• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2019.tde-27022019-155239
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Azevedo Randi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Sartori, Ana Marli Christovam (Presidente)
Costa, Silvia Figueiredo
Li, Ho Yeh
Weckx, Lily Yin
Título em português
Adesão de profissionais de saúde do Hospital das Clínicas da FMUSP à imunização com a vacina difteria, tétano e pertussis acelular do adulto (dTpa)
Palavras-chave em português
Bordetella pertussis
Coqueluche
Imunização
Pessoal de saúde
Vacina contra difteria tétano e coqueluche
Vacinação
Resumo em português
Introdução: A vacina tríplice acelular de adultos (dTpa) foi introduzida no Programa Nacional de Imunizações (PNI) em novembro de 2014, sendo recomendada para gestantes e profissionais de saúde (PS) que têm contato com gestantes e recém-nascidos. De abril a dezembro de 2015, foram implementadas várias estratégias para aumentar a cobertura vacinal entre os profissionais do Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP. Objetivos: Avaliar a cobertura vacinal entre os PS após implementação de cada estratégia e ao término de um ano; avaliar as variáveis associadas à vacinação; e avaliar os principais motivos de não vacinação entre os PS com indicação para tal. Métodos: Estratégias implementadas: divulgação, no boletim do hospital, de texto relembrando da necessidade de vacinação de coqueluche; reforço da necessidade da vacinação, via correio eletrônico, para as chefias de enfermagem das Divisões de Clínica Obstétrica, Neonatologia e Anestesia; aulas sobre a vacina dTpa nas reuniões científicas das Divisões de Clínica Obstétrica e Neonatologia; e vacinação ativa dos profissionais na Divisão de Clínica Obstétrica, Neonatologia e Anestesia. A cobertura vacinal foi avaliada ao fim de cada mês até abril de 2016, por meio do sistema informatizado de vacinação usado no CRIE-HC. Foi usado o modelo de regressão de Poisson com variância robusta para avaliação das variáveis associadas com a vacinação com dTpa. As razões de prevalência foram calculadas e seus intervalos de confiança de 95% estimados. Para avaliar os motivos de não vacinação, foram realizadas ligações telefônicas para os profissionais que não receberam a vacina e aplicado questionário padronizado. Resultados: Entre os 515 PS elegíveis para vacinação, 59 não possuíam registro no sistema informatizado de vacinação e foram excluídos. Assim, este estudo incluiu 456 PS. Após as intervenções, a cobertura vacinal com dTpa aumentou de 2,9% para 41,2%. As coberturas vacinais após a implementação de cada estratégia foram: 3,7% após publicação no Boletim do hospital; 10,5% após mensagem de correio eletrônico para as chefias de enfermagem; 16,2% após aula sobre a vacina em reuniões científicas das Divisões de Clínica Obstétrica e Neonatologia; 27,9% após vacinação ativa na Divisão de Clínica Obstétrica; 40,6% após vacinação ativa na Divisão de Neonatologia e 41,2% após vacinação ativa na Divisão de Anestesia. Na análise multivariada, ser médico (a), trabalhar nas Divisões de Clínica Obstétrica ou Anestesia e ter recebido a vacina de influenza de 2015 foram associados à vacinação com dTpa. Foi feito contato telefônico com 39 profissionais que não receberam a vacina em nosso serviço; apenas 9 (23%) referiram ter recebido a vacina em outros serviços; e dos 30 não vacinados, 27 (90%) alegaram desconhecimento da recomendação. Conclusões: Conhecimento sobre a doença e a recomendação de vacinação são importantes para aumentar a cobertura vacinal entre PS. Porém, mesmo sabendo do efeito cumulativo na cobertura vacinal a cada estratégia realizada, a vacinação ativa dos PS em seus locais de trabalho parece ter sido a estratégia que mais contribuiu para o aumento da cobertura. A cobertura vacinal final de dTpa permanece baixa e maiores esforços são necessários para aumentá-la
Título em inglês
Healthcare workers adherence to tetanus-diphtheria-acellular pertussis (Tdap) vaccine in Hospital das Clínicas da FMUSP
Palavras-chave em inglês
Bordetella pertussis
Diphteria-tetanus-pertussis vaccine
Health personnel
Immunization
Vaccination
Whooping cough
Resumo em inglês
Introduction: The acellular pertussis vaccine for adults (Tdap) was introduced in the Brazilian National Immunization Program (PNI) in November 2014, being recommended for pregnant women and healthcare workers (HCWs) who have contact with pregnant women and newborns. From April to December 2015, interventions to raise Tdap coverage among HCWs of the Instituto Central do Hospital das Clínicas were implemented. Objective: To evaluate the cumulative vaccine coverage after each intervention; identify factors associated to Tdap vaccination among HCWs; and evaluate the main reasons for HCWs not receiving Tdap. Methods: Interventions implemented: a note on the hospital's internal newsletter, reminding HCWs of the importance of pertussis vaccination; email to the nurse´s teams leaders strengthening vaccine recommendations; lectures on pertussis and Tdap for physicians at the clinical meetings of the Obstetrics and Neonatology Clinics; on-site vaccination by mobile teams at the Obstetrics, Neonatology, and Anesthesiology Clinics. The vaccine coverage was evaluated at the end of each month until April-2016. A multivariate Poisson regression model with robust error variance was used to evaluate variables associated with Tdap vaccination. Prevalence ratios (PR) and their 95%CI were estimated. To evaluate the reasons for HCWs not to be vaccinated, those who have not received Tdap were called by phone and a standard questionnaire was applied. Results: Among 515 HCWs eligible for immunization, 59 professionals were not registered in the vaccination data system and were excluded because information about Tdap vaccine could not be achieved. The study included 456 HCWs. After the interventions, Tdap coverage raised from 2.9% to 41.2%. The vaccine coverage after each intervention was: 3.7% after a note on the hospital's internal newsletter; 10.5% after email to the nurse´s teams leaders strengthening vaccine recommendations; 16.2% after lectures on pertussis and Tdap for physicians at the clinical meetings of the Obstetrics and Neonatology Clinics; 27.9% after on-site vaccination by mobile teams at the Obstetrics Clinic; 40.6% after on-site vaccination at the Neonatology Clinic and 41.2% after on-site vaccination at the Anesthesiology Clinic. In the multiple analysis, occupation, working place and having received influenza vaccination in 2015 were independently associated to Tdap vaccination. Thirty-nine HCWs that have not received Tdap were contacted by phone: 90% of them claimed they did not know the vaccine recommendation. Conclusions: Knowledge about pertussis and the recommendation of vaccination are important to raise vaccine coverage between HCWs. Even knowing the cumulative effect of each strategy on vaccine coverage, HCWs vaccination in their workplaces seems to be the most effective strategy in raising coverage. The final Tdap coverage remains low and greater efforts are needed to increase it
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BrunoAzevedoRandi.pdf (1,016.66 Kbytes)
Data de Publicação
2019-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.