• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-26042012-113954
Documento
Autor
Nome completo
Sergio de Figueiredo Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Gattaz, Wagner Farid (Presidente)
Andrade, Arthur Guerra de
Elkis, Helio
Guimarães, Antonio Carlos
Nicolato, Rodrigo
Título em português
Ansiedade na performance musical: estudo molecular de associação e validação da escala de "K-MPAI
Palavras-chave em português
Ansiedade
Estudos de validação
Polimorfismo genético
Resumo em português
A performance musical requer um alto nível de habilidade em diversos parâmetros como coordenação motora, atenção e memória, o que a torna uma atividade particularmente susceptível aos estados de ansiedade. Pesquisas nessa área têm avançado com a introdução de instrumentos específicos para abordar a ansiedade na performance musical (MPA), como é o caso da the Kenny Music Performance Anxiety Inventory (K-MPAI). Estudos recentes apontam polimorfismos genéticos envolvidos na base do quadro de ansiedade os quais já foram descritos no genoma humano e avaliados em pacientes com autismo, ataque de pânico e na depressão. No entanto, não existia na literatura mundial qualquer estudo relacionando polimorfismos de DNA e MPA. O presente estudo teve duas fases. A primeira fase, com objetivo traduzir, adaptar e validar a K-MPAI para a língua portuguesa e a segunda fase, o objetivo foi avaliar polimorfismos genéticos possivelmente associados à MPA. Após a autorização da autora, a escala KMPAI foi traduzida e validada. A escala em língua portuguesa foi aplicada a 218 músicos de ambos os sexos, amadores e profissionais. Para a validação concorrente, foi utilizado o Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), versão validada na língua portuguesa da State Trait Anxiety Inventory (STAI). A análise da consistência interna apresentou alfa de Cronbach=0.957 com p<0.001, reprodutibilidade com p=0.378 e validação concorrente com a IDATE com alfa de Cronbach=0.642 e p<0.001. O estudo de validação permitiu considerar a amostra com graus de confiabilidade e reprodutibilidade elevados, o que traduz este estudo como provindo de uma amostra não tendenciada e replicável a outras populações. A validação concorrente entre a K-MPAI e a IDATE permite inferir que ambas são comparáveis na capacidade de medir os níveis de MPA. Na segunda fase, foi analisada a associação entre polimorfismos dos genes GLO1 (rs4746), GSR (rs1002149), NPY (rs16147) e TMEM132D (rs900256) e o quadro de MPA. Após a aplicação da escala K-MPAI em 307 músicos (197 homens e 110 mulheres) amostras de sangue periférico foram coletadas de dos 80 sujeitos das extremidades da curva de distribuição de scores da K-MPAI (35 homens e 45 mulheres), sendo seu DNA usado para genotipagens. Análises das freqüências genotípicas e alélicas não evidenciaram diferenças estatisticamente significativas entre os grupos polares, muito embora tendências à significância fossem observadas em alguns casos, quando os gêneros foram avaliados separadamente, sugerindo que mais indivíduos devam ser analisados. A detecção de polimorfismos de DNA associados à MPA poderá permitir uma melhor compreensão dos mecanismos moleculares associados a este quadro que também ocorre em outras situações de exposição em diversas áreas de atuação. Além disso, futuros estudos poderão permitir delinear exames prognósticos e diagnósticos mais precisos, levando a um melhor conhecimento da origem da MPA
Título em inglês
Music performance anxiety: molecular Association Study and Validation of the K-MPAI Scale
Palavras-chave em inglês
Anxiety
DNA polymorphisms SNPs
Validation studies
Resumo em inglês
Music performance requires high levels of ability in parameters such as coordination, attention and memory, which makes it particularly susceptible to anxiety states. Scales were recently developed to evaluate and quantify music performance anxiety (MPA). However, although we are able to measure MPA, biomarkers for this condition are not available and its biological basis has not been established. On the first part of this work, we translated, adapted and validated the K-MPAI to Portuguese, generating the first MPA evaluation instrument in the language. After authorization from the author, the K-MPAI scale was translated and validated. The scale in the Portuguese language was applied to 218 musicians of both genders, professionals and amateurs. For the concurrent validation, the IDATE inventory, a validated version of the STAI Inventory (State Trait Anxiety Inventory) was used. Consistency analyses showed Cronbach's alpha=0.957 with p<0.001, reproducibility with p=0.378 and concurrent validation with IDATE with Cronbach's alpha=0.642 and p<0.001. The validation study allowed the samples to be considered with high degrees of certainty and reproducibility, which shows that this study is based on an unbiased sample and can be replicable to other populations. On the second part of this work, we strived to contribute to the knowledge of the biological basis of MPA, validating and analyzing the frequency of DNA polymorphisms possibly associated to this condition. We searched for genes that could be involved with the anxiety processes and evaluated the polymorphisms with higher frequency and/or more capacity of causing functional alterations. The genes and the polymorphisms selected (presented with their identification codes in the dbSNP database) were: GLO1 (rs4746), GSR (rs1002149), NPY (rs16147) and TMEM132D (rs900256). The status of these polymorphisms was determined in a process of selective genotyping, from a group of 80 subjects who had the higher and lower scores in the distribution curve of the K-MPAI scores (derivating from a total of 307 musicians, having scores deviating at least 1 standard deviation in average). Tests for these polymorphisms were designed, validated and evaluated with the DNA of these 80 subjects. Analysis of the allelic and genotypic frequencies of these polymorphisms did not show associations that were statistically significant. Tendencies to significance were observed when analyses were conducted separately in each gender, suggesting that studies with higher sample size should be performed. The study of genetic polymorphisms associated to MPA has the potential for contributing to a better understanding of the biological basis of anxiety
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-02
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ROCHA, Sérgio de Figueiredo, DIAS-NETO, EMMANUEL, e GATTAZ, WAGNER FARID. Ansiedade na performance musical: tradução, adaptação e validação do Kenny Music Performance Anxiety. Revista de Piquiatria Clínica, 2011, vol. 38, n. 6, p. 217-221.
  • MIRANDA, J.G.E.. Ansiedade de Performance Musical entre estudantes de música de Belém do Pará: investigação através da escala K-MPAI. In SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, Belém/PA, 2013. Belém : Anais do 9º SIMCAM - UFPA, 2013.
  • RAY, Sônia. Performance Psychology Information Impact on Stress and Anxiety Level of Brazilian Music Performers. In International Symposium on Performance Science, Viena, 2013. Londres : ICMPC, 2013. vol. 1, p. 1-6.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.