• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2018.tde-28092018-082520
Documento
Autor
Nome completo
Diane da Costa Miranda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Brucki, Sônia Maria Dozzi (Presidente)
Apolinario, Daniel
Pompéia, Sabine
Yassuda, Monica Sanches
Título em português
Mini-addenbrookes cognitive examination (M-ACE) como instrumento de avaliação cognitiva breve no comprometimento cognitivo leve e doença de Alzheimer leve
Palavras-chave em português
Brasil
Cognição
Demência
Disfunção cognitiva
Doença de Alzheimer
Testes neuropsicológicos
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A Mini-Addenbrooke's Cognitive Examination (M-ACE) consiste em um teste de avaliação cognitiva breve composta de cinco itens que visam avaliar quatro domínios cognitivos principais (orientação, memória, linguagem e função viso-espacial) com pontuação máxima de 30 pontos e um tempo de administração de cinco minutos. OBJETIVO: Avaliar o desempenho de idosos cognitivamente saudáveis, com CCL e DA leve na versão brasileira da M-ACE. MÉTODOS: o teste foi aplicado um grupo de 23 pacientes com DA provável leve, 36 CCL e 25 idosos cognitivamente saudáveis. Todos os participantes incluídos tinham idade >= 60 anos. Foram excluídos pacientes com demência de intensidade moderada ou grave, demência de outra etiologia, comorbidades graves com potencial de comprometer a cognição e uso de medicação psicotrópica. A acurácia do teste foi avaliada por meio da análise das curvas ROC. Para analisar a relação entre os escores da M-ACE e os demais testes cognitivos aplicados foram utilizados os coeficientes de correlação de Spearman. Para analisar a consistência interna da M-ACE e suas três versões foi utilizado o coeficiente alfa de Cronbach. RESULTADOS: Houve um predomínio do gênero feminino, a média de idade foi de 73 anos, com faixa etária predominante de 60-69 anos. A média de escolaridade obtida foi de 11 anos. A M-ACE apresentou alta consistência interna (alfa de Cronbach > 0,8; IC 95% 0,776 a 0,869) e mostrou ser extremamente capaz de diferenciar o grupo DA dos demais participantes, com uma acurácia superior ao MEEM. O ponto de corte de 20 foi o de maior sensibilidade e especificidade (95,6% e 90,16% respectivamente), com área sob a curva considerada alta (ASC = 0,805; IC 95% 0,705 -0,904). A M-ACE apresentou melhor precisão em diferenciar os três grupos quando comparado com o MEEM (71,43 versus 60,71). Observou-se ainda uma precisão mais robusta em diferenciar DA de CCL com a M-ACE (63,89 versus 30,56 no MEEM). O escore total da M-ACE não sofreu considerável influência da idade e escolaridade. A M-ACE apresentou forte correlação com MEEM (cor = 0,78), bem como todos os itens (exceto percepção) da BBRC e QAF (cor = -0,76). CONCLUSÃO: A M-ACE pode ser considerada um teste rápido de rastreio com elevada acurácia no diagnóstico de DA. O ponto de corte sugerido neste estudo é de 20 para DA e 27 para CCL
Título em inglês
Mini-addenbrooke's cognitive examination (M-ACE) as a tool for brief cognitive assessment in mild cognitive impairment and mild Alzheimer's disease
Palavras-chave em inglês
Alzheimer disease
Brazil
Cognition
Cognitive dysfunction, Neuropsychological tests
Dementia
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The Mini-Addenbrooke's Cognitive Examination (M-ACE) consists of a brief cognitive assessment test composed of five items that aim to evaluate four main cognitive domains (orientation, memory, language and visuospatial function) with a maximum score of 30 points and a time of administration of five minutes. OBJECTIVE: Evaluate the performance of cognitively healthy elderly, MCI and mild AD in the Brazilian version of M-ACE. METHODS: The test was applied to a group of 23 patients with mild probable AD, 36 MCI and 25 cognitively healthy elderly. All included participants were aged >= 60 years. Patients with moderate or severe dementia, dementia of another etiology, severe comorbidities with potential to compromise cognition and use of psychotropic medication were excluded. The accuracy of the test was evaluated by analyzing the ROC curves. Spearman's correlation coefficients were used to analyze the relationship between the M-ACE scores and the other cognitive tests applied. In order to analyze the internal consistency of the M-ACE, the Cronbach's alpha coefficient was used. RESULTS: There was a predominance of females, mean age was 73 years, with a predominant age range of 60-69 years. The average level of schooling was 11 years. MACE presented high internal consistency (Cronbach's alpha > 0.8, 95% CI 0.776 to 0.869) and showed to be extremely capable of differentiating the AD group from the other participants, with a higher accuracy than the MMSE. The cutoff point of 20 was the one with the highest sensitivity and specificity (95.6% and 90.16%, respectively), with an AUC considered to be high (AUC = 0.805, 95% CI 0.705-0.904). The M-ACE presented better accuracy in differentiating the three groups when compared to the MMSE (71.43 versus 60.71). It was also observed a more robust precision in differentiating DA of MCI with M-ACE (63.89 versus 30.56 in MMSE). The total M-ACE score was not very influenced by age and schooling. M-ACE showed a strong correlation with MMSE (spearman = 0.78), as well as all items (except perception) of BBRC and QAF (spearman = -0.76). CONCLUSIONS: M-ACE can be considered a brief screening tool with high accuracy in the diagnosis of AD. The cutoff point suggested in this study is 20 for AD and 27 for MCI
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.