• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Alvim Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Marcon, Raphael Martus (Presidente)
Cristante, Alexandre Fogaça
Helito, Camilo Partezani
Meves, Robert
Oliveira, Arnóbio Rocha
Título em português
Padronização do modelo experimental de lesão da medula espinal e avaliação da lesão neurológica em camundongos
Palavras-chave em português
Camundongos
Modelos animais
Traumatismos da medula espinal
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A lesão da medula espinal é um dos grandes desafios da medicina. Apesar de décadas de pesquisa sobre o assunto, seu tratamento ainda não é satisfatório. A padronização de modelos de lesão da medula espinal permite a reprodutibilidade e a análise dos resultados sendo importante para a pesquisa sobre o tema. OBJETIVO: Validar a padronização de um modelo de lesão da medula espinal e avaliação da lesão neurológica em camundongos. MÉTODOS: Submetemos 30 camundongos BalbC divididos em 4 grupos experimentais e um grupo controle à lesão da medula espinal torácica por queda de peso de diferentes alturas (gerando lesões de graus variados). O grupo controle (SHAM) foi submetido apenas à laminectomia. Os camundongos foram avaliados por seis semanas durante as quais foram aplicadas escalas de avaliação funcional motora. Após seis semanas os animais foram sacrificados para avaliação histológica das medulas espinais lesadas. Os achados foram correlacionados entre si para validar se a lesão foi efetiva e se os grupos diferenciaram-se entre os diferentes graus de lesão. Adicionalmente avaliamos se as escalas utilizadas são aplicáveis e se são fiéis aos achados histológicos. RESULTADOS: Seis dos trinta camundongos do experimentos evoluíram para óbito sendo um do Grupo 3, um do Grupo 4 e quatro do Grupo 5. Um camundongo do Grupo 4 apresentou autofagia. O Grupo 5 foi excluído do experimento por alta mortalidade e perda de dados. Todas as escalas funcionais estudadas foram estatisticamente diferentes entre si e demonstraram evolução durante o experimento. Os achados foram confirmados por histologia e apresentaram uma correlação forte com as escalas BBB e BMS e moderada a forte com a escala MFS. A Escada Horizontal apresentou forte correlação com a degeneração neurológica porém não apresentou correlação com os demais parâmetros histológicos estudados. CONCLUSÃO: O modelo de lesão da medula espinal em camundongos apresentado neste estudo é efetivo, confiável e reprodutível, com exceção da lesão causada por queda de peso (10g) de 50mm de altura, que traz mortalidade inaceitável. Das escalas estudadas, BBB e BMS são as mais confiáveis, enquanto que a Escada Horizontal tem seu uso discutível
Título em inglês
Standardization of a spinal cord lesion model and neurologic evaluation using mice
Palavras-chave em inglês
Mice
Models animal
Spinal cord injuries
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Spinal cord lesion is a great medical challenge. Even with many decades of research, no satisfactory treatment is available yet. The standardization of animal experimentation models makes the spinal cord lesion reproducible allowing a reliable analysis of the results. Hence, standardization is a major concern in spinal cord lesion research. OBJECTIVE: To validate the standardization of a spinal cord lesion model with neurologic evaluation using mice. METHODS: Thirty BalbC mice were divided in four experimental groups and one control group and submitted to spinal cord lesion produced by weight drop from different heights (producing different severity lesions). The control group (SHAM) was submitted to laminectomy only. Every mice was followed up for six weeks during which functional motor scales were applied. After six weeks the animals were sacrificed for histological examination. Findings were correlat-ed to confirm if the spinal cord lesion was effective and if the groups were dif-ferent between themselves. Additionally all functional motor scales were corre-lated with the histological findings to confirm if the scales are reliable and truly represented the spinal cord lesion. RESULTS: Six mice died during the experi-mentation period (one mouse from the Group 3, one mouse from the Group 4 and four mice from Group 5). One mouse from Group 4 presented autophagia and was excluded from the experiment. Group 5 was excluded from the exper-iment for high mortality rates and data loss. All functional motor scales applied demonstrated significant results with moderate or strong correlation with the histological findings. The Horizontal Ladder scale had strong correlation with neurologic degeneration but had weak or worse correlation with the rest of the histological parameters studied. CONCLUSION: The spinal cord lesion model using mice presented in this study is reliable and reproducible, excluding the lesion produced by a weight drop (10g) from 50mm, which brings unacceptable mortality rate. Of all fuctional motor scales studied, BBB and BMS scales are the most reliable. The use of the Horizontal Ladder scale, however, must be carefully evaluated
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PauloAlvimBorges.pdf (2.33 Mbytes)
Data de Publicação
2018-04-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.