• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2005.tde-03012006-094501
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Couto Luna de Almeida
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Krebs, Vera Lúcia Jornada (Presidente)
Aquino, Maria Zilda de
Vaz, Flavio Adolfo Costa
Título em português
"Sepse de origem hospitalar por Klebsiella spp. em unidades neonatais: evolução clínica"
Palavras-chave em português
INFECÇÃO HOSPITALAR
KLEBSIELLA
RECÉM-NASCIDO
SEPSIS
Resumo em português
Para descrever a incidência, fatores de risco e evolução clínica da sepse neonatal hospitalar por Klebsiella spp. foi realizado um estudo retrospectivo e prospectivo de 45 neonatos com sepse e Klebsiella spp. na hemocultura. A taxa geral de sepse hospitalar por Klebsiella spp foi de 3,7%, identificando K. pneumoniae (91%), K. oxytoca (9%), e 55,6% de cepas multirresistentes. Os principais fatores de risco foram uso prévio de antibióticos, prematuridade, baixo peso e catéter central. Houve complicações em 28,9% dos casos, com mortalidade de 11%. A sepse por Klebsiella spp. foi freqüente nas unidades neonatais, com taxa elevada de complicações e mortalidade, principalmente na infecção por cepas multirresistentes
Título em inglês
Sepsis of hospital origin by Klebsiella spp. in neonatal units: clinical evolution
Palavras-chave em inglês
CROSS INFECTION
INFANT NEWBORN
KLEBSIELLA
SEPSIS
Resumo em inglês
In order to describe the incidence, risk factors and clinical evolution of hospital-origin sepsis by Klebsiella spp. in neonatal units, a retrospective and prospective study of 45 neonates with sepsis and Klebsiella spp. at the hemoculture was carried out.The overall hospital sepsis rate by Klebsiella spp. was 3.7%, with the identification of K. pneumoniae (91%), K. oxytoca (9%) and 55.6% of multi-resistant strains. The main risk factors were previous antibiotic use, prematurity, low weight and central catheter.There were complications in 28.9% of the cases, with a mortality rate of 11%.The sepsis by Klebsiella spp. was frequent at the neonatal units, with a high rate of complications and mortality, especially in multi-resistant strain infections
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.