• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2007.tde-17102014-105905
Documento
Autor
Nome completo
Marco de Tubino Scanavino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Abdo, Carmita Helena Najjar (Presidente)
Basile, Maria Aparecida
Bassitt, Débora Pastore
Fiks, José Paulo
Tavares, Hermano
Título em português
Comportamento sexual de sujeitos com aids referida: um estudo baseado numa amostra da população brasileira
Palavras-chave em português
Comportamento sexual
Estudos populacionais em saúde pública
Fatores de risco
HIV
Preservativos/utilização
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Transtornos sexuais e da identidade sexual
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Estudos sobre comportamento sexual e aids investigam usualmente aspectos da sexualidade de risco. Nessa pesquisa inauguramos uma investigação da associação entre risco de aids (auto-referida) e os diversos comportamentos afetivo-sexuais dos sujeitos pesquisados no Estudo da Vida Sexual do Brasileiro (EVSB). MÉTODOS: O EVSB foi realizado por meio da aplicação de um questionário anônimo e autoresponsivo composto por 87 questões. A aplicação contemplou transeuntes de praças, parques e praias de 18 cidades brasileiras (seleção por conveniência). Foi feita análise das respostas dos sujeitos que referiram aids (n=75), comparadas com as dos que não referiram (n=5.444). RESULTADOS: 1. Em ambos os gêneros, mantiveram associação à aids referida, no modelo de regressão logística, as seguintes variáveis: DST referida (O.R.=19,61, IC95%=10,15 - 37,90, p<0,001), sexo por dinheiro (O.R.=2,71, IC95%=1,29 - 5,69, p=0,008), antecedentes de nove ou mais comportamentos indicativos de impulsividade sexual (O.R.=2,57, IC95%=1,27 - 5,21, p=0,008), antecedentes de vitimização por violência sexual (O.R.=2,50, IC95%=1,08 - 5,77, p=0,031) e favorecimento do ambiente à realização do ato sexual (O.R.=0,50, IC95%=0,29 - 0,86, p=0,014). 2. No gênero masculino, mantiveram associação à aids referida, no modelo de regressão logística, as seguintes variáveis: DST referida (O.R.=18,12, IC95%=7,00 - 46,89, p<0,001), antecedentes de vitimização por violência sexual (O.R.=6,23, IC95%=1,73 - 22,33, p=0,005), sexo com penetração em orifícios não convencionais (O.R.=5,79, IC95%=2,26 - 14,79, p<0,001), maior freqüência sexual (O.R.=2,53, IC95%=1,14 - 5,60, p=0,021) e prática do sexo oral (O.R.= 0,22, IC95%=0,09 - 0,51, p=0,001). 3. História de tratamento para mudança de sexo manteve-se associada em homens com aids referida após ajuste para escolaridade, DST e sexo remunerado (O.R.=5,68, I.C.95%=1,37-23,50; p=0,006). 4. Aids referida, em mulheres, apresentou associação com: dificuldade em manter a excitação até o final da relação sexual (O.R.=2,70, IC95%=1,03 - 6,58, p=0,03), ausência de atividade sexual nos últimos 12 meses (O.R.=3,98, IC95%=1,55 - 10,23, p=0,002), sexo sob efeito de drogas (O.R.=8,62, IC95%=3,20 - 23,20, p<0,001). CONCLUSÕES: em homens e mulheres com aids referida salientaram-se comportamentos indicativos de impulsividade sexual, história de violência sexual, sexualidade mais genital do que afetiva, DST e sexo por dinheiro. Só nos homens, destacaram-se dificuldades quanto à identidade sexual e sexo oral (efeito protetor). Só nas mulheres, destacaram-se impacto no funcionamento sexual e sexo sob efeito de drogas
Título em inglês
Sexual behavior of subjects who reported AIDS: a study based in a Brazilian population sample
Palavras-chave em inglês
Acquired immunodeficiency syndrome
Condoms/utilization
HIV
Population studies in public health
Risk factors
Sexual and gender disorders
Sexual behavior
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Former studies about sexual behavior and AIDS usually inquire aspects regarding risk behavior. This study is a research opening about the association between the risk of AIDS (self reported) and different sexually affective behaviors among the subjects investigated in the Brazilian Sexual Life Study (BSLS). METHODS: BSLS was performed using an anonymous and self answered 87 questions inquiry. It was conducted with plaza, park and beach pedestrians of 18 Brazilian cities (selected by convenience). The answers of the subjects, who reported AIDS (75), were analyzed and compared to those not reporting AIDS (5444). RESULTS: 1) Both genders maintained the association to AIDS in the logistics regression with the following variables: reported sexually transmitted disease (STD) (Odds Ratio) [O.R.] = 19.61, (Confidence interval) [CI] 95% = 10.15 - 37.90, p < 0.001), sexual abuse background (O.R.= 2.50, CI 95%=1.08 - 5.77, p = 0.031), nine or more behaviors showing sexual impulsivity (O.R.= 2.57, CI 95% = 1.27 - 5.21, p = 0.008), prostitution (O.R.= 2.71, CI 95% = 1.29 - 5.69, p = 0.008), proper environment for sexual intercourse (O.R.= 0.50, CI 95% = 0.29 - 0.86, p = 0.014); 2) The male maintained the AIDS reported association in the logistics regression with the following variables: reported STD (O.R. = 18.12, CI 95% = 7.00 - 46.89, p < 0.001), sexual abuse background (O.R.= 6.23, CI 95% = 1.73 - 22.33, p = 0.005), nonconventional orifice penetration at intercourse (O.R. = 5.79, CI 95% = 2.26 - 14.79, p < 0.001), higher sexual intercourse rate (O.R. = 2.53, CI 95% = 1.14 - 5.60, p = 0.021), oral sex (O.R.= 0.22, CI 95% = 0.09 - 0.51, p = 0.001). 3) background of sexual reassignment treatment associated in reported AIDS controlling for literate level, STD and prostitution (O.R. = 5.68, CI 95% = 1.37 - 23.50, p = 0.006); 4) reported AIDS in women showed association with: difficulty keeping arousal till the end of intercourse (O.R. = 2.70, CI 95% = 1.03 - 6.58, p = 0.03), lack of sexual activity in the past 12 months (O.R. = 3.98, CI 95% = 1.55 - 10.23, p = 0.002), sex under drugs influence (O.R. = 8.62, CI 95% = 3.20 - 23.20, p < 0.001). CONCLUSION: It is pointed out that, in men and women with reported AIDS, behaviors of sexual impulsivity, background of sexual abuse, more genital than affective sexuality, STD and prostitution. Only men showed gender identity disorder and oral sex (protecting effect). Only women showed impact on sexuality and sex under drugs influence
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.