• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-09012015-163553
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Castro Dourado Pinezi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Heloisa de Andrade (Presidente)
Carvalho, Jesus Paula
Rossi, Benedito Mauro
Segreto, Helena Regina Comodo
Soares, Renata de Bastos Ascenço
Título em português
Efeitos colaterais tardios na bexiga após radioterapia por câncer de colo de útero: avaliação da associação com polimorfismos de TP53, ATM e MDM2
Palavras-chave em português
Braquiterapia
Cistite
Genes p53
Neoplasias do colo do útero
Proteínas mutadas de ataxia telangiectada
Radiação ionizante
Radioterapia
Ubiquina-proteína ligases
Resumo em português
Introdução: Na prática clínica se observa que há diferenças na incidência de efeitos colaterais entre pacientes submetidos ao mesmo esquema terapêutico de radioterapia. Tais diferenças podem ser entendidas como uma radiossensibilidade individual determinada geneticamente. Objetivos: Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos tardios na bexiga em pacientes com câncer do colo uterino tratadas com radioterapia, com ou sem cirurgia, e o valor prognóstico de três polimorfismos genéticos de base única com relação ao desenvolvimento de cistite actínica. Material e métodos: Foi realizada uma análise retrospectiva de 50 pacientes com carcinoma cervical tratadas entre 1999 e 2004, com um mínimo de 6,5 anos de seguimento. A dose de radioterapia na bexiga foi considerada como a soma da dose da radioterapia externa com a dose de braquiterapia no ponto de bexiga definido pelo ICRU 38 (Relato número 38 da Comissão Internacional de Unidades e Medidas em Radiação). Para as correlações entre dose e efeito, foi calculada a dose biológica efetiva (BED) para cada caso. Para a avaliação dos efeitos tardios em bexiga, além dos dados descritos em prontuário, foi feito um questionário específico dirigido aos sintomas urinários, foi realizada cistoscopia em todas as pacientes e a escala LENTSOMA (efeitos tardios no tecido normal/ subjetivo-objetivo tratamento e exames) foi aplicada, utilizando o pior grau do efeito encontrado nos diferentes métodos de avaliação. Variantes genéticas do códon 72 da p53 (Arginina / Prolina), MDM2 SNP309 T/G e ATMex39 5557 G>A foram identificadas usando o método de genotipagem de SNP ABI SNaPshot e os resultados foram correlacionados com a incidência e grau de cistite actínica. Resultados: Complicações clínicas tardias da bexiga foram registradas em 17 (34%) pacientes usando dados coletados dos prontuários e em 41 (82%) pacientes pelo questionário de existência e gravidade dos efeitos tardios da irradiação. Essas complicações foram diretamente correlacionadas com a BED. Vinte e oito pacientes (56%) desenvolveram cistite diagnosticada por cistoscopia (16% Grau 2-4). MDM2 SNP309 TT associado a TP53 (P72R) GG foram relacionados com o aumento da incidência de cistite. Conclusões: Cistite actínica, em grau 2 ou maior, foi elevada nessa população e apresentou uma maior incidência quando realizado um questionário específico para tal. Houve associação com maior dose de radioterapia (BED Gy3 > 100 Gy) e com MDM2 SNP309 TT associado a TP53 (P72R) GG.
Título em inglês
Late urinary bladder side effects after radiotherapy for cervical cancer: evaluation of the association with TP53, ATM and MDM2 polymorphisms
Palavras-chave em inglês
Brachiterapy
Cystitis
Genes p53
Ionizing radiation
Proteins muteins ataxia telangiectada
Proteins ubiquitins ligases
Radiotherapy
Uterine cervical neoplasms
Resumo em inglês
Introduction: In clinical practice it is observed that there are differences in the incidence of side effects among patients undergoing the same regimen of radiotherapy. Such differences can be understood as a genetically determined individual radiosensitivity. Purposes: This study aimed to evaluate urinary bladder late effects in patients with uterine cervix cancer treated with radiotherapy with or without surgery and the prognostic value of three single nucleotide polymorphisms (SNPs) related to radiation cystitis. Material and methods: retrospective analysis of 50 patients with cervical carcinoma treated between 1999 and 2004 with a minimum of 6.5 years of follow-up was performed. The radiation dose in the bladder was considered as the dose delivered by external beam irradiation plus the brachytherapy dose in the ICRU Report 38 (International Commission of Radiation Units and Measurements report number 38) bladder point. For dose-effect correlations the biological effective dose (BED) was calculated for each case. For evaluation of bladder late effects, besides the data collected from the charts review, a specific query directed to urinary symptoms was applied to the patients and also a cystoscopy was performed in all of them. The LENTSOMA (late effects of normal tissues/subjective-objective management analytic) scale for bladder late effects was applied. Genetic variants of p53 codon72 (arginine/proline) polymorphism, MDM2 SNP309 T/G and ATMex39 5557G>A were identified by using ABI SNaPshot SNP genotyping method. And the results were correlated with the incidence and grade of radiation cystitis. Results: Clinical late bladder complications were recorded in 17 (34%) patients using data collected from the charts and in 41 (82%) patients by the questionnaire for the existence and severity of late irradiation effects. These complications were directly related with the BED. Twenty eight patients (56%) developed cystitis diagnosed by cystoscopy (16% Grade 2-4). MDM2 SNP309 TT associated with TP53 (P72R) GG was related with increased incidence of cystitis. Conclusions: Late radiation cystitis grade 2 or greater were high in this population and presented a higher incidence when a specific questionnaire was used. Higher radiation dose (BED Gy3 > 100 Gy) and MDM2 SNP309 TT associated with TP53 (P72R) GG were correlated with bladder late effects
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.