• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Akissue de Camargo Teixeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Barros, Nestor de (Presidente)
Bevilacqua, José Luiz Barbosa
Cerri, Giovanni Guido
Giannotti, Marcelo Abrantes
Nazário, Afonso Celso Pinto
Título em português
Desempenho da ultrassonografia e da punção aspirativa por agulha fina axilar em pacientes com carcinomas invasivos da mama: correlação com aspectos do linfonodo e características tumorais
Palavras-chave em português
Características ultrassonográficas dos linfonodos
ltrassonografia axilar
Metástase linfonodal axilar
modelo estatístico
Neopolasias de mama
nomograma
Punção aspirativa por agulha fina
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O status linfonodal da axila ainda permanece como importante fator prognóstico em pacientes com câncer de mama invasivo. Muitos estudos já relataram a importância da ultrassonografia axilar e da punção aspirativa por agulha fina (PAAF) na avaliação pré-operatória das pacientes com câncer de mama. Nossos objetivos foram avaliar as características ultrassonográficas dos linfonodos axilares relacionadas à metástase linfonodal e o papel da PAAF na avaliação pré-operatória de pacientes com câncer de mama. Nosso objetivo secundário foi avaliar se, dependendo das características dos tumores, linfonodos sem alterações na ultrassonografia poderiam ter comprometimento metastático. MÉTODOS: Este estudo foi realizado no Instituto de Radiologia e no Instituto do Câncer do HCFMUSP. Foram incluídas 182 pacientes com câncer de mama invasivo recém-diagnosticado, sendo que, destas, apenas 145 realizaram cirurgia - 74 prosseguiram direto para cirurgia e 71 realizaram tratamento neoadjuvante e após cirurgia. Foi realizada avaliação ultrassonográfica da axila ipsilateral ao tumor e punção aspirativa por agulha fina de um linfonodo selecionado pelo radiologista. Os dados ultrassonográficos dos linfonodos e os achados citológicos da PAAF foram correlacionados com os resultados anatomopatológicos da biópsia do linfonodo sentinela ou do esvaziamento axilar. RESULTADOS: Nas 74 pacientes (75 axilas) que não realizaram tratamento neoadjuvante, as características ultrassonográficas do linfonodo associadas à metástase na análise univariada foram espessamento cortical difuso e a obliteração parcial ou completa do hilo gorduroso. A sensibilidade, especificidade, acurácia, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN) da ultrassonografia foram, respectivamente, 72,7%, 57,1%, 64,0%, 57,1% e 72,7% (p=0,009), e da PAAF: 36,4%, 97,6%, 70,7%, 92,3% e 66,1% (p < 0,001). Incluindo apenas linfonodos alterados na ultrassonografia, obtivemos, respectivamente, sensibilidade, especificidade, acurácia, VPP e VPN de 50%, 94%, 69%, 92% 59% (p=0,001). Nenhuma PAAF de linfonodo classificado como normal na ultrassonografia teve resultado positivo. Obtivemos, nas análises das curvas ROC, um valor de corte da espessura da cortical de 2,65 mm (p < 0,001) e do tamanho do tumor pré-cirúrgico de 2,45 cm (p=0,042). Na análise multivariada, as seguintes características foram associadas à metástase linfonodal: espessura da cortical (p = 0,005), tamanho do tumor pré-cirúrgico (p = 0,030), status pré-menopausa (p = 0,017), tipo histológico não especial (p = 0,034) e localização do tumor no quadrante superolateral (p = 0,011). Construiu-se um modelo de predição de risco de metástase axilar usando estas características. Nas 71 pacientes que realizaram tratamento adjuvante, a única característica do linfonodo associada à metástase linfonodal foi a forma redonda ou irregular. Os demais resultados deste grupo não podem ser generalizados, pois não é possível separar o efeito do tratamento nesta população. CONCLUSÕES: Linfonodos axilares com espessamento cortical difuso e com obliteração parcial ou completa do hilo gorduroso estão associados à malignidade. A PAAF apresentou-se mais útil nos linfonodos alterados, com sensibilidade de 50%. Pacientes com PAAF positivas devem ser encaminhadas para esvaziamento axilar ou quimioterapia neoadjuvante. Não há benefício da realização da PAAF em linfonodos sem alterações na ultrassonografia
Título em inglês
Performance of ultrasound and axillary FNA in patients with invasive breast carcinomas: correlation with lymph node and tumor characteristics
Palavras-chave em inglês
Axillary lymph node metastasis
Axillary ultrasound
Breast cancer
Fine needle aspiration
Lymph node ultrasound features
Models statistical
Nomograms
Resumo em inglês
BACKGROUND: The lymph node status of the axilla remains an important prognostic factor in patients with invasive breast cancer. Many studies have already reported the importance of axillary ultrasonography and fine needle aspiration (FNA) in the preoperative evaluation of patients with breast cancer. Our objectives were to evaluate the ultrasound characteristics of axillary lymph nodes related to lymph node metastasis and the role of FNA in the preoperative evaluation of patients with breast cancer. Our secondary objective was to assess whether, depending on the tumor characteristics, lymph nodes that showed no change on ultrasonography could have metastatic involvement. METHODS: This study was conducted at the Institute of Radiology and the Institute of Cancer of HCFMUSP. A total of 182 patients with newly diagnosed invasive breast cancer were included, of whom only 145 had undergone surgery - 74 went straight to surgery and 71 underwent neoadjuvant treatment and after surgery. Ultrasound evaluation of the axilla ipsilateral to the tumor and fine needle aspiration of a lymph node selected by the radiologist were performed. The ultrasound data of the lymph nodes and the cytological findings of FNA were correlated with pathology results from sentinel lymph node biopsy or surgical dissection. RESULTS: In the 74 patients (75 axillae) who did not undergo neoadjuvant treatment, the ultrasound characteristics of the lymph nodes associated with metastasis in the univariate analysis were diffuse cortical thickening and partial or complete fatty hilum obliteration. The sensitivity, specificity, accuracy, positive predictive value (PPV) and negative predictive value (NPV) of ultrasound were respectively 72.7%, 57.1%, 64.0%, 57.1% and 72.7% (p = 0.009) and of the FNA 36.4%, 97.6%, 70.7%, 92.3% and 66.1% (p <0.001). Including only atypical lymph nodes on ultrasonography, we obtained respectively sensitivity, specificity, accuracy, PPV and NPV of 50%, 94%, 69% 92% and 59% (p = 0.001). No FNA of lymph node classified as normal on ultrasonography had a positive result. With ROC curves analysis we obtained a cut-off value of cortical thickness of 2.65 mm (p <0.001) and pre-surgical tumor size of 2.45 cm (p = 0.042). In the multivariate analysis, the following characteristics were associated with lymph node metastasis: cortical thickness (p = 0.005), preoperative tumor size (p = 0.030), premenopausal status (p = 0.017), non-special histological type and tumor location in the upper outer quadrant (p = 0.011). A predictive model of axillary metastasis risk was constructed using these characteristics. In the 71 patients who underwent adjuvant treatment the only feature of the lymph node associated with lymph node metastasis was the round or irregular shape. The other results of this group cannot be generalized since it is not possible to separate the treatment effect in this population. CONCLUSIONS: Axillary lymph nodes with diffuse cortical thickening and with partial or complete fatty hilum obliteration are associated with malignancy. FNA was more useful in atypical lymph nodes, with a sensitivity of 50%. Patients with positive FNA should be referred for axillary surgical dissection or neoadjuvant chemotherapy. There is no benefit of performing FNA in lymph nodes without changes in ultrasound
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.