• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Dennis Sansanovicz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Croci, Alberto Tesconi (Presidente)
Albuquerque, Roberto Freire da Mota e
Picado, Celso Herminio Ferraz
Vicente, José Ricardo Negreiros
Título em português
Avaliação clínica e radiográfia da artroplastia total do quadril sem cimento na osteoartrose secundária à doença de Legg-Calvé-Perthes
Palavras-chave em português
Artroplastia de quadril
Complicações perioperatórias
Doença de Legg-Calve-Perthes
Osteoartrite
Osteoartrite do quadril
Resumo em português
INTRODUÇÃO: a doença de Legg-Calvé-Perthes (DLCP) é a causa da osteoartrose de quadril em menos de 5% dos casos com indicação de artroplastia total do quadril (ATQ). Por isso, poucos estudos descrevem os resultados clínicos e radiológicos da ATQ nessa situação, em que deformidades no fêmur proximal e no acetábulo tornam a cirurgia um desafio técnico. MÉTODO: neste estudo tipo caso-controle, foram revisados os prontuários de pacientes admitidos num hospital público universitário de referência para serem submetidos à ATQ por osteoartrose primária ou secundária à DLCP entre 2008 e 2015, utilizando um determinado modelo de prótese não cimentada de um mesmo fabricante. Os pacientes foram convocados para análise clínica e radiográfica. Indivíduos com ATQ por osteoartrose secundária à DLCP foram comparados a um grupo controle de pacientes com osteoartrose primária quanto a dor e função por meio do questionário de Lequesne. Foram também avaliadas as seguintes variáveis radiográficas: inclinação lateral do componente acetabular em relação à pelve, offset femoral e posicionamento do componente femoral em relação ao canal femoral. As avaliações radiográficas no pós-operatório imediato e na última consulta de seguimento foram comparadas. O tempo cirúrgico, o tamanho dos componentes protéticos utilizados e as complicações decorrentes do ato cirúrgico foram comparados nos dois grupos. RESULTADOS: no período do estudo, foram analisados 22 pacientes no grupo estudo (25 quadris) e 22 pacientes (25 quadris) do grupo controle, que foram comparados. Os dois grupos eram homogêneos quanto a lateralidade, sexo, tempo de cirurgia, tempo de seguimento e tamanho dos componentes utilizados. Os pacientes do grupo controle, com osteoartrose primária, tinham idade superior aos do grupo estudo. Ocorreram quatro fraturas periprotéticas femorais intraoperatórias no grupo com sequela da DLCP e nenhuma no grupo com osteoartrose primária (p = 0,050). A avaliação clínica e funcional mostrou maior comprometimento no grupo de pacientes com sequela da DLCP (p = 0,002). As medidas angulares de inclinação lateral acetabular foram semelhantes entre os dois grupos. Tanto no pós-operatório imediato quanto no final do seguimento, os componentes femorais estavam posicionados significativamente mais em valgo para o grupo com sequela da DLCP quando comparados ao grupo controle (com p = 0,008 no pós-operatório imediato e p = 0,002 no seguimento final). A medida do offset femoral lateral não teve diferenças significativas entre os grupos. Em nenhum dos casos dos grupos estudados houve infecção, luxação ou lesão neurológica decorrentes do ato cirúrgico. Não foi indicada ou realizada nenhuma cirurgia de revisão em ambos os grupos. CONCLUSÕES: há risco aumentado de fratura femoral periprotética intraoperatória e resultados clínico-funcionais piores em pacientes com osteoartrose secundária à sequela da DLCP submetidos a ATQ sem cimento convencional do que em pacientes com osteoartrose primária do quadril. Os componentes femorais da ATQ sem cimento convencional tendem a ser implantados mais em valgo no canal femoral nos casos motivados por osteoartrose secundária à sequela da DLCP comparados aos casos motivados por osteoartrose primária do quadril
Título em inglês
Clinical and radiographic evaluation of cementless total hip arthroplasty in cases of osteoarthrosis secondary to Legg-Calvé-Perthes disease
Palavras-chave em inglês
Arthroplasty hip
Hip osteoarthritis
Intraoperative complications
Legg-Calve-Perthes disease
Osteoarthritis
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Legg-Calvé-Perthes disease (LCPD) is the cause of hip osteoarthrosis in less than 5% of cases with an indication of total hip arthroplasty (THA). For that reason, few studies describe the clinical and radiological results of THA in this situation, in which proximal femur and acetabulum deformities make surgery a technical challenge. METHODS: In this case-control study, the medical records of patients admitted to a public university reference hospital to undergo THA due to primary osteoarthrosis or to LCPD sequelae between 2008 and 2015, using a cementless prosthesis from the same manufacturer, were reviewed. Patients were recruited for clinical and radiographic analysis. Individuals with osteoarthrosis secondary to LCPD were compared to a control group of patients with primary osteoarthrosis regarding pain and function using the Lequesne questionnaire. The following radiographic variables were also evaluated: acetabular component inclination in relation to the pelvis, femoral offset, and femoral component position in relation to the femoral canal. Evaluations in the immediate postoperative period and at the last follow-up visit were compared. The surgical time, the size of the prosthetic components used and the complications resulting from the surgical procedure were studied and compared between groups. RESULTS: During the study period, 22 patients in the study group (25 hips) were compared to 22 patients (25 hips) in the control group. The two groups were homogeneous regarding the laterality, sex, surgery time, follow-up time and size of the prosthetic components used. Patients in the control group, with primary osteoarthrosis, were older than those in the study group. There were four intraoperative femoral periprosthetic fractures in the group with LCPD sequelae and none in the primary osteoarthrosis group (p = 0.050). The clinical and functional evaluation showed greater impairment in the group of patients with LCPD sequelae (p = 0.002). Angular measures of acetabular inclination were similar between the two groups. Both in the immediate postoperative period and at the end of the follow-up, the femoral components were positioned significantly more in valgus for the LCPD sequelae group when compared to the control group (p = 0.008 in the immediate postoperative period and 0.002 in the final follow-up). The measurement of the lateral femoral offset was similar between the groups. In none of the cases of the studied groups, there was infection, dislocation or neurological injury resulting from the surgical act. No revision surgery was indicated or performed in both groups. CONCLUSIONS: There is an increased risk of intraoperative periprosthetic femoral fracture and worse clinical-functional results in patients with osteoarthrosis secondary to LCPD sequelae undergoing conventional cementless THA than in patients with primary hip osteoarthrosis. The femoral components of the cementless THA tend to be implanted more in valgus in the femoral canal in the cases of osteoarthrosis secondary to the sequelae of the LCPD compared to cases of primary hip osteoarthrosis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DennisSansanovicz.pdf (15.50 Mbytes)
Data de Publicação
2018-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.