• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-02062008-095748
Documento
Autor
Nome completo
Fábio José Condino Fujarra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Siqueira, José Tadeu Tesseroli de (Presidente)
Aguiar, Paulo Henrique Pires de
Valle, Luiz Biella de Souza
Título em português
Disfunção temporomandibular e síndrome fibromiálgica: caracterização de amostra segundo critérios clínicos
Palavras-chave em português
Articulação temporomandibular
Dor facial
Estudos transversais
Fibromialgia
Síndrome da disfunção da articulação temporomandibular
Resumo em português
Estudo transversal em que foram avaliados 48 doentes consecutivos (todas do gênero feminino) com diagnóstico de Síndrome Fibromiálgica (SFM). A idade média das doentes foi de 46,3 anos (±8,7, 23-59 anos). A avaliação clínica constou do questionário RDC/TMD e de avaliação em dor orofacial (EDOF-HC). Quanto à queixa principal, 26 doentes (54,2%) apresentaram dor na face, 18 (37,5%) dor na face associada a alguma queixa oral, uma (2,1%) teve queixa de estalidos na articulação temporomandibular, uma (2,1%) teve queixa exclusivamente oral e duas doentes (4,2%) não tiveram qualquer queixa. Em relação à presença de dor generalizada, as 48 doentes avaliadas tinham dores no corpo. A dor na face esteve presente em 44 doentes (91,7%). Quarenta e quatro doentes (91,7%) apresentaram cefaléia. Otalgia esteve presente em 19 doentes (39,6%). A dor na face se iniciou antes da dor no corpo em 17 doentes (38,6%), depois em 20 (45,5%), simultaneamente em seis doentes (13,6%) e uma doente (2,1%) não soube definir esta relação temporal. Os sintomas orofaciais melhoraram com o uso de medicação para tratamento da SFM em 24 doentes (54,5%), e três (6,8%) não souberam responder. Quanto à abertura bucal voluntária sem dor a média foi de 32,3 mm (0-60; ± 12,9). Quanto às disfunções musculares mastigatórias, pelo Eixo I do RDC/TMD, 16 doentes (33,3%) apresentaram dor miofascial e 29 (60,4%) tiveram dor miofascial e limitação de abertura bucal. Com relação ao grau de dor crônica, sete doentes (14,6%) tiveram dor e incapacidade baixa, 21 (43,8%) tinham dor alta e baixa incapacidade, 12 (25%) tinham alta incapacidade e moderada limitação e sete (14,6%) tinham alta incapacidade e grave limitação. Pelo Eixo II do RDC/TMD a depressão foi considerada leve em seis (12,5%) doentes, moderada em nove (18,8%), grave em 33 (68,8%). A alta prevalência de dor facial e de dor de cabeça nesta amostra indica a necessidade de avaliação sistemática do segmento cefálico dos doentes com SFM. Este estudo descritivo mostra que as características desta amostra brasileira são compatíveis com aquelas relatadas pela literatura vigente e sugere que a adição dos sintomas da SFM aos da Disfunção temporomandibular agrave as queixas orofaciais. A presença de doentes que referiram a dor facial ter precedido os sintomas de dor generalizada no corpo sugere investigação de fatores locais e a necessidade de controle da dor regional como possível fator de controle da SFM.
Título em inglês
Temporomandibular disorders and fibromyalgic syndrome: characterization of a sample according to clinical evaluation
Palavras-chave em inglês
Cross-sectional studies
Facial pain
Fibromyalgia
Temporomandibular joint
Temporomandibular joint dysfunction syndrome
Resumo em inglês
This descriptive study evaluated 48 female consecutive patients with diagnosis with fibromyalgic syndrome (FMS). The mean age of these patients was 46.3 years (± 8.7, 23-59 years) .The clinical examination was conducted according to the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD) and evaluation of orofacial pain (EDOF-HC). Concerning the main complaint, 26 patients (54.2%) presented facial pain, 18 (37.5%) facial pain associated to some oral complaint, one (2.1%) complained of temporomandibular joint clicking, one (2.1%) had exclusively oral complaint and two patients (4.2%) didn't have facial pain. All patients showed body pain, while the facial pain was observed in 44 patients (91.7%). Headache was reported by 44 patients (91.7%) and earache by 19 (39.6%). The facial pain had initiated before the body pain in 17 patients (38.6%), and the inverse situation in 20 (45.5%). For six patients (13.6%) the facial and body pain started simultaneously and one (2.1%) was not able to answer the question. Conserning the orofacial symptoms relieve by use of FMS medication, orofacial symptoms relieved for 24 patients (54.5%) and tree patients (6.8%) couldn´t answer the question. The mean of voluntary mouth opening without pain was 32.3 mm (0-60; ±12.9). Regarding the muscle dysfunctions, following the RDC/TMD axis I, 16 patients (33.3%) presented myofascial pain, 29 (60.4%) showed limited mouth opening as well myofascial pain.. Based on RDC/TMD Axis II, the level of depression was considered mild in six (12.5%) patients, moderate in nine (18.8%) and severe in 33 (68.8%). In relation to chronic pain level, seven patients (14.6%) reported pain and mild incapacity, 21 (43.8%) had severe pain and mild incapacity, 12 (25%) had severe incapacity and moderate limitation and seven (14.6%) had severe incapacity and severe limitation.The high prevalence of facial pain and headache reported by the patients examined indicates that the head and neck must be evaluated systematically. This cross-sectional study shows that the characteristics analyzed in this Brazilian sample are compatible with the current literature and concludes that adding the symptoms of FMS and temporomandibular dysfunctions may aggravate the orofacial complaints. Some patients related the beginning of facial pain before the generalized body pain, suggesting that the investigation of local factors and the requirement of regional pain control could be a possible FMS control factor.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
fabiojcfujarra.pdf (624.53 Kbytes)
Data de Publicação
2008-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.