• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2013.tde-02012014-172833
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Telles de Castro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Saito, Maria Ignez (Presidente)
Adde, Fabiola Villac
Vitalle, Maria Sylvia de Souza
Título em português
Indicadores antropométricos, de maturidade e percepção da imagem associados à ocorrência da menarca em adolescentes brasileiras
Palavras-chave em português
Adolescente
Antropometria
Autoimagem
Brasil/epidemiologia
Composição corporal/fisiologia
Criança
Estudos transversais
Idade de início
Imagem corporal
Índice de massa corporal
Maturidade sexual
Medicina do adolescente
Menarca
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A puberdade reuni as mudanças físicas da adolescência como o crescimento pondoestatural e a evolução da maturação sexual. Um marco importante da puberdade no sexo feminino é a menarca. Para sua ocorrência é necessária a interação de múltiplos fatores, destacando-se por sua importância a condição nutricional, da qual faz parte um teor de gordura corporal suficiente para deflagrar não só a primeira menstruação, como também a manutenção dos ciclos menstruais regulares. OBJETIVOS: Este estudo avaliou a associação entre indicadores de estado nutricional (peso, estatura, circunferência braquial e índice de massa corpórea) e de maturidade (idade e maturação sexual) para ocorrência da menarca e avaliou a percepção da imagem corporal em relação a presença ou não deste evento. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, observacional, de 98 adolescentes femininas, entre 10 e 19 anos, do subdistrito do Butantã, São Paulo, Brasil, que comparou dois grupos: as que apresentaram menarca até três meses antes da pesquisa (27) e as que ainda não haviam menstruado (71). Os dados são provenientes de um banco de dados, coletados na década de 80, mediante questionários padrão, em pesquisa domiciliar e fizeram parte de estudos anteriores. A variável resposta foi a menarca e as explanatórias foram peso, estatura, circunferência braquial e índice de massa corpórea, idade, desenvolvimento mamário, impressão da estatura e impressão da condição nutricional. O processamento e análise dos dados foi realizado no Departamento Materno- Infantil da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, digitados em planilha Excel® e analisados pelo programa EpiInfo versão 3.5.3 CDC e WHO Anthro versão 3.2.2 OMS. As variáveis foram descritas através de suas distribuições, frequências, médias, desvios-padrão e medianas. Testes paramétricos e não paramétricos foram usados na dependência da distribuição normal ou não das variáveis. Os indicadores que apresentaram significância estatística nos modelos univariados e apresentaram baixa correlação entre si foram testados em modelo de regressão logística para controle das variáveis de confusão. A análise da percepção da autoimagem foi realizada pela correlação entre impressão da estatura e condição nutricional com classificação do referencial gráfico. RESULTADOS: Peso, estatura, circunferência braquial, índice de massa corpórea sempre foram superiores para adolescentes com menarca em relação às sem menarca (diferença estatisticamente significativa). A primeira menstruação ocorreu mais frequentemente no estágio de desenvolvimento M4 de Tanner, com média idade de 13,26 anos. Todas as variáveis estudadas se mostraram associadas à ocorrência da menarca nas análises univariadas. No modelo multivariado, o índice de massa corpórea se revelou o principal desencadeante da menarca. Mostraram-se também associados à primeira menstruação: o desenvolvimento mamário e a idade. Foi observada uma correlação positiva entre a percepção da imagem corporal e a classificação gráfica nas meninas com e sem menarca. CONCLUSÃO: O estado nutricional, traduzido pelo índice de massa corpórea, destacou-se como principal fator desencadeante para a ocorrência da menarca, mesmo frente aos indicadores neuroendócrinos e a idade, confirmando a relevância da força do ambiente sobre a herança. Não houve diferença da percepção da imagem corporal para meninas com e sem menarca
Título em inglês
Anthropometric indicators, maturity and image perception associated with the occurrence of menarche in Brazilian adolescents
Palavras-chave em inglês
Adolescent medicine
Adolescent
Age of onset
Anthropometry
Body composition/physiology
Body image/psychology
Body mass index
Brazil/epidemiology
Child
Cross-sectional studies
Menarche
Self concept
Sexual maturation
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Puberty gathers the physical changes of adolescence such as the growth spurt and evolution of sexual maturation. An important biologic mark of puberty in females is menarche. For its occurrence an interaction of multiple factors are required, mainly the nutritional status whose body fat, depending on its amount, might trigger not only the first period, but also the maintenance of regular menstrual cycles. OBJECTIVES: This study evaluated the association between indicators of nutritional status (weight, height, arm circumference and body mass index) and maturity (age and sexual maturity) for the occurrence of menarche and it assessed the perception of body image compared with the presence or absence of this event. METHODS: It is a cross-sectional, retrospective, observational study of 98 female adolescents between 10 and 19 years old, in the sub-district of Butantan, Sao Paulo, Brazil, which compared two groups: those that had menarche up to three months before the survey (27) and those that had not menstruated (71). The data come from a database, collected in 80, through standard questionnaires on household survey. These data have already been part of previous studies. The variable response was the menarche, and the explanatory variables were weight, height, arm circumference, body mass index, age and breast development, height perception and nutritional status perception. The processing and analysis of data were performed in the Department of Maternal and Child School of Public Health, University of São Paulo, typed in Excel ® spreadsheet and analyzed by using EpiInfo version 3.5.3 CDC and WHO Anthro version 3.2.2 WHO. The variables were described according to their distributions, frequencies, means, standard deviations and medians. Parametric and non-parametric tests were used depending on the normal distribution of the variables or not. The indicators that showed statistical significance in the univariate models and showed low correlation between them were tested in a logistic regression model for the control of the confusion variables. The analysis of the perception of selfimage was performed by correlation between height and nutritional status perception with reference graph. RESULTS: Weight, height, arm circumference, body mass index were always higher for the adolescents who had menarche than for those who did not (statistically significant difference). The first period occurred more often in adolescents in stage of breast development M4, at the mean age of 13.26. In univariate analysis, all variables were associated with the occurrence of menarche. In the final model of logistic regression the body mass index was the main trigger of menarche. The other variables associated with the menarche were: breast development and age. It was a positive correlation between the perception of body image and graphical classification in girls with and without menarche. CONCLUSIONS: The nutritional status, reflected by body mass index, stood out as the main triggering factor for the occurrence of menarche, even against neuroendocrine indicators and age, confirming the relevance of the strength of the environment on the inheritance. There was no difference in the perception of body image for girls with and without menarche
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-01-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.