• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-02062009-102026
Documento
Autor
Nome completo
Victor Eulálio Sousa Campêlo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Bento, Ricardo Ferreira (Presidente)
Cruz, Oswaldo Laercio Mendonca
Francesco, Renata Cantisani di
Meirelles, Roberto Campos
Pádua, Francini Grecco de Melo
Título em português
Teleaudiometria: um método de baixo custo para triagem auditiva
Palavras-chave em português
Audição
Audiometria
Diagnóstico
Programas de rastreamento
Surdez
Telemedicina
Testes auditivos
Transtornos da audição
Resumo em português
Introdução: Os benefícios da triagem auditiva neonatal e em escolares têm sido bem demonstrados, porém a disponibilização de programas de triagem auditiva tem sido restrita aos grandes centros, devido à escassez de equipamentos e profissionais especializados na maioria das localidades nos países em desenvolvimento. Para atingir estes objetivos, algumas iniciativas têm utilizado a telemedicina em diferentes soluções. No entanto, não existem relatos na literatura de métodos para avaliação auditiva à distância em que não se utiliza um periférico específico no ponto remoto, nem tampouco sem a necessidade de um profissional especializado de forma presencial ou remotamente. Objetivos: a) Desenvolver um método de triagem à distância para identificação de indivíduos com perda auditiva; b) Testar sua acurácia e compará-lo ao teste de audiometria de triagem (AV) sem cabine acústica. Material e Métodos: o novo método de triagem, denominado telaudiometria (TA), consiste em um software próprio desenvolvido, instalado em um computador com fone TDH 39. Foram selecionadas aleatoriamente entre pacientes e acompanhantes do Hospital das Clínicas, 73 pessoas entre 17 e 50 anos, sendo 42 (57,5%) do sexo feminino. Após serem submetidos a um questionário de sintomas e otoscopia, os indivíduos realizavam os testes de telaudiometria e audiometria de triagem com varredura em 20 dB nas freqüências de 1, 2 e 4 kHz seguindo o protocolo da ASHA (1997) e ao teste padrão-ouro de audiometria de tons puros em cabine acústica em ordem aleatória. Resultados: a TA durou em média 125 ± 11 s e a AV, 65 ± 18 s. Observou-se que 69 pessoas (94,5%) declararam ter achado fácil ou muito fácil realizar a TA e 61 (83,6%) consideraram fácil ou muito fácil a AV. Os resultados da acurácia da TA e AV foram respectivamente: sensibilidade (86,7% / 86,7%), especificidade (75,9% / 72,4%) e valor preditivo negativo (95,7% / 95,5%), valor preditivo positivo (48,1% / 55,2%). Conclusão: A teleaudiometria mostrou-se uma boa opção como método de triagem auditiva, apresentando acurácia próxima da audiometria de triagem. Em comparação a este método, a telaudiometria apresentou sensibilidade semelhante, maiores especificidade, valor preditivo negativo e tempo de duração e menor valor preditivo positivo.
Título em inglês
Teleaudiometry: a low-cost method of auditory screening
Palavras-chave em inglês
Audiometry
Deafness
Diagnosis
Hearing
Hearing disorders
Hearing tests
Mass screening
Telemedicine
Resumo em inglês
Introduction: Hearing deficiency interferes with the perception and recognition of speech. The benefits of auditory screening in newborns and schoolchildren have been well demonstrated. However, in developing countries, the availability of auditory screening programs has been restricted to larger facilities, due to the scarcity of equipment and specialized professionals in the majority of areas. Objectives: To develop a method of remote screening for the identification of individuals with hearing loss, as well as to determine its accuracy in comparison with that of sweep audiometry without a sound-treated booth. Design: The new screening method, designated teleaudiometry, consists of its own newly developed computer program, installed on a computer with supra-aural headphones attached. The study participants were randomly selected from among patients and their companions at the University of Sao Paulo School of Medicine Hospital das Clínicas, in Sao Paulo, Brazil. We selected 73 individuals between 17 and 50 years of age, 42 (57.5%) of whom were female. After completing a symptoms questionnaire and being submitted to otoscopy, the participants underwent teleaudiometry and sweep audiometry with a sweep of 20 dB at the frequencies of 1, 2 and 4 kHz following the American Speech-Language-Hearing Association protocol, as well as the gold-standard test of pure tone audiometry in sound-treated booth, in random order. Results: The teleaudiometry lasted, on average, 125 ± 11 sec, compared with 65 ± 18 sec for sweep audiometry. Of the 73 participants, 69 (94.5%) found it easy or quite easy to perform the teleaudiometry, compared with 61 (83.6%) for the sweep audiometry. Teleaudiometry and sweep audiometry presented, respectively, the following: sensitivity of 86.7% and 86.7%; specificity of 75.9% and 72.4%; a negative predictive value of 95.7% and 95.5%; and a positive predictive value of 48.1% and 55.2%. Conclusions: Teleaudiometry proved to be a viable option as a method of auditory screening, presenting accuracy similar to that of sweep audiometry. The use of teleaudiometry could increase the number of identified cases of hearing loss, thereby allowing more timely treatment of such cases in underserved populations
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
victorescampelo.pdf (1.57 Mbytes)
Data de Publicação
2009-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.