• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-03062009-092920
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Franco Stuchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Brito Neto, Rubens Vuono de (Presidente)
Bevilacqua, Maria Cecilia
Moret, Adriane Lima Mortari
Título em português
Linguagem oral em crianças com cinco anos de uso do implante coclear
Palavras-chave em português
Criança
Implante coclear
Linguagem
Percepção auditiva
Perda auditiva
Resumo em português
INTRODUÇÃO. A linguagem oral é a forma mais efetiva de comunicação em nossa sociedade. A audição é fundamental para o desenvolvimento da linguagem oral. A partir da década de 90 o implante coclear (IC), apesar de não substituir a função coclear, vêm trazendo resultados expressivamente benéficos para o desenvolvimento da linguagem oral de crianças deficientes auditivas sensórioneural severa/profunda pré-lingual. Os estudos atuais têm se preocupado em identificar os fatores que levam algumas crianças com deficiência pré-lingual usuárias de IC a alcançar um desempenho de linguagem oral melhor do que as outras. Entre outros fatores, sabe-se que quanto antes a criança recebe o implante e conforme vai aumentando o tempo de uso do implante o desempenho melhora.Poucos estudos se voltam para a caracterização da linguagem oral dessas crianças. Objetivos: 1. Avaliar a linguagem oral, tanto a compreensão quanto a expressão, das crianças usuárias de IC há 5 anos; 2. Avaliar a relação entre o desempenho de compreensão oral com o desempenho de expressão oral das crianças usuárias de IC há 5 anos; 3. Avaliar a relação entre o desempenho de linguagem oral e o índice reconhecimento de fala dessas crianças; Método: 27 crianças deficientes auditivas pré-linguais usuárias de IC com tempo de uso do IC variando de 5a a 5a11m foram avaliadas por meio da Reynell Developmental Scales II (RDLS) composta pela Escala de Compreensão (C) e Escala de Expressão (E). Foi realizada a análise quantitativa descritiva das pontuações nas seções de C e E. Foi realizada calculado o coeficiente de correlação de Pearson entre as medianas das pontuações totais na Escala de Compreensão e de Expressão de cada indivíduo. Foi calculado o coeficiente de correlação de Spearman entre a pontuação na C e índice de reconhecimento de fonemas; pontuação na E e índice de reconhecimento de fonemas; pontuação RDLS total e índice de reconhecimento de fonemas. RESULTADOS: As medianas das pontuações indicaram que tanto em C como em E houve maior dificuldade em relação às sentenças com maior extensão, palavras de sentido gramatical, palavras e sentenças mais independentes do contexto imediato e mais facilidade em relação à palavras de sentido lexical e mais dependentes do conexto; houve correlação positiva e estatisticamente significante entre C e E. Houve relação estatisticamente significante entre o índice de reconhecimento de fonemas de C, E e pontuação total da RDLS. CONCLUSÕES:Apesar da variabilidade encontrada, as crianças implantadas há cinco anos apresentam dificuldade em relação ás palavras de sentido gramatical e frases com maiores extensões, bem como palavras e frases que não dependem do contexto imediato. A linguagem oral das crianças implantadas há cinco anos está aquém da esperada para a idade cronológica das mesmas. Não houve discrepância entre compreensão e expressão, entretanto mais estudos são necessários para que se determine a superioridade de uma ou de outra. A correlação entre o índice de reconhecimento de fonemas e o desempenho de linguagem comprova a importância da audição para a linguagem oral
Título em inglês
Oral language of children with five years of experience using coclear implant
Palavras-chave em inglês
Auditory perception
Children
Cochlear implant
Hearing loss
Language
Resumo em inglês
INTRODUCTION. The oral language is the most effective form of communication in our society. Hearing is the primary method for the oral language development. Even though the Cochlear Implant (CI) does not replace the Cochlear Function, since the 90´s it has bringing results that are significant beneficial to the oral language development of children with prelingual severe to profound hearing loss. Current researches have been concerned identifying the factors that make some children users of IC with pre-lingual hearing loss to achieve better oral language performance than the others. Besides that, it is known that if the child is implanted soon and the time of use increases, the performance will improve. Few studies turn to the characterization of these children oral language, which is a deviant process in relation to normality, but still needs more research. OBJECTIVES: 1. Evaluate both the comprehensive and expressive language of children that have been Cochlear Implanted for 5 years. 2. Assess the relationship between the comprehensive and expressive language performances of this population. 3. Assess the relationship between the oral language performance and their speech perception. METHOD: 27 children with pre lingual hearing loss that have been implanted for 5 to 5 years and 11 months were evaluated by the Reynell Developmental Scales II ( RDLS) composed by the Comprehensive Scale (C) and Expression Scale (E). The quantitative description of the scores in the sections C and E was performed and the Pearson correlation coefficient between the median scores in the total scale of comprehension and expression of each individual was calculated. In addition, the Spearman correlation coefficient between the score in the C index and phonemes recognition, the score on section E and the score for phonemes recognition, RDLS total score index and phonemes recognition were also calculated. RESULTS: The median scores demonstrated that both on C and E there were greater difficulty with longer sentences, the grammatical meaning of words, words and sentences that were more independent of immediate context. The lexical meaning of words with more context were more straightforward. There were a positive statistically correlation between C and E. There was a significant statistically relationship between the rate of phonemes recognition of C, E and the total score of RDLS. CONCLUSIONS: Despite the established variability, the children that were implanted five years ago have found difficulties with the grammatical meaning of words, longer phrases, and words and phrases that do not depend on the immediate context. The oral language of children implanted five years ago is inferior if compared with children with the same chronological age. There was similarity between expression and comprehension, however, more studies are required to determine whether the superiority of one or other. The correlation between the speech perception and the language performance demonstrates the importance of hearing for oral language development
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RaquelFrancoStuchi.pdf (583.33 Kbytes)
Data de Publicação
2009-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.