• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-12012018-101038
Documento
Autor
Nome completo
Suzana de Souza Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Luiz Alberto Amador (Presidente)
Barrozo, Ligia Vizeu
Braga, Alfésio Luis Ferreira
Garcia, Maria Lucia Bueno
Martins, Lourdes Conceição
Título em português
Efeitos da poluição atmosférica na saúde da população do Estado de Mato Grosso (Amazônia Legal Brasileira)
Palavras-chave em português
Análise espacial
Doenças cardiovasculares
Doenças respiratórias
Estudos de séries temporais
Material particulado
Monóxido de carbono
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Mato Grosso é um dos estados que mais queimam no país e há poucos e recentes estudos que discutem os efeitos adversos da poluição do ar na saúde da população do estado. OBJETIVO: Investigar a relação entre poluição atmosférica e internações por doenças respiratórios e cardiovasculares no estado de Mato Grosso. METODOLOGIA: Uma análise de série temporal foi aplicada para verificar a associação entre queimadas e agravos, com dados semanais. O período estudado foi de primeiro de janeiro de 2008 a 31 de agosto de 2014, foi estudado o estado todo e na análise foi usada Regressão Binomial Negativa, com Modelo Aditivo Generalizado. A única variável que não apresentou relação linear com a variável dependente foi Semana e uma função do tipo Spline foi usada, por este motivo somente ela foi alisada para se controlar este padrão de efeito, com estrutura de defasagem de 1 a 4 semanas. Na segunda análise, outra série temporal, cujo objetivo era investigar os efeitos da variação diária do material particulado e o monóxido de carbono com as internações. O período analisado foi de primeiro de janeiro de 2012 a 30 de junho de 2015, foram estudados quinze municípios e para a análise foram utilizadas Regressões de Poisson e Binomial Negativa, com Modelos Aditivos Generalizados, dependências não lineares entre variáveis explicativas e variáveis resposta foram controladas usando um alisador do tipo Spline, a estrutura de defasagem foi de 1 a 7 dias. A terceira abordagem, foi uma Análise de Autocorrelação Espacial do tipo Moran, onde foi estudado o estado todo em dois períodos: Primeiro de janeiro de 2003 a 31 de dezembro de 2010 e de primeiro de janeiro de 2011 a 31 dezembro de 2016. Foram montados bancos de dados usando incidências e número de focos de queimadas por área para verificar o agrupamento dos municípios de acordo com o Moran Local, foram montados mapas temáticos dos índices univariados e bivariados. RESULTADOS: Na primeira análise, foram encontradas associações significativas entre queimadas e internações por problemas respiratórios em menores de 5 anos: lag 0 (RR = 1,001; IC 95% = 1,00016 - 1,00279), lag 1 (RR = 1,001; IC 95% = 1,00005 - 1,00265) e lag 4 (RR = 1,002; IC 95% = 1,00079 - 1,00342) e associação significativa em maiores de 60 anos somente para lag 0 (RR = 1,001; IC 95% = 1,00013 - 1,00256). Na segunda análise, houveram associações significativas entre todos os agravos e poluentes, exceto para problemas cardiovasculares e monóxido de carbono. Foram encontradas associações com diversas defasagens entre todos os agravos e poluentes. Na análise espacial, para o período entre 2003 e 2010, foram encontrados aglomerados significativos com formato de arco para o Moran univariado de queimadas e bivariado. Para o período de 2011 a 2016, os aglomerados univariado de queimadas e bivariado se concentraram no nordeste do estado. CONCLUSÕES: Nas análises de séries temporais foram encontradas associações entre queimadas e agravos e entre poluentes e agravos (semana e dia), inclusive com defasagens (semana e dia) em ambas as análises. Na análise espacial, a mudança do "cluster" entre os períodos estudados mostra a mudança da expansão da fronteira agrícola, antes seguindo o arco de desmatamento e agora abrindo áreas remanescentes no estado, onde o desmatamento é realizado com o uso das queimadas que podem causar doenças respiratórias e cardiovasculares
Título em inglês
Effects of Atmospheric Pollution on Health Population in the State of Mato Grosso (Brazilian Legal Amazon)
Palavras-chave em inglês
Carbon monoxide
Cardiovascular diseases
Particulate matter
Respiratory tract diseases
Spatial analysis
Time series studies
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The State of Mato Grosso is is one of the places in the country and there are few and recent studies discussing the adverse health effects of air pollution on the population in this state. OBJECTIVE: To investigate the relationship between atmospheric pollution and hospitalizations for respiratory and cardiovascular diseases in the state of Mato Grosso. METHODOLOGY: A time series analysis was applied in order to verify the association between number of vegetation burns and diseases. Data were recorded weekly. The period studied was from January 1, 2008 to August 31, 2014, the entire state was studied and it was used Negative Binomial Regression with Generalized Additive Model. The only variable that did not present a linear relationship with the dependent variable was Week and a spline-type function was used to address this pattern of effect, a lag structure up to four weeks was applied. In a second approach, other time series analysis, in order to investigate the effects of daily variations of particulate matter and carbon monoxide on hospitalizations pollutant-specific. The period analyzed was from January 1, 2012 to June 30, 2015, fifteen municipalities were studied and Generalized Additive with Poisson or Negative Binomial Regressions models were used, Non-linear dependencies between the outcomes and covariables was controlled using spline-type smoother. A lag structure up to seven days was applied. To explore spatial patterns of occurrence a Moran Spatial Autocorrelation Analysis was carried out, where the whole state was studied in two periods: January 1, 2003 to December 31, 2010, and from January 1, 2011 to December 31, 2016. Databases were assembled using incidences and number of fires per area, to verify the "cluster" formation of municipalities according to Local Moran, thematic maps of the univariate and bivariate indices were set up. RESULTS: In the first analysis, there were significant associations between burns and hospitalizations due to respiratory problems in children under 5 years of age: lag 0 (RR = 1.001, 95% CI = 1.00016 - 1.00279), lags 1 (RR = 1.001, 95% CI = 1.00005 - 1.00265) and lag 4 (RR = 1.002, 95% CI = 1.00079 - 1.00342) and significant association in patients over 60 years only for lag 0 (RR = 1.001, 95% CI = 1.000-13 - 1.00256). For the second analysis, there were significant associations between all the diseases and pollutants, except for cardiovascular problems and carbon monoxide. Associations with different lags between all the diseases and pollutants were found. In the spatial analysis, for the period between 2003 and 2010, significant "clusters" with arc shape were found for the univariate "clusters" of fires and bivariate. For the period of 2011 and 2016, the univariate "clusters" of fires and bivariate were concentrated in the northeast of the state. CONCLUSIONS: In time series analyses, associations between burnings and injuries and between pollutants and injuries were found, at the same period of exposure (week or day) and in subsequent periods (weeks or days). Spatially, the "cluster" change between the studied periods shows the change in the expansion of the agricultural frontier, before following the arc of deforestation and now opening remaining areas in the state. Deforestation is carried out with the use of forest fires that can promote respiratory and cardiovascular diseases
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.