• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
William Gemio Jacobsen Teixeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Cristante, Alexandre Fogaça (Presidente)
Marcon, Raphael Martus
Meves, Robert
Oliveira, Arnóbio Rocha
Wajchenberg, Marcelo
Título em português
Estudo do efeito do fator estimulador de colônia de granulócitos associado a metilprednisolona na lesão medular aguda experimental em ratos
Palavras-chave em português
Fator estimulador de colônias de granulócitos
Medula espinal
Metilprednisolona
Ratos Wistar
Sinergismo farmacológico
Traumatismos da medula espinal
Resumo em português
Introdução: Várias são as propostas descritas para tratar farmacologicamente a lesão traumática da medula espinal. A metilprednisolona já foi padronizada para uso clínico. O fator estimulador de colônia de granulócitos (G-CSF) tem sido promissor em estudos experimentais e clínicos. Não há pesquisas quanto ao efeito da associação dos dois fármacos. Objetivo: Avaliar o efeito do tratamento com o fator estimulador de colônia de granulócitos associado a metilprednisolona na lesão medular aguda experimental em ratos. Material e métodos: Foram avaliados 40 ratos Wistar submetidos a lesão medular moderada com o NYU-Impactor. Os animais foram divididos em quatro grupos de 10 ratos. O Grupo Controle não recebeu tratamento; o Grupo G-CSF, foi tratado com G-CSF no momento da lesão e diariamente ao longo dos cinco dias subsequentes; o Grupo Metilprednisolona, com metilprednisolona durante 24 horas; e o Grupo G-CSF/Metilprednisolona, com metilprednisolona durante 24 horas e G-CSF no momento da lesão e ao longo de cinco dias. Os animais foram mantidos vivos durante 42 dias; a avaliação funcional foi realizada com a aplicação da escala funcional de Basso, Beattie e Bresnahan (BBB) nos dias 2, 7, 14, 21, 28, 35 e 42 subsequentes à lesão. A avaliação dos potenciais evocados motores foi realizada no dia 42 e a avaliação histológica da lesão da região da medula espinal lesada, realizada logo após a eutanásia ocorrida no dia 42. Resultados e conclusões: A associação de metilprednisolona e G-CSF no tratamento do traumatismo medular contuso experimental em ratos promoveu melhora neurológica avaliada pela escala BBB superior à melhora promovida pela metilprednisolona e G-CSF quando utilizadas isoladamente. A associação teve também efeito sinérgico que resultou em melhora nos parâmetros histológicos no local da lesão. Não houve diferença entre os grupos quanto à avaliação neurofisiológica
Título em inglês
Study of the effect of granulocyte colony-stimulating factor associated with methylprednisolone in experimental acute spinal cord injury in rats
Palavras-chave em inglês
Drug synergism
Granulocyte colony-stimulating factor, Methylprednisolone
Rats Wistar
Spinal cord
Spinal cord injuries
Resumo em inglês
Introduction: There are several proposals to pharmacologically treat traumatic spinal cord injury. Methylprednisolone has already been standardized for clinical use. Granulocyte colony stimulating factor (G-CSF) has been promising in experimental and clinical studies. There is no research on the effect of the association of the two drugs. Objective: to evaluate the effect of combined treatment of the granulocyte colony-stimulating factor (G-CSF) associated with methylprednisolone in experimental acute spinal cord injury in rats. Material and methods: Forty male Wistar rats were submitted to a moderate spinal cord injury with the NYU-Impactor. The animals were divided into four groups of ten rats each. The Control Group was not treated; the G-CSF Group was treated with G-CSF at the time of injury and daily over the next five days; the Methylprednisolone Group was treated with methylprednisolone for 24 hours; the G-CSF/methylprednisolone Group, was treated with methylprednisolone for 24 hours and G-CSF at the time of injury and daily over the next five days. The animals were kept alive for 42 days; Functional evaluation was performed using the Basso, Beattie and Bresnahan (BBB) score on days 2, 7, 14, 21, 28, 35 and 42 following the spinal cord injury. Evaluation of motor evoked potentials was held and histological examination of the lesion of the spinal cord was done immediately after euthanasia on day 42. Results and conclusions: The combination of methylprednisolone and G-CSF in the treatment of experimental spinal cord injury in rats promoted neurological improvement as assessed by BBB scale with greater improvement than with methylprednisolone or G-CSF when used alone. The combination of treatment had also a synergistic effect resulting in improvement in histological parameters at the injury site. There was no difference between groups regarding neurophysiological evaluation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.