• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2019.tde-03012019-100144
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Siqueira de Lucena
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Cavalcanti, Alexandre Biasi (Presidente)
Fraga, Gustavo Pereira
Malbouisson, Luiz Marcelo Sá
Rodrigues, Roseny dos Reis
Utiyama, Edivaldo Massazo
Título em português
Administração precoce de concentrado de fibrinogênio em pacientes politraumatizados com tromboelastometria sugestiva de hipofibrinogenemia: um estudo randomizado para avaliação de factibilidade
Palavras-chave em português
Fibrinogênio
Transtornos da coagulação sanguínea
Traumatismo
Tromboelastografia
Resumo em português
Trata-se de um estudo randomizado para avaliação de factibilidade conduzido entre dezembro de 2015 a janeiro de 2017 com pacientes de trauma grave (Index of Shock Severity [ISS] >= 15), admitidos na sala de emergência de um grande centro de trauma. À admissão os pacientes selecionados apresentavam hipofibrinogenemia qualitativa (FIBTEM A5 <= 9 mm) além de hipotensão (pressão arterial sistólica [PAs] < 90mmHg) e taquicardia (frequência cardíaca [FC] > 100 bpm). O desfecho primário foi avaliar factibilidade, definida como a proporção dos pacientes que receberam o tratamento alocado em até 60 minutos após a randomização: reposição de concentrado de fibrinogênio (CF) na dose de 50 mg/kg de peso corporal no grupo intervenção e não receber reposição de fibrinogênio no grupo controle. Uma lista de alocação randomizada dos tratamentos foi gerada por estatístico utilizando "software" apropriado. A alocação do tratamento foi realizada utilizando-se envelopes opacos lacrados, numerados sequencialmente. Não houve cegamento por inviabilidade de execução logística. Um total de 84 pacientes foram avaliados para elegibilidade, 52 foram excluídos e 32 foram randomizados, sendo alocados dezesseis em cada grupo. A maioria dos pacientes selecionados foram homens (87,5%), na quarta década de vida (42 ± 15,5) e com ISS de 32 ± 7,2. Todos os pacientes incluídos receberam o tratamento conforme alocado em até 60 minutos após a randomização (100%; IC 95%, 86,7% a 100%). O fibrinogênio sérico na sala operatória (SO) foi maior no grupo intervenção em comparação ao grupo controle (190,4 ± 85,5 vs 130,2 ± 51,1; p=0,04), mas não na chegada à UTI (330,8 ± 165,1 vs 280,3 ± 130,3; p=0,43). Houve diferença estatística significativa no desfecho secundário exploratório tempo médio de internação em UTI entre o grupo experimental e grupo controle (mediana 8, intervalo interquartil [IIQ] 5,75 - 10,0 vs mediana 11, IIQ 8,5 - 16,0; p=0,02). Não houve diferença estatística em qualquer outro desfecho clínico avaliado. Não houve danos ou efeitos indesejáveis. Concluiuse que é possível realizar um estudo clínico randomizado em contexto de emergência com reposição precoce de fibrinogênio através do concentrado de fibrinogênio. O estudo foi registrado no ClinicalTrials.gov (NCT02864875)
Título em inglês
Early administration of fibrinogen concentrate in polytraumatized patients with thromboelastometry suggestive of hypofibrinogenemia: a randomized feasibility trial
Palavras-chave em inglês
Blood coagulation disorders
Fibrinogen
Thrombelastography
Trauma
Resumo em inglês
This is a randomized feasibility trial conducted between December 2015 and January 2017 with severe trauma patients (Index of Shock Severity [ISS] >= 15) admitted to the emergency room of a large trauma center. At admission patients presented qualitative hypofibrinogenemia (FIBTEM A5 <= 9 mm), hypotension (systolic blood pressure < 90 mmHg) and tachycardia (heart rate > 100 bpm). The primary outcome was feasibility assessed by the proportion of patients receiving the allocated treatment up to 60 minutes after randomization meaning receive replacement through fibrinogen concentrate (50mg per kg of body weight) by the intervention group and not to receive an early replacement of fibrinogen by control group. A randomized allocation list of treatments was generated by a statistician using an appropriate software. The treatment allocation was performed using sealed opaque envelopes, numbered sequentially. There was no blindness because it was no feasible in our institution. A total of 84 patients were assessed for eligibility, 52 were excluded and 32 were randomized (16 allocated to each group). The majority of patients selected were men (87,5%), in the fourth decade of life (42 ± 15,5) with ISS of 32 ± 7,2. All randomized patients received treatment as allocated up to 60 minutes after randomization (100%, 95% CI, 86,7% to 100%). Serum fibrinogen was higher in the intervention group on operating room (OR) (190,4 ± 85,5 vs 130,2 ± 51,1; p=0,04) comparing to control group but this difference was not seen on intensive care unit (ICU) (330,8 ± 165,1 vs 280,3 ± 130,3; p=0,43). The length of ICU stay was smaller in the intervention group compared to the control group (median 8, IQR 5,75 - 10,0 vs median 11, IQR 8,5 - 16,0; p=0,02). There was no difference between groups in any other clinical outcomes. We registered no adverse effects related to treatment in both groups. We concluded that it is possible to perform a randomized clinical trial in an emergency setting with early fibrinogen replacement through the fibrinogen concentrate. The study was enrolled in ClinicalTrials.gov (NCT02864875)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.