• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-24112008-134920
Documento
Autor
Nome completo
Valeria Nanci Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Ana Flavia Pires Lucas D (Presidente)
Carvalho, Heraclito Barbosa de
Noto, Ana Regina
Título em português
Violência e uso de substâncias psicoativas: um estudo com mulheres usuárias de um serviço de Atenção Primária à Saúde de São Paulo
Palavras-chave em português
Atenção primária à saúde
Bebidas alcoólicas
Drogas ilícitas
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Uso de medicamentos
Violência contra a mulher
Resumo em português
A violência interpessoal de modo singular atinge as mulheres e é perpetrada principalmente pelos parceiros íntimos, entre os fatores associados aos episódios de violência por parceiro íntimo encontra-se o consumo de álcool e drogas ilícitas. Inúmeros estudos evidenciam a associação do consumo pelo parceiro íntimo de substâncias psicoativas (álcool e drogas ilícitas) e situações de violência contra a parceira, contudo o uso feminino e sua influencia é ainda pouco explorado. O consumo aumentado de medicamentos (anfetaminas, antidepressivos e tranqüilizantes) pelas mulheres que sofreram violência é evidenciado, sendo ainda discutido se o uso feminino tanto de medicamentos quanto o de drogas ilícitas e/ou álcool seriam agentes que incrementam o risco de episódios violentos ou seria uma forma de lidar com a violência sofrida durante a vida. Deste modo, foi realizado um estudo epidemiológico de corte transversal com 435 mulheres usuárias de um serviço de atenção primária a saúde, buscando uma análise descritiva da ocorrência de violência (sexual, física e psicológica) perpetrada pelo parceiro íntimo contra a mulher e possíveis relações com o uso de álcool e drogas ilícitas entre os parceiros e as mulheres estudadas, incluindo o uso de medicamento por parte delas. Os resultados evidenciam que as mulheres seguem o perfil da população em geral, contudo com freqüências superiores em relação as cores auto-referidas: preta e pardo, número de parcerias informais e média de anos de escolaridade. Apesar das diferenças estatisticamente significativas encontradas em relação ao uso de álcool e ou drogas ilícitas (cocaína e maconha) pelos parceiros e uso de drogas ilícitas (maconha) e medicamentos (para acalmar e diminuir a tristeza) pelas entrevistadas, ainda é necessário outros estudos que aprofundem o sentido desta relação, principalmente entre pessoas com o perfil semelhante ao da população em geral ou em serviços de atenção primária a saúde.
Título em inglês
Violence and use of psychoactive substances: a study with women users of the basic health service in São Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
Alcoholic beverages
Drug utilization
Primary health care
Street drugs
Substance related disorders
Violência against women
Resumo em inglês
The interpersonal violence,in a peculiar way, affects women and is perpretated mainly by their close companions, among the factors associated with episodes of violence from close companions we find the consumption of alcohol and forbidden drugs. Many studies have reinforced the association of the consumption of psychoactive substances by the close companion (alcohol and forbidden drugs) with violent situations towards the female companion,however,the feminine use and its influence is still little explored.The raised consumption of medicines (anfetamines,antdepressants and tranquilizers) by then women who suffered any violence is highlighted, yet being discussed weather the feminine use of medicines as much as forbidden drugs and/or alcohol would be agents that would increase the risk of violent episodes or it would be a way to deal with the violence suffered through life. Therefore, there has been an epidemiologic study covering 435 women users of a health service, aiming a descriptive analyse from the violent occurrence (sexual, physical and psychological) perpretaded by the partner against the woman and possible linkages with the use of alcohol and drugs among the partners and women under this study,including the medicines the women take. The results lead to the fact that the women follow the profile of the general population,however, with a higher frequency in relation to the self -reffered ethnies: black and half breed, number of informal relationships and scholar average. Dispite the differences statistically meaningful found in relation to the abuse of alcohol and/or other drugs by the partners and the use of cannabis along with some medicines (to calm down and ease down the sorrow) by the interviewed women, it is still necessary other studies which could go deeper into the sense of this relation,mainly among the people with the profile of the general population or in the basic health services
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
valeriansilva.pdf (821.08 Kbytes)
Data de Publicação
2008-12-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.