• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2018.tde-09042018-094359
Documento
Autor
Nome completo
Erica Fernanda Lavezzo Dias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Francesco, Renata Cantisani di (Presidente)
Albuquerque, Marco Antonio Veloso de
Pirana, Sulene
Tsuji, Robinson Koji
Título em português
Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos
Palavras-chave em português
Deficiência auditiva
Implante coclear
Pessoas com deficiência
Transtorno autístico
Transtorno de espectro autista
Resumo em português
O implante coclear pode promover meios para que a criança surda com traços autísticos possa construir relações comunicativas e emocionais e deste modo possibilitar melhor interação social e emocional. Objetivo: comparar a escala de avaliação de traços autístico (ATA), antes e após o implante coclear em crianças surdas com traços autísticos. Metodologia: Foram incluídas na amostra crianças acima de 3 anos, de ambos os sexos, com diagnóstico de perda auditiva neurossensorial bilateral de grau severo a profundo em período pré-lingual, com indicação de implante coclear e traços autísticos (23 pontos ou mais na escala ATA). A aplicação da escala foi realizada em dois momentos: no período antes da adaptação do implante coclear e após um ano de uso do implante coclear. O grupo controle foi formado por crianças com transtorno do espectro autista (TEA) cujos pais responderam a um questionário no momento inicial da pesquisa e um ano após. Outro grupo, foi composto por crianças surdas em avaliação no ambulatório de implante coclear, a aplicação da escala ATA foi em momento único. Os pacientes do grupo controle composto por crianças TEA e o grupo caso crianças surdas com traços autísticos, passaram por uma aplicação do teste não verbal de Inteligência SON-R 2½-7[a]. Os critérios de exclusão estabelecidos foram crianças com paralisia cerebral, doenças neurológicas, síndromes genéticas diagnosticadas ou em investigação. Resultados: Indivíduos com deficiência auditiva apresentam pontuação baixa, fora do corte para TEA. Deficientes auditivos com traços autísticos pontuam 37 antes e 34 após um ano de IC não apresentam significância estatística. Conclusão: Os achados na conclusão não demonstram diferença estatística na avaliação pré e pós implante coclear, porém houve mudanças nos aspectos: uso de forma efetiva do implante coclear;atenção, imitação ao outro, olhar como tentativa de estabelecer diálogo, melhor relacionamento com o outro não vinculado a um diálogo propriamente dito, mostraram a necessidade daquilo que se deseja e melhora interação familiar, foi algo observado em todos os indivíduos do estudo
Título em inglês
Impact of cochlear implant use on deaf children with autistic traits
Palavras-chave em inglês
Autism spectrum disorder
Autistic disorder
Cochlear implantation
Disabled persons
Hearing loss
Resumo em inglês
Cochlear implantation can promote ways for the deaf child with autistic traits to build communicative and emotional relationships and thus enable better social and emotional interaction. Objective: to compare the Autistic Trait Scale (ATA), before and after the cochlear implant in deaf children with autistic traits. Methodology: We included children 3 years old and above both sexes, with diagnosis of severe and profound bilateral sensorineural hearing loss in the pre-lingual period, with indication of cochlear implant and autistic traits (23 points or more in the ATA scale). The application of the scale was performed in two moments: before the adaptation of the cochlear implant and after one year of use of the cochlear implant. The control group was made up of children with autism spectrum disorder (ASD) whose parents answered a questionnaire at the initial time of the research and a year later. Another group, composed of deaf children under evaluation in the Cochlear Implant Outpatient Clinic, was submeted to the application of the ATA scale was in a single moment. The patients in the control group composed of ASD children and the group of deaf children with autistic traits underwent an application of the non-verbal test of SON-R 2½-7 [a] Intelligence. The established exclusion criteria were children with cerebral palsy, neurological diseases, genetic syndromes diagnosed or under investigation. Results: individuals with hearing impairment score low, out of court scores for ASD. Auditory defects with autistic traits score 37 before and 34 after one year of IC do not present statistical significance. Conclusion: The findings at the conclusion did not show statistical difference in the pre and post cochlear implant evaluation, but there were changes in the aspects: effective use of the cochlear implant; attention, imitation of the other, look as an to llouving attempt to establish dialogue, better relationship with the other not linked to a proper dialogue, showed the need for what is desired and improved family interaction
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.