• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2015.tde-11052015-144445
Documento
Autor
Nome completo
Isabela Saldanha Fortes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Rohde, Luis Augusto Paim (Presidente)
Miguel Filho, Euripedes Constantino
Salum Junior, Giovanni Abrahao
Título em português
Prevalência de transtornos específicos de aprendizagem e sua associação com transtornos mentais da infância e adolescência do Estudo Epidemiológico de Saúde Mental do Escolar Brasileiro - INPD
Palavras-chave em português
Adolescente
Comorbidade
Criança
Estudos transversais
Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais
Prevalência
Transtornos de aprendizagem
Transtornos mentais
Resumo em português
Introdução: Pouco se conhece sobre Transtorno Específico de Aprendizagem (TEA), principalmente em países de baixa e média renda (PBMR) e muito menos em amostras representativas de escolas de cidades pequenas fora de grandes centros urbanos. Poucos estudos enfatizaram os novos critérios do DSM-5 para TEA. Investigamos a prevalência do Transtorno Específico de Aprendizagem de acordo com a nova classificação do DSM-5, suas comorbidades e correlatos em amostras escolares de alunos do 2º ao 6º ano que moram em cidades de tamanho médio de quatro regiões geográficas do Brasil (norte, nordeste, centro-oeste e sudeste). Métodos: O rendimento acadêmico foi medido pelo Teste de Desempenho Escolar. Os diagnósticos psiquiátricos foram avaliados pelo K-SADS-PL com informações obtidas do cuidador primário e o QI foi estimado por subtestes do WISC-III. Resultados: Um total de 1.618 crianças e adolescentes foram incluídas no estudo. As taxas de prevalência encontradas de Transtorno Específico de Aprendizagem foram: 7,6% para comprometimento global, 5,4% para comprometimento na escrita, 6,0% para comprometimento na área da aritmética, e 7,5% para comprometimento na leitura. Diferenças significativas foram detectadas nas taxas de prevalência entre as cidades (p < 0,001). O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) foi o único transtorno mental comórbido com associação significativa com TEA com comprometimento global (8,2%; p=0,031). Transtornos de ansiedade, TDAH e o grupo Qualquer Transtorno Mental foram associados com TEA com comprometimento na aritmética (13,8% com p=0,008; 12,4% com p < 0,001; 25,6% com p < 0,001, respectivamente). Inúmeros correlatos sóciodemográficos (idade (p=0,018), cidade (p=0,004), status sócio-econômico (p=0,007), gênero (p=0,011), e QI (p < 0,001)) foram associados com Transtorno Específico de Aprendizagem com comprometimento global na amostra. Conclusões: A validação e normatização de instrumentos que avaliem o desempenho acadêmico é ainda um grande problema em inúmeros países, mas principalmente naqueles de baixa e média renda (PBMR). Como esperado, foi encontrado uma significativa heterogeneidade nas taxas de prevalência de TEA entre as diferentes regiões geográficas do Brasil, sendo esse um país com forte diversidade. TEA com comprometimento global e em aritmética foram significativamente associados com comorbidades psiquiátricas. Todos correlatos avaliados (idade, cidade, status sócioeconômico, gênero, e QI) foram significativamente associados com TEA com comprometimento global
Título em inglês
Prevalence of specific learning disorders and its association with mental health disorders in children and adolescents from the Epidemiology Study of Mental Health in Brazilian school children - INPD
Palavras-chave em inglês
Adolescent
Child
Comorbidity
Cross-sectional studies, Prevalence
Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders
Learning disorders
Mental disorders
Resumo em inglês
Introduction: Little is known about Specific Learning Disorder (SLD) in Low and Middle Income Countries (LMICs), and even less from representative school samples in small size cities outside huge urban centers. Few studies addressed the new DSM-5 criteria for SLDs. We investigated the prevalence of DSM-5 SLDs, their comorbidities and correlates in school samples of students from the 2nd to 6th grades living in median cities from 4 different geographic regions in Brazil (north, northeast, central and southeast). Methods: A national test for academic performance (TDE) covering reading, writing and mathematical abilities was applied. Psychiatric diagnoses were assessed by the K-SADS-PL applied to the primary caregiver, and IQ was estimated by WISC-III subtests. Results: A total of 1,618 children and adolescents were included in the study. The following prevalence rates of SLDs were found: 7.6% for global impairment, 5.4% for writing, 6.0% for arithmetic and 7.5% for reading impairment. Significant differences were detected in prevalence rates among cities (p < 0.001). Attention-deficit/Hyperactivity Disorder (ADHD) was the only comorbidity significantly associated with SLD with global impairment (8.2%; p=0.031). Anxiety Disorders, ADHD and the group Any Mental Disorder (13.8% with p=0.008; 12.4% with p < 0.001; 25.6% with p < 0.001, respectively) were associated with SLD with arithmetic impairment. Several socio-demographic correlates (age (p=0.018), city (p=0.004), socioeconomic status (p=0.007), gender (p=0.011), and IQ (p < 0.001)) were significantly associated with SLD with global impairment in our sample. Conclusions: Careful validation and normatization of instruments to assess academic performance is a major problem in LMICs. As expected, we found a significant heterogeneity in prevalence rates of SLD according to geographic regions considering that Brazil is a country with a robust diversity. SLD with global and arithmetic impairment were significantly associated with psychiatric comorbidities. All correlates investigated (age, city, socioeconomic status, gender, and IQ) were significantly associated with SLD with global impairment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ISFortesOriginal.pdf (868.95 Kbytes)
Data de Publicação
2015-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.