• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-10032008-152144
Documento
Autor
Nome completo
Danieli Castro Oliveira de Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Borba Neto, Eduardo Ferreira (Presidente)
Caramelli, Bruno
D'Amico, Elbio Antonio
Latorre, Luiz Carlos
Novaes, Gilberto Santos
Título em português
Avaliação não-invasiva das propriedades da parede arterial em pacientes com síndrome antifosfolípide primária
Palavras-chave em português
Aterosclerose
Fatores de risco
Pressão arterial
Síndrome antifosfolípide
Utrasonografia
Resumo em português
Objetivo: A aterosclerose prematura e acelerada tem sido recentemente reconhecida como um fator adicional de dano vascular nos pacientes com Síndrome Antifosfolípide Primária (SAFP). Esses pacientes podem ser beneficiados com o emprego de métodos para detecção precoce de aterosclerose como a Velocidade de Onda de Pulso (VOP) e o Echo-tracking (ET). Esses métodos têm sido reconhecidos pela capacidade de avaliar de forma não-invasiva a progressão da aterosclerose na parede vascular. Portanto, nosso principal objetivo foi avaliar a aterosclerose prematura nesses pacientes com SAFP. Pacientes e Métodos: 27 pacientes do sexo feminino com SAFP definida pelos critérios de Sapporo e 27 pacientes controles pareadas por sexo, idade e índice de massa corpórea foram selecionadas de forma consecutiva. Todas as pacientes sofreram trombose e foram subdivididas de acordo com o sítio vascular: arterial (n=12) e venoso (n=11). Os critérios de exclusão foram: idade > 55 anos, raça negra, hipertensão descontrolada, uso de corticosteróides e estatinas, diabetes, dislipidemia prévia, gravidez, menopausa, outras trombofilias, colagenoses, doenças vasculares de outras etiologias, obesidade definido por Índice de massa corpórea (IMC) >30 m/kg2 e tabagismo. Todas as pacientes foram submetidas à VOP no leito fêmoro-carotídeo (Complior) e echo-tracking pelo Wall Track System no leito carotídeo para avaliação das propriedades funcionais dos vasos. Resultados: Ambos os grupos SAFP e controles não mostraram diferença em relação à idade (41.5 ± 9.3 vs. 41.2 ± 10.2 anos; p=0.92) e IMC (22.7 ± 3.4 vs. 22.6 ± 3.7 kg/m2; p=0.91). Todas as pacientes apresentaram VOP semelhante às controles (p=0.34), o espessamento íntima-média (EIM) foi semelhante nos dois grupos (p=0.29) assim como os demais parâmetros do echo-tracking como o diâmetro carotídeo (p=0.26), a distensibilidade (p=0.92), os coeficientes de complacência (p=0.36) e o módulo elástico (p=0.78). A pressão sistólica (PS) das pacientes estava aumentada em relação às controles (p=0.02). De acordo com o sítio de trombose, as pacientes com eventos arteriais demonstraram um aumento na VOP em relação àquelas com eventos venosos (p=0.01) mesmo com mesmo EIM (p=0.52). Ambos resultados não foram influenciados pela idade ou duração de doença. Os níveis de colesterol total (p=0.002), LDL (p=0.02) e apolipoproteína B (p=0.03) foram mais altos nas pacientes com SAFP com eventos arteriais exclusivos. Na análise multivariada, observamos correlação da VOP com a idade (r=0.584; p=0.001) e com o diâmetro do vaso (DV) (r=0.407; p=0.04). Foi observada uma correlação positiva da VOP com o colesterol total (r=0.507, p=0.01), LDL (r=0.402, p=0.05), e triglicérides (r=0.583, p=0.003). O EIM apresentou correlação direta com o DV (r=0.393; p=0.04) e com a distensibilidade (r=0.373, p=0.05). Conclusão: A aterosclerose na SAFP apresenta curso peculiar e de forma precoce. A VOP foi um método mais adequado para detectar a disfunção vascular secundária à rigidez arterial, visto que, não foram detectadas alterações vasculares funcionais pelo ET.
Título em inglês
Non-invasive evaluation of arterial wall properties in patients with Primary Antiphospholipid Syndrome
Palavras-chave em inglês
Antiphospholipid syndrome
Atherosclerosis
Pulse
Risk factors
Ultrasonography
Resumo em inglês
Objective: Premature and accelerated atherosclerosis has been recently recognized as an additional vascular damage in Primary Antiphospholipid Syndrome (PAPS). These patients could benefit from non-invasive diagnostic methods to detect atherosclerosis as the Pulse Wave Velocity (PWV) and the Echo-Tracking (ET) device. By precise measurement of arterial stiffness, these methods output an indirect way to evaluate the vascular wall lesion progression. Our main objective was to evaluate premature atherosclerosis in PAPS.PATIENTS AND METHODS: 27 female patients with PAPS (Sapporo criteria) and 27 age-, body mass index- and sex-matched controls were consecutively selected. All PAPS patients had previous thrombosis and were subdivided according to the type of vascular exclusive event: arterial (n=12) and venous (n=11). Exclusion criteria were: age >55 years, black race, uncontrolled hypertension, smoking, diabetes, previous dyslipidemia, other thrombophilias, vascular and collagen diseases, corticosteroids and statins use, pregnancy, menopause, and obesity defined as body mass index (BMI)>30 m/kg2. All subjects underwent the PWV in femoral-carotidal bed (Complior) and echo-tracking by a Wall Track System in carotidal bed to analyze vascular wall functional properties. RESULTS: Both groups PAPS and controls did not show any difference regarding age (41.5 ± 9.3 vs. 41.2 ± 10.2 years; p=0.92) and BMI (22.7 ± 3.4 vs. 22.6 ± 3.7 kg/m2; p=0.91). All PAPS patients had PWV values similar to controls (p=0.34). Intima-media thickness (IMT) was also similar between groups (p=0.29) as well as all the other echo tracking parameters such as carotideal diameter (p=0.26), distensibility (p=0.92), compliance coefficients (p=0.36), and elastic modulus (p=0.78) were similar among groups. A higher systolic blood pressure was observed was observed in PAPS patients than controls (p=0.02). According to the site of thrombosis, PAPS patients with exclusive arterial events showed a higher PWV compared to those with venous (p=0.01) but had similar IMT (p=0.52). Both results were not influenced by age or disease duration. Total cholesterol (p=0.002), LDL (p=0.02), and apolipoprotein B (p=0.03) levels were higher in PAPS with exclusive arterial events compared to those with exclusive venous events. Multivariate analysis in PAPS showed that PWV was related to age (r=0.584; p=0.001) and blood vessel diameter (VD) (r=0.407; p=0.04). Moreover, PWV did also positively correlated with total cholesterol (r=0.507, p=0.01), LDL (r=0.402, p=0.05), and triglycerides (r=0.583, p=0.003). IMT also had a positive correlation with VD (r=0.393; p=0.04) and distensibility (r=0.373; p= 0.05). CONCLUSION: Atherosclerosis in PAPS has a peculiar course with an early onset, remarkably in those patients with arterial events. PWV was a sensible method to detect impaired functional vessel related to stiffness since no significant changes were observed in functional vascular properties by Echo- Tracking (ET) device.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DanieliCOAndrade.pdf (592.12 Kbytes)
Data de Publicação
2008-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.