• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-25062009-111124
Documento
Autor
Nome completo
Renata de Almeida Marcondes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Sanchez, Tanit Ganz (Presidente)
Bittar, Roseli Saraiva Moreira
Buchpiguel, Carlos Alberto
Kii, Márcia Akemi
Pereira, Cristiana Borges
Título em português
Eficácia da estimulação magnética transcraniana em pacientes com zumbido e audiometria normal: avaliação clínica e por neuroimagem
Palavras-chave em português
Estimulação magnética transcraniana
Tomografia computadorizada por emissão de fóton único
Zumbido
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O zumbido é um sintoma muito freqüente e de difícil tratamento. Atualmente, algumas evidências mostraram que o zumbido está associado a alterações funcionais do sistema nervoso central. Nos últimos anos, a modulação da atividade cortical relacionada ao zumbido por meio da estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMT) tem sido proposta como um tratamento promissor. Entretanto, nenhum estudo avaliou sua eficácia no controle do zumbido em pacientes sem perda auditiva concomitante, nem seu efeito de longa duração. O objetivo do trabalho foi investigar os efeitos imediatos e a longo prazo da estimulação magnética transcraniana repetitiva de baixa freqüência (1 Hz) em pacientes com zumbido e audiometria normal. MÉTODOS: Utilizando um ensaio clínico aleatorizado, duplo cego e paralelo, foram randomizados 20 pacientes para receber a EMT ativa ou placebo. A estimulação foi aplicada no córtex têmporo-parietal esquerdo por cinco dias consecutivos. A avaliação clínica foi feita por meio do Tinnitus Handicap Inventory e da escala análogo-visual. A avaliação por neuroimagem foi feita por meio do SPECT, o qual foi realizado antes e 14 dias após o período de estimulação. RESULTADOS: Clinicamente, o grupo submetido à estimulação magnética transcraniana ativa apresentou uma melhora significativa do zumbido, mantida por até seis meses, quando comparado ao grupo que recebeu a estimulação placebo. A avaliação por SPECT demonstrou redução do fluxo sanguíneo no lobo temporal esquerdo após o período de estimulação ativa. CONCLUSÃO: Os resultados revelam o potencial terapêutico da estimulação magnética transcraniana como nova ferramenta no tratamento do zumbido, proporcionando redução significativa do incômodo provocado pelo zumbido por até seis meses e reduzindo a atividade neuronal no córtex temporal.
Título em inglês
Transcranial magnetic stimulation efficiency in patients with tinnitus and normal pure-tone audiometry: clinical and neuroimaging evaluation.
Palavras-chave em inglês
Single photon emission computed tomography
Tinnitus
Transcranial magnetic stimulation
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Tinnitus is a frequent disorder which is very difficult to treat. There is compelling evidence that tinnitus is associated with functional alterations in the central nervous system. Recently, the targeted modulation of tinnitus-related cortical activity through repetitive transcranial magnetic stimulation (rTMS) has been proposed as a promising new treatment approach. However, its efficacy in patients without hearing loss has never been studied, as well as the long-term duration of its effect. The objective of this study was to investigate both immediate and long-term effect of low frequency (1 Hz) rTMS in patients with tinnitus and normal hearing. METHODS: Using a randomized double-blind and parallel clinical trial, 20 patients were divided to receive either active or placebo transcranial magnetic stimulation over the left temporoparietal cortex for 5 consecutive days. The clinical evaluation was performed by using the Tinnitus Handicap Inventory and the visual analogue scale. The neuroimage evaluation included and ECD-SPECT imaging, which was performed before and 14 days after rTMS. RESULTS: From the clinical point of view, the group submitted to active rTMS presented significant improvement of the tinnitus score, which was sustained up to six months, when compared to the group that received the sham rTMS. SPECT measurements demonstrated a reduction of metabolic activity in the left temporal lobe after active rTMS. CONCLUSION: These results support the potential of rTMS as a new therapeutic tool for the treatment of chronic tinnitus, by demonstrating a significant reduction of tinnitus complaints over a period of at least six months and a significant reduction of neural activity in the temporal cortex.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-06-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.