• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-30112010-152956
Documento
Autor
Nome completo
Cláudia Szlejf
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Azevedo Neto, Raymundo Soares de (Presidente)
Gorzoni, Milton Luiz
Jacob Filho, Wilson
Passarelli, Maria Cristina Guerra
Pereira, Luiz Alberto Amador
Título em português
Eventos adversos médicos em idosos hospitalizados: frequência e fatores de risco em enfermaria de geriatria
Palavras-chave em português
Doença iatrogênica
Erros médicos
Eventos adversos
Fatores de risco
Hospitalização
Idoso
Resumo em português
Introdução: idosos hospitalizados apresentam maior risco de sofrer eventos adversos na internação que adultos jovens, com consequências mórbidas significativas. O objetivo deste estudo é estimar prospectivamente a freqüência de eventos adversos médicos, os fatores de risco para sua ocorrência e sua relação com óbito intrahospitalar em idosos admitidos aos leitos destinados a cuidados de descompensações clínicas agudas de uma enfermaria de geriatria. Métodos: estudo de coorte prospectivo incluindo as admissões de pacientes com 60 anos ou mais aos leitos destinados a cuidados de descompensações clínicas agudas da Enfermaria de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com duração maior de 24 horas, entre abril de 2007 e julho de 2008. Na admissão foram obtidos dados sobre sexo, idade, número de drogas utilizadas, presença de síndromes geriátricas (imobilidade, instabilidade postural, incontinência esfincteriana, demência, depressão e delirium), comorbidades, status funcional (índice de Katz) e gravidade de doença (SAPS II). Durante o período de internação avaliou-se a ocorrência de delirium, infecção, a prescrição de medicamentos inapropriados ao idoso (critérios de Beers) e óbito intrahospitalar. Um observador não envolvido nos cuidados dos pacientes relatou a ocorrência de eventos adversos médicos. Resultados: foram incluídas 171 admissões de pacientes, com idade média de 78,12 anos ± 9,27, sendo 101 do sexo feminino. Ocorreram 187 eventos adversos médicos em 94 admissões (55%), com 2,01 eventos por admissão. Não foi possível identificar fatores preditores da ocorrência de eventos adversos médicos. As admissões com ocorrência de eventos adversos apresentaram maior tempo de internação na enfermaria de geriatria (21,41 dias ± 15,08 X 10,91 dias ± 7,21, p<0,001) e maior mortalidade intra-hospitalar que as admissões onde não houve eventos. Como fatores preditores de mortalidade intra-hospitalar após análise multivariada identificou-se o SAPS II (Razão de chances (OR)=1,13, intervalo de confiança (IC) 95% 1,07-1,20, p<0,001), índice de Katz na admissão (OR=1,47, IC 95% 1,18-1,83, p=0,001) e ocorrência de eventos adverso médico (OR=3,59, IC 95% 1,55-8,30, p=0,003). Conclusões: Eventos adversos médicos devem ser considerados em todo idoso hospitalizado uma vez que são bastante frequentes nessa população. Não há um perfil de risco para indivíduos suscetíveis. Estes eventos apresentam impacto na mortalidade e no tempo de internação.
Título em inglês
Medical adverse events in hospitalized elderly patients: frequency and risk factors in a geriatric ward
Palavras-chave em inglês
Adverse events
Aged
Hospitalization
Iatrogenic Illness
Medical errors
Risk factors
Resumo em inglês
Introduction: hospitalized seniors are at higher risk of adverse events than young adults and it is a morbid condition. The aim of this study is to prospectively estimate the frequency of medical adverse events in elderly patients admitted to an acute care geriatric ward, the predictive factors to its occurrence, and their implication in death during hospitalization. Methods: prospective cohort study including the admissions of elderly patients that lasted more than 24 hours to the acute care session of the geriatric ward in Hospital das Clínicas of Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, between 2007 and 2008. At admission the variables assessed were age, gender, number of drugs, geriatric syndromes (immobility, postural instability, dementia, depression, delirium and incontinency), comorbidities, functional status (Katz Score), and severity of illness (SAPS II). During hospitalization, the occurrence of delirium, infection, the prescription of potentially inappropriate medications according to Beers criteria and death were assessed. An observer not involved in the patients care reported the medical adverse events. Results: 171 admissions were enrolled in the study, mean age 78.12 ± 9.27 years, 101 females. 187 medical adverse events occurred in 94 admissions (55%), with 2.01 events per admission. Predictors to medical adverse events were not found. Time of hospitalization (21.41 days ± 15.08 X 10.91 days ± 7.21, p<0.001) and mortality (39 (41.5%) X 17 (22.1%), p=0.007) were respectively longer and higher in the admissions with medical adverse events. Death was independently predicted by SAPS II (Odds-ratio (OR)=1.13, Confidence interval (CI) 95% 1.07-1.20, p<0.001), Katz score (OR=1.47, CI 95% 1.18-1.83, p=0.001), and medical adverse events (OR=3.59, CI 95% 1.55-8.30, p=0.003). Conclusion: Medical adverse events shall be sought in every hospitalized older adult since there is not a risk profile of susceptible patients, and its burden is high, leading to death and longer hospital stays.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ClaudiaSzlejf.pdf (520.44 Kbytes)
Data de Publicação
2010-11-30
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SZLEJF, Cláudia, et al. Iatrogenic Illness in hospitalized older patients: risk factors and impact. In Journal of the American Geriatrics Society, Orlando, 2010. Malden : Wiley-Blackwell Publishing Inc, 2010. vol. 58, p. 159-160.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.