• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Vivian Viégas Lanzarini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Koch, Vera Hermina Kalika (Presidente)
Barros, Rui Toledo
Nogueira, Paulo Cesar Koch
Título em português
Análise da ocorrência de peritonites e infecções relacionadas ao cateter de diálise peritoneal em pacientes pediátricos em diálise peritoneal crônica
Palavras-chave em português
Diálise peritoneal
Falência renal crônica
Infecção
Pediatria
Peritonite
Staphylococcus
Resumo em português
Introdução: Diálise peritoneal (DP) é a modalidade de diálise mais utilizada em pacientes pediátricos portadores de doença renal crônica (DRC) em todo o mundo. Peritonites e infecções de óstio e túnel do cateter de diálise peritoneal constituem as duas primeiras causas de morbidade e falha de tratamento em pacientes em programa de diálise peritoneal. Objetivo: Caracterizar o perfil dos episódios de peritonites e infecções de óstio e túnel nos pacientes em programa de diálise peritoneal crônica na Unidade de Nefrologia Pediátrica do Instituto da Criança do HC FMUSP. Métodos: Avaliou-se o período compreendido entre janeiro de 1994, quando foi iniciado o programa de diálise peritoneal crônica nessa unidade, e dezembro de 2005. Foram incluídos todos os pacientes que estiveram em programa de diálise peritoneal crônica no período, cujos prontuários estivessem acessíveis para análise. Realizou-se revisão dos prontuários quanto aos dados demográficos dos pacientes, peso e estatura ao início e ao final do programa de diálise, etiologia e evolução clinica de cada episódio infeccioso, e presença de fatores de risco para peritonites e infecções relacionadas ao cateter de DP. Realizou-se análise descritiva dos dados gerais, cálculo da incidência de episódios infecciosos no período estudado e freqüência de fatores de risco para infecção. Analisaram-se descritivamente os perfis de todos os episódios infecciosos. Resultados: Cinqüenta e três pacientes foram estudados, sendo 32 (60,4%) do sexo masculino, com mediana de idade de 9,5 (0,3 a 18,2) anos. A etiologia da DRC foi má-formação urológica em 32 (60,4%) pacientes, glomerulopatias em 15 (28,3%), tubulopatias em 4 (7,5%) e outras causas em 2 (3,8%). A mediana do tempo em diálise foi de 20,5 (3,9 a 87,1) meses. Houve 132 episódios infecciosos no período observado, em 42 (79%) pacientes, sendo 65 peritonites, 54 infecções de óstio e túnel e 13 infecções de óstio e túnel associadas a peritonite, num total de 1329,3 paciente-mês. Assim sendo, houve 0,49 infecções de óstio e túnel/ paciente-ano, 0,59 peritonites/ paciente-ano e 0,12 infecções de óstio e túnel associadas a peritonite/ paciente-ano. Os agentes mais encontrados nas infecções de óstio e túnel foram S. aureus, isolado em 23 culturas (43% das culturas de óstio positivas), Staphylococcus coagulase negativo em 7 (13%) e Pseudomonas aeruginosa em 7 (13%). Nas peritonites, os agentes mais encontrados foram S. aureus, isolado em 15 culturas (27% das culturas de líquido peritoneal positivas), Staphylococcus coagulase negativo em 13 (24%) e Acinetobacter baumanii em 4 (7%). Nos casos de peritonite associada a infecção de óstio e túnel, S. aureus foi isolado em 6 culturas (67% das culturas de secreção de óstio) e Staphylococcus coagulase negativo em 2 (22%). Staphylococcus sp, Pseudomonas aeruginosa e fungos foram os agentes mais relacionados a complicações como colonização do óstio, evolução para peritonite, necessidade de troca do cateter e perda funcional peritoneal. Devido ao reduzido número de pacientes que não apresentaram infecções, não foi possível identificar fatores de risco na casuística estudada. Conclusões: As taxas encontradas de peritonites e infecções de óstio e túnel são elevadas. Staphylococcus sp foram os agentes mais encontrados e um dos mais relacionados a complicações. Medidas profiláticas no sentido de diminuir a contaminação por esse agente podem constituir uma intervenção eficaz para a redução das taxas de infecção diálise-relacionadas.
Título em inglês
Peritonitis and catheter related infections in children undergoing chronic peritoneal dialysis
Palavras-chave em inglês
Infection
Kidney failure chronic
Pediatrics
Peritoneal dialysis
Peritonitis
Staphylococcus
Resumo em inglês
Introduction: Peritoneal dialysis (PD) is one of the most frequently used modality of chronic dialysis in children presenting with end stage renal disease (ESRD) worldwide. Peritonitis and exit site and/or tunnel infections (ESI/TI) are the major causes of morbidity and treatment failure in patients undergoing peritoneal dialysis. Objective: To study the episodes of peritonitis and ESI/TI in patients undergoing maintenance peritoneal dialysis in the Pediatric Nephrology Unit of Instituto da Criança - HC FMUSP. Methods: All patients whose files were available for analysis were included. Data was collected from January 1994, at the beginning of the program of chronic peritoneal dialysis in this unit, until December 2005. Demographic data, weight and height at the start and at the end of the period of study, etiology and clinical outcome of each infectious episode and risk factors for peritonitis and catheter related infections, were analyzed. Descriptive analysis of demographic data was performed. Incidence rates of peritonitis and ESI/TI and frequency of possible risk factors rates were calculated. Results: Fifty three patients were studied, 32 (60.4%) male, with median age of 9.5 (0.3 to 18.2) years. Primary renal disease was urological malformation in 32 (60.4%) patients, glomerular diseases in 15 (28.3%), tubular diseases in 4 (7.5%) and other causes in 2 (3.8%). Median time on dialysis was 20.5 (3.9 a 87.1) months. In 1329.3 patient-month, 132 episodes of peritonitis and/or ESI/TI occurred in 42 (79%) patients, including 54 episodes of ESI/TI, 65 episodes of peritonitis and 13 episodes of peritonitis associated with ESI/TI, yielding an annualized rate of 0.49, 0.59 and 0.12 episodes/patientyear, respectively. The most frequent etiologic agents in the ESI/TI group were S. aureus, isolated in 23 exit site cultures (43% of positive cultures), Staphylococcus coagulase negative in 7 (13%) and Pseudomonas aeruginosa in 7 (13%). In the peritonitis group, the most frequent agents were S. aureus, isolated in 15 peritoneal fluid cultures (27% of positive cultures), Staphylococcus coagulase negative in 13 (24%) and Acinetobacter baumanii in 4 (7%). In the episodes of peritonitis associated with ESI/TI, S. aureus was isolated in 6 (67%) exit site cultures and Staphylococcus coagulase negative in 2 (22%). Complications such as exit site colonization, evolution to peritonitis, catheter removal and peritoneal failure were mostly associated with Staphylococcus sp, Pseudomonas aeruginosa and fungi infections. No risk factors could be identified due to the reduced number of patients not affected by infections. Conclusion: Peritonitis and ESI/TI rates in this population were high. Staphylococcus sp was the most frequently recovered agent. Infections caused by this agent presented a high rate of complications. Prophylactic measures to decrease contamination with this microorganism could be an efficient intervention to reduce dialysis associated infection rates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
vivianlanzarini.pdf (459.71 Kbytes)
Data de Publicação
2008-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.