• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Daniele Danella Figo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Santos, Keity Souza (Presidente)
Aun, Marcelo Vivolo
Galvão, Clóvis Eduardo Santos
Título em português
Identificação de novos alérgenos de pólen do cajueiro (Anacardium occidentale L.) para auxílio no diagnóstico e futura otimização do tratamento
Palavras-chave em português
Alérgenos
Anacardium
Rinite alérgica sazonal
Resumo em português
A polinose é uma rinite alérgica sazonal que acontece pela sensibilização por pólens. Possui periodicidade anual, repetindo-se os sintomas sempre na mesma época do ano. Clinicamente, é caracterizada por rinoconjuntivite e/ou asma brônquica. A imunoterapia alérgeno-específica é o único tratamento capaz de modificar a evolução natural da doença, porém, depende fundamentalmente da correta identificação do alérgeno responsável. Diante disso e do número de pacientes que procuram o Ambulatório de Alergia da Universidade de Fortaleza com manifestações alérgicas exacerbadas na época de floração do cajueiro, o objetivo deste estudo foi produzir um extrato protéico a partir do pólen do cajueiro e identificar os alérgenos ainda não estudados presentes neste pólen. Doze pacientes residentes em Fortaleza, Nordeste do país, foram selecionados com base na história de rinite alérgica persistente e agravamento dos sintomas no momento da floração do cajueiro. Foi selecionado outro grupo com rinite alérgica que vive na mesma região, entretanto não apresenta relação clínica com a época de floração. Além disso, foram incluídos 5 indivíduos não-atópicos e expostos ao cajueiro como grupo controle. O soro desses pacientes foi testado em Western Blot 1D e 2D (WB) e as proteínas selecionadas foram submetidas à espectrometria de massas para identificação. Os epitopos foram preditos in silico pesquisando sequências detectadas por massa contra bases de dados de epítopos já conhecidos. Foi possível identificar alguns homólogos de alérgenos de outros pólens, como isoflavona redutase (Bet v 6), beta-1,3-glucanase (Ole e 9), proteína de choque térmico 70kDa (Cor a 10), além de outras proteínas que podem representar novos alergénios, tais como aminociclase, glutamina sintetase, fosfoglucomutase, ?-1,4-glucano-proteína-sintase, factor de alongamento 2 e biotina carboxilase, entre outros. A predição de epítopos revelou a possibilidade de reatividade cruzada com outros alérgenos de pólen conhecidos, tais como Phl p 4, Mal d 1, além de outros aeroalérgenos que também apareceram. Esta é a primeira descrição da alergia ao pólen do caju mostrando a reatividade específica de IgE no soros dos pacientes. A caracterização imunológica e estrutural de novos alérgenos, além de auxiliar no diagnóstico e tratamento de alergias não descritas, oferece ferramentas para prever epítopos e produzir moléculas hipoalergênicas nesta era da medicina de precisão
Título em inglês
Identification of novel allergens of cashew pollen
Palavras-chave em inglês
Allergens
Anacardium
Rhinitis allergic seasonal
Resumo em inglês
Pollinosis is a seasonal allergic rhinitis that develops due to pollens sensitization. Symptoms are manifested always in the same period of the year. Clinically, it is characterized by rhinoconjunctivitis and/or asthma. Allergen-specific immunotherapy is the only available treatment that can modify the natural course of the disease, however, it relies on the correct identification of the triggering allergen. Considering this and the number of patients attending the Allergy Clinic at University of Fortaleza with exacerbation of allergic symptoms during cashew flowering period, the aim of this study was to produce a protein extract from cashew tree pollen and identify the allergens not yet studied. Twelve patients living in Fortaleza, Northeast of country, were selected based on history of persistent allergic rhinitis and aggravation of symptoms at the time of cashew tree flowering. Another group living in the same region with allergic rhinitis without clinical relation with the flowering season was selected. Also 5 non-atopic subjects exposed to cashew tree were selected as a control group. The serum of these patients was tested for 1D and 2D Western Blotting (WB) and selected proteins were submitted to mass spectrometry for identification. Epitopes were predicted by in silico search comparing detected sequences against epitope databases. It was possible to identify some homologs of allergens from other pollens such as isoflavone reductase (Bet v 6), beta-1,3-glucanase (Ole e 9), heat shock protein 70kDa (Cor a 10), besides other proteins that might represent novel allergens, such aminociclase, glutamina sintetase, phosphoglucomutase, alpha-1,4-glucan-protein-synthase, elongation factor 2 and biotin carboxylase among others. The epitope prediction revealed the possibility of cross-reactivity with other known pollen allergens such as Phl p 4, Mal d 1 and other aeroallergens also appeared. This is the first description of cashew pollen allergy showing specific IgE reactivity of patients' sera. The immunological and structural characterization of new allergens, besides aiding the diagnosis and treatment of non-described allergies, offers tools for predicting epitopes and producing hypoallergenic molecules in this era of precision medicine
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-09-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.