• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2006.tde-10102006-113639
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Lippi Waissman
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Francisco, Rossana Pulcineli Vieira (Presidente)
Amed, Abes Mahamed
Bittar, Roberto Eduardo
Duarte, Geraldo
Takiuti, Nilton Hideto
Título em português
"Análise dos fatores associados à recorrência de gravidez na adolescência"
Palavras-chave em português
Anticoncepção/utilização
Equipe de assistência ao paciente
Fatores de risco
Fatores socioeconômicos
Gravidez na adolescência/prevenção & controle
Recidiva
Resultado da gravidez
Resumo em português
O objetivo desta pesquisa foi estudar um grupo de 106 gestantes adolescentes multigestas, comparando-as com 510 adolescentes primigestas quanto a variáveis demográficas, obstétricas e psicossociais. As pacientes foram recrutadas no ambulatório de obstetrícia no setor de gravidez na adolescência da clínica obstétrica do HC-FMUSP entre janeiro de 2000 a janeiro de 2006. As pacientes tinham até 18 anos e tiveram acompanhamento multiprofissinal. Os dados foram coletados de prontuário eletrônico (Acess-microsoft 98), apresentados de forma descritiva e analisados por teste do χ2, exato de Fisher, t de Student, Mann-Whytney e índice de Kappa, de acordo com a indicação do uso de cada um. Concluiu-se que não ocorrreram diferenças estatisticamente significativas entre multigestas e primigestas quanto a cor, naturalidade, renda familiar, exercício de alguma atividade remunerada, a idade das mães das adolescentes grávidas, a idade gestacional ao iniciar as consultas de Pré-Natal, número de consultas, estatura, peso no início e término do Pré-Natal, índice de massa corpórea, ganho ponderal durante a gravidez, classificação do ganho de peso pelo gráfico de Rosso, presença de doença hipertensiva específica da gravidez, presença de oligoâmnio, complicação por infecção urinária e amniorrexe prematura. O mesmo foi observado em relação à instituição onde o parto ocorreu, condição dos recém-nascidos, peso dos recémnascidos, adequação peso para idade gestacional dos recém-nascidos, índice de Apgar de primeiro e de quinto minutos não foram diferentes. Também não houve diferença significativa quanto ao desejo e aceitação da atual gravidez, intenção e tentativas de interrompê-la, tempo de uso de métodos anticoncepcionais, serem filhas de mulheres que foram mães adolescentes, tipo de relacionamento com as mães, com os pais e com os companheiros, reação do companheiro à notícia da gravidez, manutenção de grupo de amigos e de atividade esportiva. Diferenças com significância estatística foram observadas entre as multigestas e primigestas no que se refere à idade que foi maior no primeiro grupo. Em relação à escolaridade algumas multigestas atingem níveis mais altos, porém com menos probabilidade de continuarem os estudos durante a gestação sendo que mais da metade não concluí o ensino fundamental. As multigestas vivem em união estável mais freqüentemente e dependem financeiramente mais de seus companheiros e formam núcleo familiar independente da família de origem. Também seus companheiros são mais velhos que os das primigestas. Em relação às variáveis obstétricas a média da idade gestacional na última consulta foi menor e o trabalho de parto prematuro mais freqüente. Também a idade gestacional ao parto foi menor assim como a freqüência de recémnascidos de pré-termo. No parto a aplicação de fórcipes foi menos freqüente nas multigestas. Das variáveis psicossociais detectou-se que as multigestas planejaram mais suas gestações, iniciaram mais precocemente suas atividades sexuais, no entanto conheciam e se utilizavam com maior freqüência de métodos contraceptivos. Os pais e mães das adolescentes multigestas apresentaram melhor reação frente a noticia da gestação que os das primigestas.
Título em inglês
Analysis of factors associated to recurrence in adolescent pregnancy
Palavras-chave em inglês
Contraception/utilization
Patient care team
Pregnancy in adolescence/prevention & control
Pregnancy outcome
Recurrence
Risk factors
Socioeconomic factors
Resumo em inglês
This research studied a group of 106 adolescents patients with more than pregnancies and compared them to 510 with first pregnancy considering the demographics, obstetrics and psychosocial variables. The patients were recruited in the ambulatory service of obstetrics in the clinic of adolescent pregnancy of the HCFMUSP from January 2000 to January 2006. The oldest patients were 18 and assisted in comprehensive prenatal care. The data were collected from their electronic records (Access-Microsoft 98) presented in a descriptive form and analyzed through the χ2 test, exact of Fisher, t of Student, Mann-Whytney and Kappa index, according to the indication of each one. It was concluded that no statistical differences occurred between both groups regarding color, place of birth, family income, practice of any paid activity, maternal age of the teenagers, gestational age at the beginning of the pre-natal care, number of consultations, stature, initial and final weight in the pre-natal care, index of corporal mass, weight gain during pregnancy, classification of weight gain through the Rosso graphic, presence of pregnancy specific hypertension, presence of oligohydramnios, urinary infection complication, and preterm ruptured membranes. It was also the same in relation to the institution, condition and weight of the babies, balance of weight and gestational age, Apgar index at the first and fifth minutes were not different. Also, it was included the wish and acceptance of the present pregnancy, intention and tentative of abortion, length of use of contraceptive methods, daughter of adolescent mothers, type of relationship with mothers, with parents and with partner, reaction of the partner when the pregnancy was notified, maintenance of friends and athletic activities were not different. Significant statistical differences were observed between the patients with more pregnancies that are older than the primigravidas. Yet, considering their education, the patients with more pregnancies presented lower possibilities of continuing their studies during pregnancy. These patients presented a more stable union and financial dependence on their partners and formed a familiar nucleus independent of the original family. Their partners were also older than the ones of the patients with first pregnancy. The obstetric variables showed a lower gestational visit age in the last doctor visit with a more frequent premature labor. It was noticed that the smaller gestational age in labor had a higher frequency of preterm births. During labor the use of forceps was lesser in adolescents patients with more pregnancies. The psychosocial variables stated that this patients planned better their gestations, began their sexual activities earlier, knew and used contraceptive methods. The parents of the adolescents with more pregnancies had better reaction when compared with the parents of the adolescents in their first pregnancy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-10-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.