• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-05012016-110612
Documento
Autor
Nome completo
Roberta Massariolli Mirandez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Radanovic, Marcia (Presidente)
Novaretti, Tania Maria da Silva
Yassuda, Monica Sanches
Título em português
Estudo da fluência verbal em categorias múltiplas no comprometimento cognitivo leve
Palavras-chave em português
Avaliação
Comprometimento cognitivo leve
Envelhecimento
Função executiva
Semântica
Transtornos da linguagem
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A queixa de dificuldades cognitivas, especialmente de memória, é frequente entre idosos e, no envelhecimento normal, pode ocorrer um declínio mensurável da memória, que não acarreta declínio funcional significativo. Levando-se em conta que o comprometimento cognitivo leve (CCL) pode representar um estágio transicional entre o envelhecimento saudável e a doença de Alzheimer (DA), o estudo das alterações de linguagem no CCL procura comparar os déficits descritos em ambos, com o intuito de detectar prejuízos que possam auxiliar na identificação precoce de indivíduos com declínio cognitivo que apresentem maior risco de conversão para demência. OBJETIVOS: Verificar o padrão de desempenho de pacientes com CCL em testes de fluência verbal (FV) semântica (frutas, animais, meios de transporte), FAS-COWA (fluência fonológica) e fluência de verbos; determinar qual categoria de FV dentre as estudadas permite a melhor discriminação entre idosos cognitivamente saudáveis e CCL. MÉTODOS: Foram avaliados 67 idosos (37 cognitivamente saudáveis - controles - e 30 com CCL) por meio dos testes de FV descritos. O desempenho dos grupos nas provas de FV em função de intervalos de tempo (15, 30, 45 e 60 seg) foi também registrado. RESULTADOS: O grupo CCL apresentou pior desempenho em todas as tarefas de FV (p < 0,0001). As notas de corte obtidas para as diversas tarefas foram: 14 (animais), 12 (frutas e meios de transporte), 41 (fonológica) e 11 (verbos).As provas se mostraram equivalentes na diferenciação entre controles e CCL, com discreta superioridade para a fluência de animais, que classificou corretamente 73,9% dos indivíduos (p < 0,0001). Pacientes com CCL apresentaram desempenho inferior ao dos controles de forma consistente durante todo o período de cronometragem das provas; o número de palavras geradas decresceu progressivamente em cada quartil de tempo em todas as categorias de FV, em ambos os grupos (p < 0,0001). CONCLUSÃO: Pacientes com CCL apresentaram pior desempenho em todas as tarefas de FV, sendo a fluência de animais a mais acurada para a discriminação entre CCL e idosos cognitivamente saudáveis
Título em inglês
Study of verbal fluency in multiple categories in mild cognitive impairment
Palavras-chave em inglês
Aging
Evaluation
Executive function
Language disorders
Mild cognitive impairment
Semantics
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Complaints of cognitive difficulties, especially memory, are frequent among the elderly and, in normal aging, a measurable decline in memory, which does not cause significant functional decline may occur. Taking into account that mild cognitive impairment (MCI) may represent a transitional stage between healthy aging and Alzheimer's disease (AD), the study of language disorders in MCI seeks to compare deficits described in both groups, in order to detect impairments that may aid in the early identification of individuals with cognitive decline that pose a higher risk of conversion to dementia. OBJECTIVES: To verify the performance of MCI patients in semantic verbal fluency (VF) tasks (fruits, animals, means of transportation), FAS - COWA (phonological fluency) and verb fluency; to determine which category of VF among those studied allows better discrimination between cognitively healthy elderly and MCI. METHOD: Sixty-seven elderly were evaluated through the above-described VF tasks (37 cognitively healthy elderly - controls - and 30 MCI patients). The performance of both groups in all VF tasks according to time intervals (15, 30, 45 and 60 sec).was also recorded. RESULTS: The MCI group performed worse than controls in all VF tasks (p < 0,0001). The cut off scores for the different VF tasks were: 14 (animals), 12 (fruits and means of transportation), 41 (phonological), and 11 (verbs). All tasks were equivalent in the discrimination between controls and MCI, being the animal fluency slightly superior in accuracy (correct classification: 73.9% of subjects, p < 0.0001). The MCI group exhibited worse performance in all time intervals; the number of generated words decreased progressively for each quartile of time in all VF categories in both groups (p < 0.0001). CONCLUSION: MCI patients performed worse than controls n all proposed VF tasks. Animal fluency was the most accurate to discriminate MCI patients from cognitively healthy elderly
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.