• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-06122012-124436
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Lazzaretti Fernandes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Hernandez, Arnaldo Jose (Presidente)
Carneiro Filho, Mario
Pedrinelli, André
Título em português
Relação entre o posicionamento dos túneis na reconstrução do ligamento cruzado anterior e as avaliações funcionais em atletas
Palavras-chave em português
Articulação do joelho
Complicações pós-operatórias/radiografia
Ligamento cruzado anterior/cirurgia
Ligamento cruzado anterior/lesões
Ligamento cruzado anterior/radiografia
Medicina esportiva
Questionários
Traumatismo em atletas
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A incidência de rotura do LCA aumentou, principalmente, entre atletas jovens. Além disso, esta população possui compromissos esportivos e necessidade de retornar às atividades em curto prazo. O posicionamento dos túneis é uma das variáveis mais importantes no sucesso da reconstrução do LCA em que o cirurgião pode intervir. Apesar de existirem trabalhos sobre reconstrução do LCA e avaliações funcionais, poucos estudos prospectivos avaliam a relação entre o posicionamento radiográfico dos túneis e os resultados clínicos. Portanto, o objetivo do presente estudo é avaliar a relação entre o posicionamento radiográfico dos túneis na reconstrução do LCA e as avaliações funcionais de atletas no período de retorno ao esporte. MÉTODOS: O estudo foi conduzido prospectivamente em 86 atletas (23 ± 5,9 anos, 63 homens) com lesão do LCA submetidos à reconstrução artroscópica pela técnica transtibial no Grupo de Medicina do Esporte do IOT HC-FMUSP, de 2008 a 2010. Realizadas radiografias digitais (aparelho Duo Diagnost InRad) nos planos coronal, sagital e incidência de túnel e mensurações no sistema iSite PACS HC-FMUSP (Philips). Coletados protocolos de Tegner, Lysholm, IKDC objetivo, IKDC subjetivo e retorno ao esporte aos seis e 12 meses (m). Avaliada força de associação pelo teste de correlação de Pearson, regressão logística e ANOVA, p<0,05 (STATA 10). RESULTADOS: Radiografias projeção plano coronal (fêmur 38 ± 4%; tíbia 43 ± 3%), projeção plano sagital (fêmur Amis 62 ± 7%; fêmur Harner 74 ± 8%; tíbia 39 ± 6%), inclinação do enxerto (plano coronal 190 ± 40; incidência túnel 190 ± 50). Avaliações funcionais: Lysholm (6m = 87 ± 10,7; 12m = 91 ± 12,2), Tegner (6m = 5 ± 1,4; 12m = 7 ± 1,8), IKDC subjetivo (6m = 75 ± 13,8; 12m = 85 ± 14,5), retorno ao esporte em 12m (66,7%). Projeções sagitais de túneis femorais por sobre a linha de Blumensaat ( de Pearson = -0,33, p = 0,02), assim como túneis tibiais no plano coronal ( de Pearson = 0,35, p = 0,01) e sagital (F = 3,36, p = 0,04) possuem associações significativas com as escalas funcionais. Estas relações não puderam ser explicadas por fatores basais ou demográficos. CONCLUSÃO: Nos atletas, as projeções dos túneis femorais mais posteriores, assim como projeções dos túneis tibiais mais mediais e posteriores, estão relacionadas a menores valores de avaliações funcionais.
Título em inglês
Correlation between tunnel placement and functional outcomes in anterior cruciate ligament reconstruction in athletes
Palavras-chave em inglês
Anterior cruciate ligament/lesions
Anterior cruciate ligament/radiography
Anterior cruciate ligament/surgery
Athletics injuries
Knee joint
Postoperative complications/radiography
Questionnaires
Sports medicine
Resumo em inglês
There has been an increase of ACL injuries occurring in young athletes. Aside from this increase, athletes have intensive scheduling and must resume physical activity shortly after injury. Tunnel positioning is one of the most important variables in ACL reconstruction success in which surgeons can interfere. Although there are many studies on ACL reconstruction and functional assessments, few studies have prospectively investigated the relationship between radiographic tunnel positioning and clinical outcomes. PURPOSE: The aim of this study is to evaluate the relationship between tunnel positioning and functional assessments in athletes during return to sports. METHODS: A prospective study was conducted with 86 athletes (23 ± 5.9 years, 63 males) who underwent transtibial ACL reconstruction in the Sports Medicine Group (IOT-HC FMUSP) from 2008 to 2010. Digital radiographs were acquired (Duo diagnostic InRad) in coronal, sagittal and tunnel incidence and analyzed at iSite PACS HC-FMUSP (Philips). Tegner, Lysholm, IKDC form and return to sports were collected at six and 12 months (m). Task force was assessed by Pearson correlation test, logistic regression and ANOVA, p<0.05 (STATA 10). RESULTS: Radiographic coronal view (femur 38 ± 4%, tibia 43 ± 3%), sagittal view (femur Amis 62 ± 7%; femur Harner 74 ± 8%, tibia 39 ± 6%), graft inclination (coronal 190 ± 40; tunnel 190 ± 50). Functional outcomes: Lysholm (6 m = 87 ± 10.7, 12 m = 91 ± 12.2), Tegner (6 m = 5 ± 1.4, 12 m = 7 ± 1.8), IKDC subjective (6m = 75 ± 13.8; 12m = 85 ± 14.5), return to sports (66.7%). Femoral tunnel projections along Blumensaat line on sagittal view (PCC = -0.33, p = 0.02) and tibial tunnels on coronal view (PCC = 0.35, p = 0.01) and sagittal view (F = 3.36, p = 0.04) are statistically correlated to functional outcomes. These correlations between tunnel positioning on functional outcomes could not be explained by demographic or baseline characteristics. CONCLUSION: Athlete population has lower values of functional outcomes related to more posterior femoral tunnel projections and more medial and posterior tibial tunnel projections.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.