• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2004.tde-29102004-120009
Documento
Autor
Nome completo
Aura Ligia Zapata Castellanos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Silva, Clovis Artur Almeida da (Presidente)
Pereira, Rosa Maria Rodrigues
Silva, Carlos Henrique Martins da
Título em português
Dor, síndromes e lesões músculo-esqueléticas em adolescentes e sua relação com computador e videogame.
Palavras-chave em português
ADOLESCÊNCIA
COMPUTADORES/utilização
DOENÇAS MÚSCULOSQUELÉTICAS/epidemiologia
DOR/epidemiologia
JOGOS DE VÍDEO/efeitos adversos
POSTURA
Resumo em português
Introdução: Os adolescentes usam freqüentemente Computador e videogame e podem estar expostos a desenvolver dores, lesões e síndromes do sistema músculo-esquelético. Objetivos: Avaliar e caracterizar a presença de dor, síndromes e lesões do sistema músculo-esquelético em adolescentes e relacioná-las com o uso de computador e videogame. Avaliar a ergonomia do uso do computador. Métodos: A população de estudo consistiu de 833 alunos de um colégio particular da cidade de São Paulo. Neles foi realizado um estudo transversal que incluiu: 1) Questionário com dados demográficos, características do uso dos aparelhos e sintomas dolorosos; 2) exame físico do aparelho músculo esquelético e 3) avaliação de alguns aspectos ergonômicos (postura e equipamentos) durante o uso do computador na escola. As seguintes doenças foram pesquisadas: fibromialgia juvenil, síndrome de hipermobilidade articular benigna, síndrome miofascial e lesões específicas dos membros superiores (tendinites, bursites e epicondilites). Na avaliação estatística foi realizada análise univariada por meio dos testes qui-quadrado, teste exato de Fischer, teste de Mann Whitney e análise multivariada por Regressão Logística. Os teste realizados foram bicaudais e o nível de significância adotado foi de 5% (p <= 0,05). Resultados: O estudo avaliou 791 alunos. A idade média foi de 14,17 ± 1,99 anos e a relação feminino:masculino foi de 1,1:1. 99% dos alunos utilizaram computador e 67% o usaram no dia anterior à pesquisa. 58% utilizaram videogame e 30% “minigame/gameboy”. A disponibilidade e o uso dos aparelhos foi maior no sexo masculino (p < 0,001). Os alunos entre 10 e 14 anos utilizaram mais o videogame e o “minigame/gameboy” (p < 0,001) e os entre 15 e 18 o computador (p < 0,05). A utilização do videogame foi menor que o computador. Dor músculo-esquelética foi relatada por 312 alunos. 23% relataram dor na coluna vertebral, 9% nos membros superiores, 4% no músculo trapézio e 4%dor difusa. 11% dos alunos mencionaram que alguma das suas dores era desencadeada pelo uso do computador. Não foi evidenciada correlação entre a presença dor e o uso dos aparelhos. 359 alunos realizaram o exame físico, nestes a síndrome de hipermobilidade articular benigna foi encontrada em 10%, síndrome miofascial em 5%, tendinites em 2% e fibromialgia juvenil em 1%. Não foi observada correlação estatística entre a presença das entidades com a utilização dos aparelhos. A avaliação da ergonomia foi realizada em 402 alunos. Todos esses alunos apresentaram ergonomia inadequada em um ou mais dos aspectos avaliados. Conclusões: Os adolescentes usam o computador com tempo e freqüência consideráveis. A presença de dor, síndromes e lesões músculoesqueléticas não apresentou correlação com uso de computador ou videogame.Todos os alunos avaliados apresentaram ergonomia inadequada durante o uso do computador.
Título em inglês
Pain and musuloskeletal pain syndromes related to computer and video game use in adolescents.
Palavras-chave em inglês
ADOLESCENCE
COMPUTER/employment
MUSCULOSKELETAL DISORDERS/epidemiology
PAIN/epidemiology
POSTURE
VIDEO GAME/adverse effects
Resumo em inglês
Introduction: Adolescents frequently use computer and video game and this may cause increased risk of pain, musculoskeletal pain syndromes and soft tissue injuries. Objectives: To evaluate and identify the presence of pain, musculoskeletal pain syndromes and soft tissue injuries in adolescents and correlate to computer and video game use. To evaluate ergonomics during computer use. Methods: The study group consisted of 833 adolescents from one private school in São Paulo, Brazil. A cross-sectional study was carried out that was composed of: a questionnaire with demographic data, use of computer and video game and presence of pain; clinical examination of the locomotor system and ergonomic evaluation of computer use. Juvenile fibromyalgia, benign joint hypermobility syndrome, myofascial syndrome, tendonitis, bursitis and epicondilitis were studied. Statistical analysis was carried out with Fisher, chi-square, Mann Whitney tests and Logistic Regression. In all of the statistical tests the level of significance was set at 5% (p <= 0.05) and were two-tailed. Results: 791 adolescent students were evaluated. The mean age was 14.17 ± 1.99 years and female/male relation was 1/1.1. The computer was used by 99% and 67% used the day before the survey, video game by 58% and minigame/gameboy by 30%. Computer and video game are more available to males and used more frequently by them (p < 0.001). The adolescents from 10 to 14 years (p < 0.001) reported more use of video game and minigame/gameboy and adolescents from 15 to 18 reported more use of computer (p < 0.05). The adolescents reported more use of computer than video game and minigame/gameboy. Pain was reported by 312 adolescents: 23% complained of back pain, 9% upper limbs pain, 4% diffuse pain and 4% pain in trapezium muscle. Pain related with computer use was reported in 11%. Statistical correlation was not observed between presence of any pain and use of either computer or video game. The clinical examination was carried out in 359 students. The musculoskeletal pain syndromes and soft tissue injuries was present in 56 students: benign joint hypermobility syndrome in 10%, myofascial syndrome in 5%, tendinitis in 2% and juvenile fibromyalgia in 1%. Statistical correlation was not observed between presence of musculoskeletal pain syndromes or soft tissue injuries and use of computer and video game. Ergonomic evaluation of computer use was carried out in 402 adolescents. All of these students presented inadequate ergonomics of computer use at school during computer class. Conclusions: Adolescents use frequently and for a considerable period of time computer and video game. Statistical correlation was not observed between presence of any pain and use of computer and video game. The presence of musculoskeletal pain syndromes and soft tissue injuries were not correlated to computer or video game use. All of the students presented inadequate ergonomics during of computer use.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2005-10-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.