• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-01082012-135039
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Freire Pinto Bezerra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Voegels, Richard Louis (Presidente)
Mello Junior, João Ferreira de
Nigro, Carlos Eduardo Nazareth
Pinna, Fabio de Rezende
Sennes, Luiz Ubirajara
Título em português
O papel do biofilme na rinossinusite crônica com polipose nasossinusal
Palavras-chave em português
Adulto
Biofilmes
Face
Mucosa nasal
Pólipos nasais
Sinusite
Resumo em português
Introdução: A patogenia da rinossinusite crônica com polipose nasossinusal não está completamente estabelecida e existem algumas explicações para essa doença como os superantigenos, o desequilíbrio inflamatório e, mais recentemente, o biofilme. Objetivos: Avaliar a associação entre a presença do biofilme e a presença de rinossinusite crônica com polipose nasossinusal. Avaliar o quadro clínico e radiológico pré-operatória e pós-operatória segundo a presença do biofilme. Métodos: Este é uma estudo realizado em um hospital terciário universitário. A primeira parte foi um estudo caso-controle com um grupo de 33 pacientes consecutivos com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal submetidos a cirurgica endoscópica nasossinusal e um grupo controle de 27 pacientes submetidos a septoplastia para tratamento de obstrução nasal. As amostras da mucosa foram coletadas no intra-operatório para avaliação por microscopia eletrônica de varredura para determinar a presença do biofilme. A segunda parte foi um estudo prospectivo em que dados pré-operatórios e pós-operatórios foram registrados, incluindo avaliações padronizadas da qualidade de vida doença-específica relacionadas à obstrução nasal e à rinossinusite, da endoscopia nasal e da tomografia de cavidades paranasais. A análise estatísca foi realizada. Para todos os testes um p=0.05 foi considerado significativo. Resultados: Os biofilmes foram encontrados em 72.7% (24/33) dos pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal e 48.1% (13/27) dos pacientes submetidos a septoplastia (Odd ratio=2.87, IC95% 0.9796-8.419, p=0.051). Este foi o primeiro estudo a analisar o efeito da presença do biofilme nos resultados pós-operatórios com medidas padronizadas de um grupo de pacientes apenas com rinossinusite crônica com polipose nasossinusal. O biofilme estava presente em 72.4% (21/29) dos pacientes que completaram o seguimento. Os pacientes com biofilmes apresentaram uma pior pontuação pré-operatória NOSE e Lund-Kennedy estatísticamente significativos, mas uma mediana semelhante na pontuação total do SNOT-20. Os pacientes com biofilme apresentaram uma melhor resultado na pontuação Lund-Kennedy (p=0.036). Estes pacientes apresentaram piores resultados no SNOT-20 e resultados similares quanto ao NOSE e o Lund-Mackay. Conclusão: Os biofilmes foram demonstrados presentes nos pacientes submetidos a cirurgia endoscópica funcional para rinossinusite crônica com polipose nasossinusal mas também nos controles. Embora a prevalência não tenha sido diferente significativamente, o intervalo de confiança extremamente amplo de 95%, que apenas cruza a unidade, sugere que uma diferença significativa pode ter sido perdida por causa do baixo poder estatístico e estudos futuros serão necessários. Os biofilmes estiveram relacionados com pior qualidade de vida doença-específica pré-operatória NOSE e avaliação endoscópica (Lund-Kennedy), e melhores resultados endoscópicos. Nossos resultados sugerem que nos pacientes com uma melhora clínica significativa após a cirurgia, o biofilme representou um papel mais predominante na fisiopatologia da doença. Neste subgrupo, a cirurgia provavelmente removeu a quantidade de biofilme necessária para restaurar o desequilíbrio inflamatório na mucosa
Título em inglês
The role of biofilms in chronic sinusitis with nasal polyps
Palavras-chave em inglês
Adult
Biofilms
Face
Nasal mucosa
Nasal polyps
Sinusitis
Resumo em inglês
Introduction: The pathogenesis of chronic rhinosinusitis with nasal polyps is not completely established and there are some explanations for this disease, such as superantigens, inflammatory imbalance and, more recently, biofilms. Objective: Evaluate the association of biofilms presence and chronic rhinosinusitis with nasal polyps. Evaluate outcomes after sinus surgery for chronic rhinosinusitis with nasal polyps according to the presence of biofilms. Methods: This is a University based-tertiary care center study. The first part was a case-control study that evaluated a group of 33 consecutive patients undergoing functional endoscopic sinus surgery for chronic rhinosinusitis with nasal polyps and a control group of 27 patients undergoing septoplasty for nasal obstruction treatment. Mucosal samples were harvested intra-operatively for scanning electron microscopic examination to determine biofilms presence. The second part was a prospective study. Preoperative and follow up data were recorded, including standardized evaluations of disease-specific quality of life related to nasal obstruction and rhinosinusitis, of nasal endoscopy and sinus computer tomography scan. Statistical analysis was performed. For all statistical tests p=0.05 was considered significant. Results: Biofilms were found in 72.7% (24/33) of chronic rhinosinusitis with nasal polyps patients and in 48.1%(13/27) of septoplasty patients (Odds ratio = 2.87, CI95% from 0.9796 to 8.419, p=0.051). This was the first report to analyze the effect of biofilms in outcomes with standardized measures of a group of only chronic rhinosinusitis with nasal polyps patients. Biofilms were present in 72.4% (21/29) of these patients. Patients with biofilms had a statistically significant worst preoperative score related to nasal obstruction and nasal endoscopy, but a similar median sinusitis total score. Patients with biofilms presented better Lund-Kennedy outcome (-3[5]vs.-1[2],U=46.0,p=0.036), but the best endoscopic improvement might reflect the worst clinical preoperative status. These patients had worst outcomes in SNOT-20 (-0.75[1.15]vs.-1.30[1.32],U=69.0,p=0.21) and similar outcomes in NOSE(-55.0[50.0] vs. -60.0[50.0], U=81.0,p=0.67) and Lund-Mackay (-4[5]vs.-4[4]),U=75.5,p=0.49). Patients with biofilms presented better Lund-Kennedy outcome (p=0.036). There was a correlation among some QoL outcome scores in both groups. Conclusion: Biofilms were demonstrated to be present in patients undergoing functional endoscopic sinus surgery for chronic rhinosinusitis with nasal polyps but also in controls. Although the prevalence was not significantly different, the extremely wide 95% confidence interval, which just crosses unity, suggests that a meaningful clinical difference may have been missed because of low statistical power and that further study is necessary. Biofilms were related with worst preoperative disease-specific quality of life questionnaire (NOSE) and endoscopic evaluation (Lund-Kennedy), and better endoscopic outcome. Our findings suggest that in patients with a significant clinical improvement after surgery, the biofilm had a more predominant role in the pathophysiology of the disease. In this subgroup, the surgery probably removed the amount of biofilms needed to restore the mucosal inflammatory imbalance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.