• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2015.tde-26082015-153348
Documento
Autor
Nome completo
Livia Spindola
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Brucki, Sônia Maria Dozzi (Presidente)
Goulart, Maria Teresa Carthery
Yassuda, Monica Sanches
Título em português
Memória prospectiva em pacientes com comprometimento cognitivo leve
Palavras-chave em português
Cognição
Comprometimento Cognitivo Leve
Envelhecimento
Memória
Questionários
Testes neuropsicológicos
Resumo em português
Introdução: Memória prospectiva é a capacidade de formular intenções e realizá-las em um momento no futuro. Apesar da relevância da memória prospectiva para o funcionamento diário e do potencial das tarefas de memória prospectiva em detectar os primeiros sinais de declínio cognitivo, essas tarefas raramente são utilizadas na avaliação clínica de idosos. Objetos: Os objetivos do presente estudo foram: (1) Caracterizar o desempenho da memória prospectiva em pacientes com Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) e compará-lo a controles saudáveis; (2) Investigar a relação entre medidas de memória prospectiva, testes neuropsicológicos e variáveis demográficas; (3) Avaliar a acurácia diagnóstica de medidas subjetivas e objetivas de memória prospectiva para a detecção de CCL. Métodos: O estudo inclui 30 pacientes com Comprometimento Cognitivo Leve amnéstico (CCLa), 20 com Comprometimento Cognitivo Leve não-amnéstico (CCLna) e 30 controles saudáveis. Todos os participantes foram submetidos a avaliação neuropsicológica e responderam ao Questionário de Memória Prospectiva e Retrospectiva (QMPR). Os participantes também foram convidados a realizar uma tarefa de memória prospectiva na vida diária. Resutados: Os grupos CCLa e CCLna apresentaram desempenho significativamente pior comparado ao grupo controle em medidas objetivas de memória prospectiva baseadas em tempo e evento. O grupo CCLa apresentou pior desempenho em tarefa de memória prospectiva realizada na vida diária comparado ao grupo CCLna. Foram encontras correlações significativas entre as medidas objetivas de memória prospectiva e testes neuropsicológicos de memória retrospectiva, atenção e funções executivas e idade. O grupo CCLa apresentou mais queixas de memória prospectiva e retrospectiva comparado aos idosos saudáveis. As medidas objetivas de memória prospectiva apresentaram boa acurácia para discriminar os grupos de pacientes dos controles, tanto no subtipo amnéstico quanto não amnéstico. As medidas subjetivas de memória prospectiva apresentaram boa acurácia para diferenciar os grupos, prém não se correlacionaram com as medidas objetivas de memória prospectiva. Conclusão: Os resultados apresentados sugerem que indivíduos com CCL apresentam comprometimento de memória prospectiva quando comparados com adultos saudáveis. Estes resultados têm implicações importantes para a prática clínica e para o desenvolvimento de programas mais adequados de reabilitação cognitiva.
Título em inglês
Prospective memory performance of patients with Mild Cognitive Impairment
Palavras-chave em inglês
Aging
Cognition
Memory
Mild Cognitive Impairment
Neuropsychological tets
Questionnaire
Resumo em inglês
Introduction: Prospective memory is the ability to formulate intentions and realize them at a future time. Despite the relevance of prospective memory to everyday functioning and the potential for prospective memory task in to detect the earliest signs of cognitive decline, these tasks rarely are utilized as part of the clinical evaluations of older adults. Objectives: The objectives of the present study were to: (1) Characterize the prospective memory performance of patients with Mild Cognitive Impairment (MCI) and compare their performance with normal controls; (2) Investigate the relationship between prospective memory measures, neuropsychological tests and demographic variables; (3) Evaluate the diagnostic accuracy of subjective and objective prospective memory measures for detecting MCI. Methods: The study included 30 patients with amnestic MCI (aMCI), 20 with nonamnestic MCI (naMCI) and 30 healthy controls. All participants underwent neuropsychological assessment completed the Prospective and Retrospective Memory Questionnaire. Participants were also asked to perform a prospective memory task in their everyday lives. Results: Individuals with aMCI and naMCI performed significantly worse than controls on time-based and event-based objective prospective memory measures. Participants with aMCI demonstrated poorer performance in prospective memory measure carried out in everyday life than naMCI. Significant correlations were found between objective prospective memory measures, neuropsychological tests of retrospective memory, attention and executive functioning and age. Participants with aMCI reported more prospective and retrospective memory complaints than the healthy adults. The objective prospective memory measure was able to discriminate with good accuracy the groups of patients from controls in both amnestic and nonaminestic subtypes. The subjective prospective memory measure showed good accuracy to differentiate the groups, but not correlated with objective measures of prospective memory. Conclusion: The results suggest that individuals with MCI display prospective memory impairment when compared to healthy adults. These results have important implications for clinical practice and to develop of more appropriate programs of cognitive rehabilitation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LiviaSpindola.pdf (3.75 Mbytes)
Data de Publicação
2015-08-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.