• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-04042008-153349
Documento
Autor
Nome completo
Lourdes das Neves Miranda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Levin, Anna Sara Shafferman (Presidente)
Melhem, Marcia de Souza Carvalho
Sartori, Ana Marli Christovam
Título em português
Colonização por Candida em indivíduos com candidemia
Palavras-chave em português
Candida/isolamento & purificação
Candidíase/epidemiologia
Candidíase/microbiologia
Eletroforese em gel de campo pulsado
Fatores de risco
Infecção hospitalar
Técnica de amplificação ao acaso de DNA polimórfico
Técnicas microbiológicas
Resumo em português
Nas duas últimas décadas, várias espécies de Candida têm surgido como importantes patógenos hospitalares, no mundo e no Brasil. A identificação da origem da infecção tem importância na definição de estratégias de prevenção e controle. As estratégias para a prevenção de candidíase endógena podem focar, parcialmente, em métodos para redução da colonização de mucosas, por exemplo, a restrição ao uso de antibióticos de largo espectro. Entretanto, nos casos nos quais está envolvida uma fonte exógena, um expressivo reforço, na melhoria da qualidade das práticas de assistência à saúde, é prioritário para prevenção da transmissão. O objetivo deste estudo foi avaliar diferentes sítios de colonização por Candida como potenciais fontes de candidemia. O estudo foi desenvolvido em 3 hospitais no Brasil: Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo, hospital universitário de nível terciário de complexidade, com mil leitos; o Instituto de Infectologia Emílio Ribas, um hospital com 200 leitos, referência para todo o Estado de São Paulo; e o Hospital Geral de Itapecerica da Serra, hospital de cuidados secundários da Grande São Paulo. Foram incluídos no estudo os pacientes com isolamento de Candida em hemocultura obtida de veia periférica após 48 horas de admissão hospitalar. As culturas de vigilância para Candida foram colhidas dos seguintes sítios: urina, reto, cavidade oral, pele (virilha e axila), pele ao redor do cateter e ponta de cateter caso disponível. A tipagem molecular foi realizada quando a mesma espécie de Candida (C. albicans, C. parapsilosis, C. tropicalis and C. glabrata) foi isolada no sangue e nos sítios de vigilância do mesmo paciente. A eletroforese em campo pulsado foi realizada para os isolados de C. albicans, C. parapsilosis e C. glabrata. A amplificação de segmentos polimórficos do DNA foi realizada para C. albicans e C. tropicalis. No total 63 pacientes consecutivos com candidemia foram incluídos no estudo no período de maio de 2004 a outubro de 2005. C. albicans foi isolada em 42% das hemoculturas, C. parapsilosis em 35%, C. tropicalis em 16%, C. guilliermondii, C. krusei, C. glabrata, e C. holmii, em 2% cada uma. Unicamente seis dos 10 isolados de ponta de cateter apresentaram perfil eletroforético idêntico aos isolados de C. parapsilosis do sangue. Os isolados de C. albicans do sangue e de culturas de vigilância do trato gastrintestinal correspondentes, oriundos de 12 pacientes, apresentaram genótipos idênticos. Os resultados sugerem que a colonização do trato gastrintestinal é a provável fonte de candidemia por C. albicans e que a candidemia por C. parasilosis é de origem exógena.
Título em inglês
Candida colonization in individuals with candidemia
Palavras-chave em inglês
Candida/isolation & purification
Candidiasis/epidemiology
Candidiasis/microbiology
Cross infection
Electrophoresis gel pulsed-field
Microbiological techniques
Random amplified polymorphic DNA Technique
Risk factors
Resumo em inglês
In the last two decades, Candida spp. have emerged as important nosocomial pathogens in the world and in Brazil. The identification of the source of infection is important in approaching prevention and control strategies. Strategies for the prevention of endogenous candidiasis may focus, to a certain extent, on methods for reducing mucosal colonization, for example limitation use of wide-spectrum antibiotics. However, in cases in which an exogenous source is involved, the aggressive reinforcement of adequate healthcare practices is mandatory to prevent transmission. The objective of this study was to evaluate different Candida colonization sites as potential sources for Candida fungemia. The study was done in 3 hospitals in Brazil: the Central Institute of Hospital das Clinicas, a 1000-bed tertiary-care hospital affiliated to the University of São Paulo; the Institute Emilio Ribas, a 200-bed infectious diseases hospital, reference for all the state of São Paulo; and the General Hospital of Itapecerica da Serra, a secondary-care community hospital located in area of the greater São Paulo. The patients with a positive blood culture for Candida, collected from a peripheral vein, were included in the study if they had to be hospitalized for 48 hours or more before candidemia. The following surveillance cultures for Candida were collected from: urine, rectum, oropharynx, skin (groin and axilla), skin around the catheter and catheter tip if available. Molecular typing was performed when the same species of Candida (C. albicans, C. parapsilosis, C. tropicalis and C. glabrata) was isolated from the blood and from surveillance sites of a single patient. Pulsed-field gel electrophoresis was performed for C. albicans, C. parapsilosis and C. glabrata isolates. Randomly amplified polymorphic DNA was performed for C. albicans and C. tropicalis. A total of 63 consecutive patients with candidemia were included in the period from May 2004 to October 2005. C. albicans comprised 42% of the blood isolates, C. parapsilosis 35%, C. tropicalis 16%, C. guilliermondii, C. krusei, C. glabrata, and C. holmii, 2% each. Six of the 10 isolates from catheter tips presented identical electrophoretic profiles to corresponding C. parapsilosis blood cultures and no other surveillance sites were related. C. albicans isolates from blood and from corresponding gastrointestinal surveillance sites from 12 patients presented identical genotypes. In conclusion, our results suggest that tract gastrointestinal colonization is the probable source of C. albicans candidemia and that C. parapsilosis candidemia is not endogenous.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LourdesNMiranda.pdf (1.93 Mbytes)
Data de Publicação
2008-04-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.