• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-25082008-161408
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Regina Eches Perugini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Costa, Silvia Figueiredo (Presidente)
Corrêa, Luci
Levin, Anna Sara Shafferman
Levy, Carlos Emilio
Waldman, Eliseu Alves
Título em português
Avaliação do impacto de medidas de intervenção no controle de Enterococcus spp. resistente a vancomicina em unidade de terapia intensiva
Palavras-chave em português
Adesão a diretivas antecipadas
Controle de infecções
Enterococcus
Infecção hospitalar
Resistência a vancomicina
Unidade de terapia intensiva
Resumo em português
Durante os anos 90 um aumento dramático no isolamento de VRE foi reportado nos estados Unidos, principalmente em unidades de terapia intensiva, esta tendência continua até hoje. No Brasil o primeiro caso de VRE foi documentado em 1996 e desde então muitos casos têm sido descritos em todo país. Uma variedade de medidas tem sido usada para reduzir taxas de VRE, mas a melhor estratégia para o controle e prevenção deste patógeno ainda não está totalmente definida. O Objetivo deste estudo foi avaliar o impacto de um processo multidisciplinar para monitorar a adesão de profissionais às precauções padrão e de contato e o papel do meio ambiente e de equipamentos na transmissão de VRE. Este estudo consistiu de três períodos: um período basal, um período de intervenção e outro de pós-intervenção. O teste qui-quadrado foi usado para comparar os dados dos períodos pré e pós-intervenção e o teste de qui-quadrado para tendência linear foi usado para avaliar a distribuição de VRE e o uso de glicopeptídeos durante o período de estudo, o nível de p<0.05 foi significante. As amostars foram avaliadas pela técnica de PFGE. PCR para detecção do gene de resistência foi realizada para as amostras clínicas. E. faecium foi a espécie mais freqüente tendo sido responsável por 71% das culturas positivas. Foram documentadas 36 infecções e aquelas da corrente sangüínea foram as mais frequentes 17 (47%) A intervenção educacional foi realizada com 136 profissionais. Foram avaliadas 706 oportunidades de precauções padrão e de contato. A adesão às precauções padrão e de contato não aumentou comparando os períodos pré e pós-intervenção. Entretanto, a proporção de culturas ambientais e de equipamentos diminuiu significativamente comparando os períodos pré (23.2%) and pós-intervenção (2.4%) (p<0.001) e foram associadas a diminuição das Infecções por VRE por 1.000 pacientes-dia (p=0.004). O uso de vancomicina (DDD) não mudou significativamente ao longo do estudo (p=0.97) e o uso de teicoplanina aumentou principalmente nos últimos meses de 2007 (p<0.001). O mesmo clone de E. faecium foi encontrado em 90% das amostras. No presente estudo, redução da proporção de contaminação ambiental e de equipamentos esteve associada com diminuição das taxas de infecção por VRE.
Título em inglês
Evaluation of impact of intervention measures on the control of Enterococcus spp
Palavras-chave em inglês
Advance directive adherence
Cross infection
Enterococcus
Infection control
Intensive care units
Vancomycin-resistant
Resumo em inglês
During the 1990s a dramatic increase of VRE isolation was reported mostly in the Intensive Care Units (UCI) in the USA and the trend continues. In Brazil, the first VRE isolated occurred in 1996 and many cases have been described thereafter. A variety of measures have been used to reduce VRE rates, the optimal approach however to control and prevent this pathogen, is not well defined. The aim of this study was to evaluate the impact of a multidisciplinary process to monitor improve healthcare work (HCW) compliance with standard and contact precautions and the role of environment and equipments on the transmission of VRE. This study consisted of three period baseline, intervention and pos-intervention period. Chi-2 test was used to compared data pre and pos intervention and chi-2 test for linear trend was used to evaluate the distribution VRE and use of glycopeptides during the study period, the level of p<0.05 was significant. PFGE was performed. Detection of genes of resistance of VRE isolated from clinical samples was performed by PCR E. faecium was the most frequent species isolated being responsible for 71% of positives cultures. Thirty-six infection were documented, bloodstream infection 17 (47%) was the most frequent site. The educational intervention was given to 136 HCW. 706 opportunities were evaluated, the compliance with standard and contact precautions did not improve comparing pre and pos-intervention period. However, the proportion of environmental and equipments positive cultures decreased significantly comparing pre (23.2%) and pos-intervention (2.4%) period (p<0.001) and was associated with decrease of VRE infection per 1.000 pts-day (p=0.004). The use of vancomycin (DDD) did not change significantly over the study period (p=0.97) and the use of teicoplanin increased (p<0.001). Ninety percent of E. faecium belong to the same type. In the present study, reduction of proportion of positive environmental and equipments cultures was associated with decreased of rates of VRE infections.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.