• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2004.tde-09102014-091632
Documento
Autor
Nome completo
Denise Moreira de Andrade Cotrim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Cukier, Alberto (Presidente)
Jardim, José Roberto de Brito
Nery, Luiz Eduardo
Pizzichini, Emílio
Stelmach, Rafael
Título em português
Estudo das interleucinas no processo inflamatório na doença pulmonar obstrutiva crônica, Prednisona/uso terapêutico,
Palavras-chave em português
Costicosteróides/uso terapêutico
Doença pulmonar obstrutiva crônica/fisiopatologia
Escarro
Interleucina-4/química
Interleucina-6/química
Interleucina-8/química
Mediadores da inflamação
Seguimentos
Resumo em português
Embora a utilização do corticóide oral não seja indicada no tratamento de manutenção na doença pulmonar obstrutiva crônica, identificamos em nosso ambulatório, um grupo de pacientes que fazem uso desta medicação de forma continuada e, nos quais, todas as tentativas anteriores de retirada da medicação, havia resultado em exacerbação dos sintomas. O objetivo deste estudo foi o de analisar os fenômenos inflamatórios associados à tentativa de redução progressiva do corticóide oral nesses doentes. Avaliamos o escarro induzido de 14 pacientes usuários crônicos de corticóide. Após a avaliação basal, realizada enquanto os pacientes faziam uso de sua dose habitual da medicação (V0), procedemos ao aumento da prednisona a 40 mg por dia, por duas semanas (V1). A seguir, reduzimos progressivamente a dose até que ocorresse uma exacerbação (EXAC), quando a dose de 40 mg de prednisona foi re-introduzida por duas semanas (APÓS). Comparamos os resultados deste grupo aos de um grupo de pacientes portadores de DPOC não-usuários de corticóide oral. Esses pacientes foram avaliados na condição basal (V0), quando exacerbaram (EXAC) e após o tratamento com 40 mg de prednisona, por duas semanas (APÓS). As variáveis analisadas no escarro foram: % de neutrófilos, % de eosinófilos, % de macrófagos, número total de células, interleucinas 4, 6 e 8. Constatamos que o grupo corticóide apresentou um aumento significativo na porcentagem de eosinófilos na exacerbação em relação a V0, e uma redução significativa em APÓS, em relação a EXAC. Isto não ocorreu no grupo não-corticóide. Ao compararmos os dois grupos, observamos que a concentração das interleucinas 4, 6 e 8, foi significativamente mais alta no grupo corticóide em V0 e na exacerbação em relação ao grupo não-corticóide. Quando analisamos o comportamento das interleucinas nas avaliações seqüenciais, dentro de cada grupo, observamos que a interleucina 4 tendeu à elevação na exacerbação, no grupo corticóide, sem atingir, entretanto, significância estatística. As interleucinas 6 e 8 aumentaram significativamente no grupo corticóide na visita APÓS. Concluímos que a retirada progressiva de corticóide oral induz a exacerbação em pacientes com DPOC corticóide-dependentes com um processo inflamatório eosinofílico, que tende à reversão após o aumento da dose do corticóide
Título em inglês
-
Palavras-chave em inglês
Adrenal cortex hormones /therapeutic use
Follow-up studies
Inflammation mediators
Interleukin-4/chemistry
Interleukin-6/chemistry
Interleukin-8/chemistry
Pulmonary disease chronic obstructive/physiophatology
Sputum
Resumo em inglês
Although in chronic obstructive lung disease the use of oral corticoid is not indicated in the maintenance treatment, we identified a group of patients that make use of this medication continuously. The objective of this study was to analyze the inflammatory phenomena associated to the attempt of progressive reduction of oral corticoids in these patients. We evaluated induced sputum of 14 patients on long-term use of oral corticoids. After the basal evaluation, accomplished while the patients made use of their habitual dose of the medication (V0), we increased the dose of prednisone to 40 mg daily for two weeks (V1). To proceed we reduced the dose progressively until an exacerbation occurred (EXAC), when the dose of prednisone 40 mg daily was reintroduced for two weeks (AFTER). We compared the results to a group of patients with COPD not on use of oral corticoids, that were appraised in the basal condition (V0), when they exacerbated (EXAC) and after the treatment with prednisone 40 mg daily for two weeks (AFTER). The variables analyzed in the sputum were:, % of neutrophils, % of eosinophils, % of macrophages, total number of cells, interleukins 4, 6 and 8. We verified that the corticoid group presented a significant increase in the percentage of eosinophils at the exacerbation in relation to V0, and a significant reduction in AFTER in relation to EXAC. This didn't happen in the non corticoid group. When we compared the two groups we observed that the concentration of the interleukins was significantly higher in corticoid group in V0 and at the exacerbation in relation to the non corticoid group. When we analyzed the behavior of the interleukins along the evaluations in each group we observed that interleukin 4 tended to an elevation at the exacerbation in the corticoid group, without reaching statistical significance. Interleukins 6 and 8 increased significantly in the corticoid group in the visit AFTER. We concluded that the progressive reduction of oral corticoid induces exacerbation in patients with COPD on long-term use of prednisone with an eosinophilic inflammatory process that tends to reverse after the increase of the dose of the corticoid
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.