• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Augusto César Ferreira de Moraes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Heraclito Barbosa de (Presidente)
Antunes, Jose Leopoldo Ferreira
Aznar, Luis Alberto Moreno
Guedes, Dartagnan Pinto
Martínez, Gerardo Rodriguez
Título em português
Pressão arterial elevada e agregação de fatores  de risco em adolescentes: um estudo multicêntrico
Palavras-chave em português
Adolescente
Biomarcadores
Estilo de vida
Estudo multicêntrico
Fatores de risco
Pressão arterial
Resumo em português
Objetivo: Avaliar a associação dos níveis de pressão arterial sistólica e diastólica com os fatores socioeconômicos, comportamentais e biomarcadores sanguíneos em adolescentes de dois estudos transversais. Métodos: Os participantes são provenientes de dois estudos transversais, um desenvolvido na Europa (n= 3.308, HELENA Study), e outro no Brasil (n= 991, BRACAH Study), selecionados por amostragem complexa. Foram avaliados a pressão arterial sistólica (SBP) e diastólica (DBP) (desfechos); variáveis socioeconômicas da família (nível socioeconômico da família, nível de escolaridade dos pais); variáveis do estilo de vida (atividade física, comportamento sedentário, horas de sono, comportamento alimentar); e biomarcadores sanguíneos (ferro, vitaminas e genes; apenas no estudo HELENA). Adicionalmente foi avaliada a incidência de pressão arterial alta (PAE) em crianças/adolescentes na coorte europeia IDEFICS (n= 5.061). As associações foram verificados por regressão linear multinivel. Resultados: A prevalência e incidência de PAE é alta em adolescentes é alta; realizar >= 60 min/d de atividade física atenua o efeito do comportamento sedentário na pressão arterial em adolescentes de ambos os estudos, e também atenua o efeito deletério dos genes na SBP em adolescentes europeus. O consumo de proteínas (vegetais e animais) está associado negativamente com a DBP nos meninos europeus. Níveis sanguíneos de folato e vitamina B6 estão positivamente associados com a pressão arterial. E os fatores socioeconômicos estão inversamente associado apenas nas meninas europeias. Conclusões: A prevalência e a incidência de PAE é alta nesta faixa etária. E o controle dos níveis pressóricos se faz necessário em adolescentes e pode ser realido por meio da prática de realizar >= 60 min/d de atividade física e o consumo adequado de proteínas
Título em espanhol
Presión arterial elevada y agrupación de factores de riesgo en adolescentes: un estudio multicéntrico
Palavras-chave em espanhol
Biomarcadores
Estilos de vida
Estudio multicéntricos
Factores de riesgo, Adolescente
Presión arterial
Resumo em espanhol
Objetivo: Evaluar la asociación entre la presión arterial con los factores: socioeconómicos, estilo de vida y biomarcadores de la sangre en adolescentes de dos estudios transversales. Métodos: Los participantes provienen de dos estudios transversales, uno desarrollado en Europa (n = 3308, Estudio HELENA), y otro en Brasil (n = 991, Estudio BRACAH), y fueron seleccionados por muestreo complejo. Se evaluó la presión arterial sistólica (PAS) y diastólica (PAD) (variable dependiente); variables socioeconómicas de la familia (nivel socioeconómico de la familia, nivel educativo de los padres); variables de estilo de vida (actividad física, comportamiento sedentario, horas de sueñohábitos dietéticos); y los biomarcadores de sangre (hierro, vitaminas y genes, sólo en el estudio HELENA). Además, analisamos la incidencia de la presión arterial elevada (PAE) en niños/adolescentes de la cohorte europea IDEFICS (n= 5061). Las asociaciones se analisaron mediante regresión lineal multinível. Resultados: La prevalencia e incidencia de la PAE en los adolescentes es alta; realizar >= 60 min/día de actividad física atenúa el efecto del comportamiento sedentaria en la presión arterial en adolescentes de ambos estudios, viéndose atenuado el efecto de los genes sobre la PAS en los adolescentes europeos. La ingesta de proteínas de origen vegetal y animal se asocia negativamente con la PAD en los niños europeos. Los niveles sanguíneos de folato y vitamina B6 se asocian positivamente con la presión arterial. Finalmente, los factores socioeconómicos se asocian inversamente sólo con la presión arterial en niñas europeas. Conclusiones: La prevalencia y la incidencia de las PAE son elevadas en este grupo de edad. Parece necesario controlar de los niveles de presión arterial en adolescentes mediante la práctica de actividad física >= 60 min/día y la ingesta adecuada de proteínas
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.