• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2004.tde-14022004-211709
Documento
Autor
Nome completo
Hilda Clotilde Penteado Morana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Ramadam, Zacaria Borge Ali (Presidente)
Câmara, Fernando Portela
Cohen, Claudio
Rosa, Julio Cesar Fontana
Sá Junior, Luiz Salvador de Miranda
Título em português
"Identificação do ponto de corte para a escala PCL-R (Psychopathy Checklist Revised) em população forense brasileira: caracterização de dois subtipos de personalidade; transtorno global e parcial"
Palavras-chave em português
PCL-R
Prova de Rorschach
Psicopatia
Transtorno Anti-Social da Personalidade
Transtornos da Personalidade
Resumo em português
MORANA, HCP. Identificação do ponto de corte para a escala PCL-R (Psychopathy Checklist Revised) em população forense brasileira : caracterização de dois subtipos de personalidade ; transtorno global e parcial. São Paulo, 2003. 178p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. No Brasil, não existem até o momento, na esfera jurídico-penal, instrumentos padronizados que permitam a identificação de sujeitos que possam vir a reincidir em crimes, principalmente os de natureza violenta e cruel. O PCL-R, já amplamente utilizado e institucionalizado em diversos países, preenche esta lacuna. Este estudo visa discriminar, através da análise da personalidade, sujeitos considerados psicopatas e não psicopatas, correlacionados neste estudo como transtorno global (TG) e parcial (TP) da personalidade, respectivamente. O grupo de estudo é composto por 56 sujeitos denominados de POPULAÇÃO FORENSE, sendo: 33 sujeitos identificados como TG e 23 sujeitos identificados como TP. Todos os 56 sujeitos foram analisados através dos dados clínicos, institucionais, da Prova de Rorschach e do PCL-R. Esta população foi comparada a 30 sujeitos denominados de POPULAÇÃO CONTROLE, e que também foram avaliados pelos mesmos instrumentos do grupo de estudo. A personalidade, de ambos os grupos da população forense, se relaciona a condutas anti-sociais, mas apresenta diferenças quanto à dinâmica psíquica e às repercussões sobre o comportamento. A correta identificação de tais sujeitos apresenta implicações diversas para o sistema forense e penitenciário e pode vir a contribuir para diminuir os índices de reincidência criminal e de violência no país. A validação do instrumento (PCL-R) e identificação do ponto de corte para a condição de psicopatia (TG em nossa notação) foi realizada através do uso concorrente entre ambos os instrumentos e resultou no valor de 23 (IC=21,61 a 24,05). A média encontrada foi de 28,63 (IC=26,78 a 30,48). O valor da medida da sensibilidade foi de 84,8% e a confiabilidade entre ambos os instrumentos, medida através do índice Kappa, foi considerada elevada, resultando no valor de 0,8735.
Título em inglês
Identifying the Brazilian PCL-R (Psychopathy Checklist Revised) cut-off score for forensic population : characterizing two personality subtypes; global personality disorder (GPD) and Partial personality disorder (PPD)
Palavras-chave em inglês
Antisocial Personality Disorder
Psychopathy
Psychopathy Checklist (PCL-R)
Rorschach Test
Resumo em inglês
MORANA, HCP. Identifying the Brazilian PCL-R (Psychopathy Checklist Revised) cut-off score for forensic population : characterizing two personality subtypes; global personality disorder (GPD) and Partial personality disorder (PPD). São Paulo, 2003. 178p. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. In Brazil, there have been no standardized instruments in the legal and penal field so far that enable-identifying subjects who may relapse into crime, mainly those crimes of violent and cruel nature. The PCL-R, broadly used and institutionalized in several countries, fills such gap. The goal of the present study is to discriminate, through in-depth personality assessment, subjects considered psychopathic and non-psychopathic, correlated in this study to individuals specified as having global personality disorder (GPD) and partial personality disorder (PPD), respectively. The sample is composed of a random sample of 56 male subjects referred to as forensic population, these being: 33 subjects identified as GPD and 23 subjects identified as PPD. All 56 subjects have been assessed on the light of clinical data, judicial records, the Rorschach Test and the PCL-R. This population was compared to 30 subjects referred to as non-criminal population, and who have also been assessed via the same instruments as the sample. The personality of both forensic population groups fulfills ICD-10 criteria for antisocial personality disorder, but differences in terms of their psychic dynamics and personality determinants can be clearly identified, which impacts upon their social behavior in different ways. The accurate identification of such subjects presents multiple implications to the forensic and penitentiary system, and may contribute to reduce recidivism rates as well as violence levels in the country. Validation of the instrument (PCL-R) and identification of the cut-off score for the psychopathic condition (GPD in our notation), for the sample drawn from the Brazilian forensic population has been conducted through the concurrent analysis of both instruments of assessment, resulting in a 23 cut-off score (CI = 21.61 to 24,05). The average value is 28,63 (CI= 26,78 to 30, 48). Sensitivity outcome is 84,8%. Specificity is 100%. The reliability rates found for both instruments were high (Kappa = 0.8735).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
HildaMorana.pdf (1.35 Mbytes)
Data de Publicação
2004-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.