• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2003.tde-06112003-093922
Documento
Autor
Nome completo
Yuan Pang Wang
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Laura Helena Silveira Guerra de (Presidente)
Gentil Filho, Valentim
Lotufo Neto, Francisco
Ping, Wong Chiu
Viana, Maria Carmen Moldes
Título em português
"Manifestações psicopatológicas não-psicóticas em uma amostra da comunidade chinesa da cidade de São Paulo"
Palavras-chave em português
Análise fatorial
Análise transversal
Características culturais
Escalas de graduação psiquiátrica
Questionários
São Paulo
Sensibilidade e especificidade
Transtornos mentais/diagnóstico
Transtornos mentais/epidemiologia Transtornos mentais/etnologia
Validade
Resumo em português
Introdução: Os transtornos mentais que ocorrem na comunidade e em culturas diversas são temas de grande interesse frente às constantes transformações sociais no mundo. A mudança do foco de pesquisa para os transtornos freqüentes na comunidade possibilitou aperfeiçoamentos metodológicos e desenvolvimento de instrumentos sensíveis para a sua detecção. A inclusão da variável cultural no estudo da psiquiatria, por sua vez, questiona o universalismo psicopatológico, a taxonomia ocidental e o diagnóstico de síndromes culturalmente específicas. Uma amostra desta visão psiquiátrica, ancorada na questão cultural e de transtornos da comunidade, são as pesquisas envolvendo neurastenia, um transtorno neurótico comum entre os chineses. O presente trabalho é um estudo observacional e transversal dos transtornos mentais comuns entre os indivíduos chineses da comunidade. Objetivo: Avaliar a psicopatologia não-psicótica dos chineses residentes na cidade de São Paulo, através de instrumentos padronizados. Material e Método: Os sujeitos da comunidade (n = 211), chineses e seus descendentes, preencheram um questionário de auto-avaliação e foram entrevistados por pesquisadores treinados. Os instrumentos utilizados foram: Chinese Health Questionnaire (CHQ-12), Escala de Sintomas Físicos, Escala de Eventos Vitais, Inventário de Depressão de Beck (BDI), Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE) e Schedule for Clinical Assessment in Neuropsychiatry (SCAN). Os dados foram analisados através de estatística descritiva, análise univariada (testes de qui-quadrado, Fisher e t de Student), análise multivariada (regressão logística), análise da curva ROC, análise fatorial exploratória (CHQ-12) e análise de correlação. Resultados: A probabilidade dos indivíduos pontuar alto no CHQ-12 ou ser casos prováveis de transtornos mentais comuns associou ao fato de ser do sexo feminino (OR = 2,31; IC95%: 1,12–4,75) e fluentes em chinês mandarim (OR = 3,37; IC95%: 1,68–6,78). Além disso, aqueles sujeitos com queixas físicas (OR = 4,20; IC95%: 1,70–10,40), relato de eventos-vitais no último ano (OR = 4,91; IC95%: 1,51–16,00) e pontuação alta no BDI (OR = 1,29; IC95%: 1,20–1,41) também tiveram maior chance de apresentar transtornos. O coeficiente de consistência interna  de Cronbach do CHQ-12 foi de 0,71 e a correlação item-total variou de 0,25 a 0,55, mostrando boa fidedignidade e homogeneidade deste instrumento. Adotando SCAN como critério-padrão, o melhor ponto de corte de CHQ-12 foi 2/3. Os seguintes indicadores de validade foram calculados a partir deste critério: sensibilidade 75%, especificidade 71%, valor preditivo positivo 55%, valor preditivo negativo 86% e taxa de classificação incorreta 28%. A curva ROC foi utilizada para avaliar a capacidade discriminante do instrumento, tendo uma área sob a curva de 0,728. O questionário CHQ-12 também se correlacionou significativamente com Escala de Sintomas Físicos (p < 0,005), Escala de Eventos Vitais (p < 0,005), BDI (p < 0,0005) e IDATE (p < 0,05). Na análise fatorial exploratória, três dimensões psicopatológicas explicaram 47,8% da variância total do CHQ-12. O conteúdo sintomatológico avaliado por este instrumento pode ser descrito como tridimensional, contendo fator somático, depressivo e de preocupação. As entrevistas do SCAN (n = 25) geraram diagnósticos de distimia, depressão e insônia não orgânica (CID-10). Os item-grupos “mau funcionamento subjetivo” (p < 0,005) e “características especiais de depressão” (p < 0,005) predominaram no perfil sintomatológico dos casos positivos de SCAN. Conclusão: Os transtornos mentais comuns predominantes na comunidade chinesa de São Paulo são os transtornos neuróticos, muito sugestivos de neurastenia. Os sujeitos chineses da comunidade apresentam uma psicopatologia própria, semelhante àquela dos indivíduos do seu país de origem. O CHQ-12 é um instrumento de rastreamento culturalmente sensível, que apresenta evidências de confiabilidade e validade para ser aplicado em outras populações de chineses.
Título em inglês
Non-psychotic psychopathologic manifestations in a sample of the Chinese community in the city of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Cross-sectional analysis
Cultural characteristics
Factor analysis
Mental disorder/Ethnology
Mental disorders/diagnosis
Mental disorders/epidemiology
Psychiatric assessment scale
Questionnaires
São Paulo
Sensitivity and specificity
Validity
Resumo em inglês
Introduction: Community and culturally specific mental disorders have attracted much interest lately as a consequence of the constant social changes in the world. The shift of research focus to community-specific disorders has permitted methodological improvements and the development of tools for their detection. The inclusion of the cultural variable in the study of psychiatry questions psychopathological universality, Western taxonomy, and the diagnosis of culturally specific syndromes. The research of neurasthenia, a common neurotic disorder among the Chinese, is an example of the psychiatric approach based on cultural issues and on community disorders. This is an observational and transversal study of the common mental disorders among Chinese individuals in the community. Objective: to assess the non-psychotic psychopathology of the Chinese who live in the city of São Paulo, using standardized instruments. Materials and Methods: Individuals of the community (n = 211), Chinese and their descendants, filled out a self-evaluation questionnaire and were interviewed by trained researchers. The instruments used were: Chinese Health Questionnaire (CHQ-12), Physical Symptom Scale, Life Event Scale, Beck Depression Inventory (BDI), Trait-State Anxiety Inventory (STAI), and Schedule for Clinical Assessment in Neuropsychiatry (SCAN). The data were analyzed with descriptive statistics, univariate analysis (chi-square, Fisher and Student’s t tests), multivariate analysis (logistic regression), ROC curve analysis, exploratory factor analysis (CHQ-12), and correlation analysis. Results: The likelihood of an individual scoring high in CHQ-12 or having a probable common mental disorder is associated to the fact of being female (OR = 2.31; 95% CI: 1.12–4.75) and fluent in Mandarin Chinese (OR = 3.37; 95% CI: 1.68–6.78). Moreover, those with physical complaints (OR = 4.20; 95% CI: 1.70–10.40), reporting life events in the previous year (OR = 4.91; 95% CI: 1.51–16.00) and scoring high in BDI (OR = 1.29; 95% CI: 1.20–1.41) also had a greater likelihood of presenting disorders. CHQ-12’s Cronbach’s  coefficient of internal consistency was 0.71 and the item-total correlation ranged from 0.25 to 0.55, showing that this instrument is reliable and homogeneous. Using SCAN as a standard criterion, the best cut-off point for CHQ-12 was 2/3. The other validity indicators were calculated based on that criterion: sensitivity 75%, specificity 71%, positive predictive value 55%, negative predictive value 86%, and misclassification rate 28%. ROC curve was used to evaluate the discriminating capacity of the instrument, having an area under the curve of 0.728. CHQ-12 questionnaire also correlated significantly with the Physical Symptom Scale (p < 0.005), Life Event Scale (p < 0.005), BDI (p < 0.0005), and STAI (p < 0.05). In the exploratory factor analysis, three psychopathologic dimensions explained 47.8% of the total variance of CHQ-12. The symptomatological content evaluated by this instrument may be described as three-dimensional, including somatic, depressive and preoccupation factors. SCAN interviews (n = 25) led to diagnoses of dysthymia, depression and non-organic insomnia (ICD-10). The item-groups “poor subjective functioning” (p < 0.005) and “special features of depression” (p < 0.005) prevailed on the symptomatological profile of SCAN-positive cases. Conclusion: the most common mental disorders in São Paulo’s Chinese community are the neurasthenia-like neurotic disorders. The individuals of the Chinese community presented a unique psychopathology, resembling that of their country of origin. CHQ-12 is a culturally sensitive screening instrument, which seems to be reliable and valid enough to be used in other Chinese populations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
anexos.pdf (152.09 Kbytes)
Catalografica.pdf (8.22 Kbytes)
pretexto.pdf (31.09 Kbytes)
Resultadoeconclusao.pdf (159.25 Kbytes)
Revisaobibliografica.pdf (181.48 Kbytes)
Data de Publicação
2004-01-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.