• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2006.tde-24052006-155058
Documento
Autor
Nome completo
Julia Garcia Durand
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Schraiber, Lilia Blima (Presidente)
Novaes, Hillegonda Maria Dutilh
Vieira, Elisabeth Meloni
Título em português
"Gestação e violência: estudo com usuárias de serviços públicos de saúde da Grande São Paulo"
Palavras-chave em português
Estudos transversais
Gravidez
Serviços de saúde
Violência doméstica/estatística & dados numéricos
Resumo em português
Objetivos: a) Estimar a prevalência da violência por parceiro íntimo (VPI) na gestação e verificar sua associação com fatores sócio-demográficos, de saúde reprodutiva, sexual e mental entre usuárias de serviços públicos de saúde da Grande São Paulo; b) Identificar aspectos da vulnerabilidade individual e contextual relacionados à violência. Metodologia: a) entrevistas estruturadas (questionário) com 1922 usuárias, entre 15 e 49 anos, em 14 serviços públicos de saúde; b) 3 grupos focais com gestantes e c) 4 entrevistas em profundidade com mulheres que sofreram VPI na gestação. Resultados: 20% (IC95% 18,2 a 21,8) referem algum episódio de VPI na gestação. Em análise multivariada, observou-se que diversos fatores estão associados à VPI na gestação. As usuárias que referem VPI na gestação apresentam padrão mais grave e freqüente de VPI na vida. Este fenômeno relaciona-se com desproteção na família de origem; gravidez indesejada; mudanças no corpo e na libido da mulher. Conclusão: A alta prevalência de VPI na gestação sugere que esta questão deve ser vista como importante problema de saúde pública
Palavras-chave em inglês
Cross-sectional studies
Domestic violence/statistics & numerical data
Health services
Pregnancy
Resumo em inglês
Objectives: a) To examine de prevalence of intimate partner violence (IPV) during pregnancy and its association with demographics and reproductive, sexual and mental health factors among public health care users in São Paulo, Brazil; b) To identify individual and contextual vulnerability to VPI during pregnancy. Methodology: a) interview with 1922 users, aged from 15 to 49, of 14 public health services; b) 3 focal groups with pregnant women c) 4 interviews with women abused during pregnancy. Results: 20% (IC95% 18,2 a 21,8) reported IPV during pregnancy. Multiple logistic regression indicated that several factors are associated with VPI during pregnancy. Women who referred IPV during pregnancy were significantly more likely to have severe and frequent pattern of IPV during their lives. This event is related to unsafe family context, unintended pregnancy, changes on women body and libido. Conclusion: High prevalence rates for IPV during pregnancy points out that this issue should be regarded as a major public health problem
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JuliaGarciaDurand.pdf (1.16 Mbytes)
Data de Publicação
2006-05-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.