• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2004.tde-19032007-123843
Documento
Autor
Nome completo
Monica Paschoal Nogueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Hernandez, Arnaldo Jose (Presidente)
Fernandes, Tulio Diniz
Santos, Carlos Alberto dos
Título em português
Efeito da descompressão limitada do nervo fibular após a osteotomia em varo da tíbia proximal: estudo em cadáveres
Palavras-chave em português
Cadáver
Descompressão cirúrgica/métodos
Nervo peroneal/cirurgia
Osteotomia
Resumo em português
As lesões nervosas são freqüentes nos alongamentos e correções de deformidades dos membros inferiores. As lesões por estiramento do nervo fibular podem ser tratadas pela redução da taxa de alongamento ou do ritmo de correção gradual de deformidades até melhora clínica, ou pela descompressão cirúrgica, como demonstrado em estudos clínicos. Essa cirurgia mostrou-se eficaz para o tratamento dessas lesões, assim como outras de diversas etiologias, mas a quantificação da redução da tensão no nervo, a partir de uma descompressão limitada, não é conhecida. O presente estudo objetivou a mensuração da variação da tensão no nervo fibular após a osteotomia em varo da tíbia proximal, e em seguida após a descompressão limitada desse nervo. Essa descompressão limitada é realizada em dois pontos considerados anatomicamente importantes para o aumento da tensão no nervo: as fáscias superficial e profunda do músculo fibular longo, e o septo intermuscular anterior. A tensão no nervo foi medida através de um aparelho desenvolvido para tracionar o nervo perpendicularmente a seu eixo e medir sua reação em microdeformações com um transdutor de força. O gráfico de força por deformação produzido pelo computador mostrou uma fase inicial de acomodação, e depois apresentou comportamento linear. Essa porção da linear da curva, possibilitou o cálculo da rigidez do nervo em três momentos: pré osteotomia em varo, após a osteotomia em varo, e após a descompressão do nervo fibular. Os valores obtidos em sete cadáveres (quatorze membros inferiores) foram tratados estatisticamente através de análise de variância para medidas repetidas, obtendo-se o aumento significativo da tensão (p = 0,0002) após a osteotomia e a redução da mesma (p = 0,0003) após a descompressão do nervo fibular ao nível do colo da fíbula. Foi observado também que não houve diferença significativa entre os valores observados ao início em relação aos valores obtidos após descompressão do nervo (p= 0,3666).
Título em inglês
The effect of limited peroneal nerve decompression after varus osteotomy of the proximal tibia - a cadaver study
Palavras-chave em inglês
Cadaver
Decompression urgical/methods
Osteotomy
Peroneal nerve/surgery
Resumo em inglês
Nerve injuries are complications often observed in lengthening and deformity correction in lower limbs. The peroneal nerve stretch lesions can be treated by slowing the rate of distraction or deformity correction or by surgical decompression, as demonstrated by clinical studies. This surgery proved to be very efficient to treat these lesions, but the amount of reduction of the nerve tension was not quantified. This study aims to measure the variation of the tension in the peroneal nerve (after varus osteotomy in the proximal tibia and after surgical decompression). The decompression is performed in two levels considered anatomically important to the increase of the nerve tension: the superficial and deep peroneus longus muscle fasciae, and the anterior intramuscular septum. The nerve tension was measured through a device developed to apply traction in the nerve perpendiculary to its axis, and capture the nerve reaction with a force transducer. It was then possible to plot a graphic of force by deformation that showed an accomodation phase followed by a linear segment. This region of the curve allowed to obtain the rigidity values in the three situations: pre varus osteotomy, after varus osteotomy and after peroneal nerve decompression. The values obtained in seven cadavera (fourteen lower limbs) were statistically treated by the multiple variance analysis. The results showed there was a significative increase of tension (p = 0.0002) after the osteotomy and varus positioning, and an also significant decrease (p = 0.0003) after peroneal nerve decompression at the level of the fibular neck. It was also observed no significative difference between the values obtained in the beginning of the experiment (pre varus osteotomy) if compared with the values obtained after nerve decompression (p= 0.3666).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MonicaPNogueira.pdf (1.74 Mbytes)
Data de Publicação
2007-04-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.