• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-12062018-130315
Documento
Autor
Nome completo
Isabela Karine Rodrigues Agra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Brizot, Maria de Lourdes (Presidente)
Alves, Eliane Aparecida
Carvalho, Mário Henrique Burlacchini de
Liao, Adolfo Wenjaw
Título em português
Expressão de células natural killer e  suas citocinas em gestações gemelares complicadas com pré-eclâmpsia
Palavras-chave em português
Células matadoras naturais
Gestação gemelar
Interleucinas
Pré-eclâmpsia
Proteínas angiogênicas
Sistema imunológico
Resumo em português
OBJETIVOS: Comparar a expressão placentária de células natural killer deciduais (dNK), e a expressão sérica e placentária de suas citocinas reguladoras em gestações gemelares com pré-eclâmpsia (grupo pré-eclâmpsia, GPE) e sem comorbidades (grupo-controle, GC). MÉTODOS: Estudo transversal do tipo caso-controle, desenvolvido na Clínica Obstétrica do HC-FMUSP no período de julho de 2015 a junho de 2017. Foram obtidas amostras das regiões deciduais placentárias, para avaliação, por meio de técnica de imuno-histoquímica, da expressão de células dNK e suas interleucinas (IL) 10, 12 e 15, em pacientes que contemplaram os critérios de inclusão e concordaram em participar do estudo. Além disso, estas pacientes tiveram amostra sérica colhida no terceiro trimestre para dosagem de IL-10, IL-12 e IL-15 - por meio de kit comercial Milliplex®, que utiliza a tecnologia Luminex® xMAP®, da EMDMillipore (Merck Millipore Co., Alemanha) - e de fatores relacionados à angiogênese, como soluble fms-like tyrosine kinase-1 (sFlt-1) e placental growth factor (PlGF) - por meio de ensaio com imunoanalisador COBAS e411 (Roche Diagnostics, Alemanha). Os valores obtidos para as análises placentárias e séricas foram comparados entre o GPE e o GC, e a significância estatística estabelecida foi p < 0,05. RESULTADOS: Foram selecionadas 30 pacientes, sendo 20 no GC e 10 no GPE. Não se observaram diferenças significativas com relação às características maternas, gestacionais e de desfechos perinatais entre os dois grupos, exceto pela idade gestacional de início do pré-natal, menor no GPE (12,5 vs. 20,0 semanas, p = 0,015). Quanto à avaliação placentária, houve maior expressão de IL-15 no GPE (p = 0,001), e não houve diferença entre os grupos quanto à expressão placentária local de células dNK (p = 0,999), IL-10 (p = 0,063) e IL-12 (p = 0,135). Com relação às interleucinas séricas maternas, demonstrou-se aumento significativo nos níveis de IL-10 (22,7 vs. 11,9 pg/mL, p = 0,024) e IL-15 (15,9 vs. 7,4 pg/mL, p = 0,024) no GPE com relação ao GC, sem diferença entre os grupos para IL-12 (102,5 vs. 61,5 pg/mL, p = 0,373). A dosagem dos fatores relacionados à angiogênese demonstrou maiores níveis séricos maternos de sFlt-1 (15920 vs. 7978 pg/mL, p = 0,009) e da razão sFlt-1/PlGF (88,71 vs. 24,63, p = 0,002), e menores valores de PlGF (193,0 vs. 340,6 pg/mL, p = 0,036) no GPE. CONCLUSÃO: Observou-se maior concentração sérica materna tanto de fatores pró quanto anti-inflamatórios no GPE, quando comparado ao GC. Entretanto, não foram observadas diferenças entre os grupos quanto à expressão placentária de IL-10, importante fator anti-inflamatório. Estes achados podem sugerir que a tentativa sérica materna de equilibrar estas interleucinas não alcançou resposta localmente na placenta, contribuindo para o desenvolvimento da doença no GPE
Título em inglês
Expression of natural killer cells and their cytokines in twin pregnancies with preeclampsia
Palavras-chave em inglês
Angiogenic proteins
Immune system
Interleukins
Killer cells natural
Preeclampsia
Pregnancy twin
Resumo em inglês
OBJECTIVES: To compare the placental expression of decidual natural killer cells (dNK) and serum and placental expression of their regulatory cytokines in twin pregnancies with preeclampsia (preeclampsia group, PEG) and uncomplicated twin pregnancies (control group, CG). METHODS: This was a case-control study, developed in a tertiary referral center, from July 2015 to June 2017. Samples of the placental decidual region were obtained and analyzed by immunohistochemistry technique for the expression of dNK cells and interleukins (IL) 10, 12 and 15, in patients who met the inclusion criteria. In addition, maternal serum sample was collected in the third trimester for the dosage of IL-10, IL-12 and IL-15 - by means of a commercial Milliplex® kit using Luminex® xMAP® technology from EMDMillipore (Merck Millipore Co., Germany) - and angiogenesis factors, such as soluble fms-like tyrosine kinase-1 (sFlt-1) and placental growth factor (PlGF) - by COBAS e411 immunoassay (Roche Diagnostics, Germany). The values obtained for the placental analyzes and maternal circulating factors were compared between PEG and CG and the statistical significance was set at p < 0.05. RESULTS: Thirty patients were selected, 20 in CG and 10 in PEG. There were no significant differences in maternal, gestational and perinatal outcomes between the two groups, except for the gestational age at the onset of prenatal care, which was lower in PEG (12.5 vs. 20.0 weeks, p = 0.015). PEG showed strong immunostaining for IL-15 (p = 0.001) when compared to CG, with no difference between the groups concerning the placental expression of dNK (p = 0.999), IL-10 (p = 0.063), and IL -12 (p = 0.135). Relating to maternal circulating interleukins, a significant increase in IL-10 (22.7 vs. 11.9 pg/mL, p = 0.024) and IL-15 (15.9 vs. 7.4 pg/mL, p = 0.024) was observed in PEG, with no difference between the groups for IL-12 (102.5 vs 61.5 pg/mL, p = 0.373). We also demonstrated higher maternal levels of sFlt-1 (15920 vs. 7978 pg/mL, p = 0.009) and sFlt-1/PlGF ratio (88.71 vs. 24.63, p = 0.002) and lower levels of PlGF (193 vs. 340.6 pg/mL, p = 0.036) in PEG. CONCLUSION: A higher maternal serum concentration of both pro- and anti-inflammatory factors was observed in the PEG. However, no difference was found between the groups regarding the placental expression of IL-10, an important anti-inflammatory factor. These findings may suggest that the maternal serum attempt to balance these interleukins did not reach local placental response, which contribute to the development of the disease in the PEG
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-06-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.