. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.