• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-12012015-103359
Documento
Autor
Nome completo
Elso Elias Vieira Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Wen, Chao Lung (Presidente)
Azevedo Neto, Raymundo Soares de
Enokihara, Mauro Yoshiaki
Hsing, Wu Tu
Oliveira Filho, Jayme de
Título em português
Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa
Palavras-chave em português
Centros de embelezamento e estética
Educação à distância
Educação em saúde
Indústria da beleza
Prevenção de doenças transmissíveis
Promoção da saúde
Telemedicina
Resumo em português
Introdução: Muitas doenças podem ser transmitidas quando não se seguem os hábitos adequados de higienização das mãos e esterilização de materiais em atividades que podem gerar ferimentos ou traumas na pele, como ocorrem nos salões de beleza. Os profissionais da beleza precisam conhecer e ter a consciência em relação a atitudes simples de higienização e cuidados com o compartilhamento de instrumentos, pela interação com muitas pessoas e pela possibilidade de ocorrer a transmissão de doenças, incluindo as doenças sexualmente transmissíveis, como as verrugas, as hepatites B e C, e o HIV, durante a realização de seus procedimentos. O Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa apontou, em fevereiro de 2013, a existência de 265 mil estabelecimentos, abertos por pessoas que formalizaram a situação como microempreendedores individuais. Os salões de beleza são, numericamente, expressivos e apesar de não haver dados oficiais sobre o número de trabalhadores no Brasil, estima-se um grande número de pessoas envolvidas. Este estudo objetivou estruturar um curso aplicado por meio de uma dinâmica por teleducação interativa e avaliar o efeito educacional neste segmento profissional. Métodos: Foram selecionadas 4 categorias temáticas (doenças sexualmente transmissíveis, saúde indoor nos salões de beleza, lavagem das mãos e esterilização de materiais) a partir de uma Matriz de Objetivos e Competências, e o curso foi inserido numa plataforma educacional baseada no Moodle, com ambientes interativos de aprendizagem e ferramenta de gestão educacional. A sistemática das atividades foi organizada com metas semanais, encontros síncronos via web e acesso a materiais de forma assíncrona (materiais de leitura, de aprendizagem complementar, áudios e vídeos educacionais, fóruns de discussão, Simulador de Situações Práticas e vídeos do Projeto Homem Virtual sobre as DST/AIDS, higienização das mãos e lavagem, transmissão de doenças por cera depilatória reutilizável e alicate de unha contaminado). A abertura do curso foi realizada a partir de dois encontros presenciais e, para a avaliação do conhecimento prático, foi criado o simulador de situações práticas, que foi um teste online aplicado nas fases pré-curso, pós-curso imediato e 6 meses após o término do curso. Foram desenvolvidos objetos educacionais de aprendizagem do Projeto Homem Virtual por meio de vídeos utilizando computação gráfica 3D para facilitar a explicação de alguns assuntos. Resultados: Cinquenta e cinco profissionais da beleza foram matriculados no curso, sendo 46 do sexo feminino e 9 do sexo masculino, tendo sido ofertadas bolsas de estudos para 34 profissionais que justificaram dificuldade de pagamento da taxa de inscrição. A idade média dos participantes foi de 38,2 ± 8,67 anos de idade com mediana de 37,3 anos, sendo a idade mínima de 18,5 anos e a máxima de 59,1 anos de idade. Foram produzidos diversos materiais educacionais digitais utilizando múltiplos meios de comunicação: áudios, vídeos, objetos educacionais de aprendizagem utilizando computação gráfica 3D e um sistema de avaliação denominado simulador de situações práticas. Quarenta e cinco participantes foram aprovados e certificados conforme os critérios estabelecidos, e 40 alunos concluíram o simulador aplicado 6 meses após o término do curso. Como resultado de performance geral, houve melhora estatisticamente significativa do rendimento dos alunos no simulador pós-curso imediato em relação ao pré-curso e não houve retenção de conhecimento estatisticamente significativa sobre as condutas corretas na fase pós-curso tardio. Quando se isolou o grupo de estudantes que tiveram participação ativa nas listas de discussão (30% dos alunos que foram responsáveis por 75% das postagens totais) foi observada essa diferença de forma estatisticamente significativa. Discussão: Para avaliar o conhecimento dos profissionais da beleza foi criado o simulador de situações práticas baseado em situações cotidianas que podem gerar a transmissão de doenças. Não foram incluídas avaliações de detalhamento conceitual científico. Dessa forma, o objetivo principal foi mensurar a percepção do aluno sobre o que é correto em relação a situações práticas do dia a dia. Detectou-se que os alunos que não tiveram uma interação ativa nos fóruns de discussão não apresentaram retenção de conhecimento 6 meses após o término do curso, e os que participaram ativamente apresentaram essa retenção. O curso na modalidade a distância teve alto índice de aceitação pelos alunos e a distribuição das atividades de acordo com a rotina profissional resultou em maior taxa de participação nos eventos síncronos. A redução do tempo de duração do curso para 1 mês, em relação a edições anteriores deste curso, teve maior aprovação dos alunos. Conclusão: Foi estruturado um curso com duração de 1 mês aprovado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, direcionado para profissionais da beleza e realizado na modalidade a distância. O curso gerou retenção de conhecimento a longo prazo para quem teve maior participação ativa nos fóruns de discussão e foi bem aceito pelos profissionais que atuam nos salões de beleza
Título em inglês
Model training course for beauty salon professionals using interactive tele-education
Palavras-chave em inglês
Beauty and aesthetics centers
Beauty culture
Communicable disease prevention
Distance education
Health education
Health promotion
Telemedicine
Resumo em inglês
Introduction: Many diseases can be transmitted when professionals do not follow the proper habits of hand washing and material sterilization in activities that may cause skin injury or trauma, as is the case in beauty salons. Beauty professionals need to know and be aware of simple steps to cleaning care and instruments sharing, as they interact with many people, thus increasing the possibility of disease transmission, including sexually transmitted diseases such as warts, hepatitis B and C, and HIV, while carrying out their procedures. The Brazilian Service of Support for Micro and Small Enterprises pointed out the existence of 265,000 establishments in February 2013, opened by people who formalized their business as individual microenterprises. Beauty salons are numerically significant, and although there are no official data on the number of workers in Brazil, a large number is estimated. This study aimed to structure a distance-learning course via interactive tele-education dynamics, and to evaluate the educational effect in this professional segment. Methods: Four thematic categories were selected (sexually transmitted diseases, indoor health in salons, hand washing and material sterilization) from a matrix of objectives and competences. The course was inserted in an educational platform based on Moodle, with interactive learning environments and educational management tools. The activities systematics was organized with weekly goals, synchronous web meetings, and asynchronous access to materials (readings, discussion forums, situation simulator, audio and educational videos as well as 3-D Virtual Human video animation on sexually transmitted infections, hand washing and disease transmission from reusable depilatory wax and contaminated nail pliers). The course started with two face-to-face meetings and, in order to assess participants' practical knowledge, a simulator to practical situations was created, which was an online test applied before, immediately after course end, and 6 months later. Educational learning objects associated to 3-D Virtual Human Project video animation were also developed to facilitate the explanation of some topics. Results: Fifty-five beauty professionals enrolled in the course, out of whom 46 females and 9 males; 34 students were granted scholarships due to justified registration fee payment difficulty. Mean age of participants was 38.2 ± 8.67 years old with median of 37.3, the minimum age at 18.5 and the maximum at 59.1 years old. Different digital learning materials using multiple media were produced, such as audios, videos, educational learning objects using 3D computer, and an evaluation system called simulator to practical situations. Forty-five participants were approved and certified according to agreed criteria, and 40 students accomplished the simulator tasks applied 6 months after the course end. As a result of overall performance, there was a statistically significant improvement in student performance in the immediate post-course simulator compared to the pre-course one; however, there was no statistically significant retention of knowledge on the correct behavior in the later post-course phase. When the group of students who actively participated in discussion lists (30% of students accounted for 75% of total posts) was isolated, this statistically significant difference was observed. Discussion: To evaluate the knowledge of beauty professionals, a simulator to practical situations was developed, based on everyday situations that can lead to disease transmission. Scientific conceptual detail reviews were not included. Thus, the main objective was to measure the students' perception of what is correct in relation to day-to-day practical situations. It turned out that the students who didn't have an active interaction in the discussion forums had no knowledge retention, six months after the course end, and those who actively participated showed that retention. The distance education course had a high rate of acceptance by students, and the distribution of activities in accordance with professional routine resulted in a higher rate of participation in synchronous events. Due to the reduction of course time to one month, if compared to previous longer editions of this course, students had highly approved it. Conclusion: A one-month course was structured and approved by the Dean of Culture and University Extension, targeted to beauty professionals and carried out via distance education mode. The course had generated knowledge retention in the long term for those who had higher active participation in the discussion forums, and was also well accepted by professionals who work in beauty salons
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.