• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-12082015-160504
Documento
Autor
Nome completo
Christian Diniz Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Matushita, Hamilton (Presidente)
Nishikuni, Koshiro
Pinto, Fernando Campos Gomes
Salomão, José Francisco Manganelli
Shu, Edson Bor-Seng
Título em português
Modelo anatômico de ventriculomegalia para treinamento neuroendoscópico
Palavras-chave em português
Cadáver
Educação médica
Encéfalo
Hidrocefalia
Médicos residentes
Modelos anatômicos
Neuroendoscopia
Terceiro ventrículo/cirurgia.
Resumo em português
OBJETIVO: Desenvolver peças anatômicas que simulem uma condição real de ventriculomegalia para serem utilizadas como uma ferramenta no treinamento dos neurocirurgiões nas técnicas de neuroendoscopia e viabilizar estudo anatômico dos ventrículos. MÉTODO: Foram utilizadas vinte peças anatômicas de encéfalo de cadáveres de indigentes, com a aprovação do Comitê de Ética em pesquisa da FMUSP sob o número 046/10. As peças foram retiradas da base do crânio com a persistência da superfície óssea (parte da calvária) para serem submetidas aos seguintes procedimentos: canulação do IV ventrículo por meio da abertura mediana do IV ventrículo (forame de Magendie); tomografias pré-experimento e injeção de água destilada no sistema ventricular. A água injetada estava à temperatura ambiente e os cérebros foram resfriados até 4º C e, após 12 horas, foram congelados a uma temperatura de 0º C (no estado sólido) por 24 horas. Esses procedimentos foram realizados na frequência de três vezes. Após o experimento, foram realizadas tomografias pós-experimento e procedimentos neuroendoscópicos ventriculares. Foram excluídos encéfalos com lesões traumáticas ou antecedentes de enfermidades transmissíveis. Não foram critérios de exclusão o sexo e a idade. Foram avaliadas, nas imagens tomográficas, a variação pré e pós-experimento dos seguintes parâmetros: coeficiente corno frontal/diâmetro interno; índice de Evan; e tamanho do corno temporal. As análises estatísticas foram realizadas no programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) versão 13, para ambos os grupos. RESULTADOS: A avaliação da relação Corno frontal/Diâmetro interno, antes e pós-experimento apresentou média de 11,98% e 19,46%, respectivamente. Estudo estatístico (t Student) mostrou diferença estatística (t= -5142, gl =19; p < 0,01). O Índice de Evan também apresentou diferença significativa (t = -5,172, gl = 9; p < 0,01) entre os resultados antes (média de 10,86%) e após experimento (média de 18,35%). A análise do tamanho do corno temporal mostrou diferença significativa entre os grupos antes e depois do experimento (t = -2,297, gl = 9; p< 0,01), indicando que o tamanho mediano do Corno Temporal é maior após o experimento (média de 2,65cm). CONCLUSÕES: A exploração das características físico-químicas anômalas da molécula da água pode nos fornecer um bom mecanismo expansor de cavidades ventriculares para a indução de ventriculomegalia em uma peça anatômica de encéfalo, em que o endoscópio poderá ser introduzido pelas vias habituais, podendo, assim, realizar observação anatômica e simular o procedimento cirúrgico com a mesma sensibilidade tátil que irá encontrar no procedimento real
Título em inglês
Ventriculomegaly anatomical models for neuroendoscopy training
Palavras-chave em inglês
Anatomical models
Cadaver
Encephalus
Hydrocephalus
Medical education
Neuroendoscopy
Residents medical
Third ventricle/surgery
Resumo em inglês
PURPOSE: To develop anatomical models which simulate real conditions of ventriculomegaly and to use them as tools to train neuroendoscopic techniques and allow the study of the ventricles. METHODS: A total of twenty brains, with the approval of the Ethics in Research Committee from FMUSP (046/10) were used to perform this research. The brains were separated from the skull base, but keeping part of the calvaria, and then underwent the following procedures: cannulation of the fourth ventricle through the median open of the fourth ventricle (foramen of Magendie); CT scans performed before the experiment; and then injection of distilled water into the ventricular system. The water was injected at room temperature, and then the brains were cooled to 4ºC. After 12 hours, they were then frozen at 0ºC for 24 hours.These procedures were repeated three times. After the experiment,CT scans were performed after the injections and neuroendoscopic procedures. Brains, which had traumatic injuries or history of infectious diseases, were excluded. Gender and age were not exclusion criteria. The statistical analysis was performed with the SPSS program (Statistical Package for the Social Sciences) version 13, for both groups. To assess the variation of the frontal horn (FH)/internal diameter (ID) coefficient, such as Evan's index's variation, and to analyze the temporal horn (TH) size, thet-Student test was used. RESULTS: The results of the t-Student test showed that the FH/ID, with an average of 11.98% before the experiment, had significant difference (t = -5.142, gl = 19; p < 0.01) after the experiment, with an average of19.46%. The Evan's index also showed a significant difference (t = -5.172, gl = 9; p < 0,01) with an initial average of 10.86% and a final average of 18.35%. The analysis of the temporal horn size showed a significant difference between the size before and after the experiment (t = -2.297, gl = 9; p < 0.01), indicating the significant increase of the temporal horn (with an initial average of 0.02cm and a final average of 2.65cm). CONCLUSIONS: The use of the anomalous physical and chemical characteristics of water can provide us with a good expanding mechanism of the ventricular system, creating ventriculomegaly in anatomical models, allowing the endoscope to be introduced by the usual approaches, to perform anatomical observation, and to simulate a surgical procedure with the same sensitivity of a real procedure
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.