• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Danilo Antonio Baltieri
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Arthur Guerra de (Presidente)
Leite, Marcos da Costa
Scivoletto, Sandra
Título em português
"Utilização do acamprosato no tratamento de dependentes de álcool"
Palavras-chave em português
Acamprosato
Alcóolicos anônimos
Alcoolismo
Consumo de bebidas alcóolicas
Método duplo-cego
Resumo em português
A eficácia e a segurança do acamprosato foram avaliadas no tratamento ambulatorial de setenta e cinco pacientes do sexo masculino, com idade entre 18 e 59 anos, com diagnóstico de dependência de álcool pelo CID-10. O estudo foi controlado duplo-cego, com duração de 24 semanas. Transtornos clínicos e/ou psiquiátricos que necessitassem de internação, uso de medicação psiquiátrica, quadros psicóticos prévios independentes do consumo de álcool e hipersensibilidade ao acamprosato foram critérios de exclusão. Após um período de desintoxicação de uma semana, os pacientes foram divididos aleatoriamente em dois grupos: o primeiro grupo recebeu acamprosato (6 comprimidos de 333 mg por dia durante 12 semanas), e o segundo recebeu placebo (6 comprimidos por dia durante 12 semanas). Após as primeiras 12 semanas, os pacientes continuaram o tratamento por mais 12 semanas sem uso de medicação. Os grupos foram comparados quanto a sintomas depressivos, uso de álcool, efeitos colaterais das medicações, exames laboratoriais e tempo de abstinência contínuo. 25% dos pacientes que estavam recebendo acamprosato e 20% dos pacientes que estavam recebendo placebo foram excluídos do seguimento. Os pacientes que receberam acamprosato mostraram maior taxa de abstinência contínua no final das 24 semanas de tratamento quando comparados aos que receberam placebo (57% versus 25%, p = 0,014), e tiveram uma duração média de abstinência contínua de 18,8 semanas enquanto o grupo placebo teve uma duração média de abstinência contínua de 12 semanas (p = 0,003). Efeitos colaterais foram registrados. O acamprosato mostrou-se ser seguro e eficaz no tratamento de pacientes dependentes de álcool e na manutenção da abstinência durante 24 semanas.
Título em inglês
Use of acamprosate in the treatment of alcohol-dependent outpatients
Palavras-chave em inglês
Acamprosate
Alcohol consumption
Alcoholics anonymous
Alcoholism
Double-blind method
Resumo em inglês
The efficacy and security of acamprosate were evaluated in the treatment of 75 men, between 18 and 59 years of age, with diagnosis of alcohol dependence by ICD-10. It was a double-blind, placebo controlled study, 24 weeks long. Patients with disorders that should be treated in an inpatient setting, using psychiatric medications, relating previous psychoses without alcohol use and with hipersensibility to acamprosate were excluded. After a one-week detoxification period, the patients were randomily divided in two groups: the first group received acamprosate (6 tablets of 333 mg a day during 12 weeks) and the second group received placebo (6 tablets during 12 weeks). After the first 12 weeks, the patients continued the follow-up for 12 weeks more without medication. The groups were compared in terms of depressive symptoms, use of alcohol, side effects of medications and laboratory tests. 25% of patients who were receiving acamprosate dropped out, whereas 20% of the placebo-treated patients dropped out of the study. Patients who were receiving acamprosate showed significantly higher continuous abstinence rate within the 24 weeks of treatment compared with patients who were assigned to placebo treatment (57% versus 25%, p = 0,014), and they had significantly longer mean abstinence duration of 18,8 weeks versus 12 weeks abstinent (p = 0,003). Few side effects were related. Acamprosate proved to be safe and an effective aid in the treatment of alcohol dependent patients and in maintaining the abstinence of patients during 24 weeks.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.