• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2014.tde-20012015-154835
Documento
Autor
Nome completo
Stephanie Bianca Hael Sales
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Casseb, Jorge Simão do Rosário (Presidente)
Diaz, Ricardo Sobhie
Sato, Maria Notomi
Título em português
Prevalência de deficiência/insuficiência nos níveis séricos e consumo de vitamina D e cálcio em pacientes HIV
Palavras-chave em português
Cálcio
Deficiência
Estudos transversais
HIV
Vitamina D/deficiência
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Em mais de trinta anos de epidemia a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima haver cerca de 34 milhões de pessoas vivendo com HIV no mundo (WHO, 2000). No Brasil, de 1980 a Junho de 2013 foram diagnosticados mais de 686 mil casos. Os nutrientes são constituintes dos alimentos necessários à manutenção das funções corporais normais, A Deficiência de micronutrientes é comum em portadores de HIV/AIDS, gerado pela má absorção, interação medicamentosa, estado metabólico alterado e perda de fluídos, como náusea e vômito, além da diarreia, A deficiência de vitamina D tem sido observado na ausência de tratamento antirretroviral, mas tende a ser mais comum entre os pacientes tratados com antirretrovirais. OBJETIVO: Determinar a prevalência de deficiência no consumo e níveis séricos de vitamina D e cálcio dado através da deita habitual e de exames bioquímicos. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo transversal, de uma amostra sequencial de 98 pacientes, sendo 66 homens e 32 mulheres infectados pelo HIV em acompanhamento clínico no Ambulatório de Imunodeficiências Secundárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no período de Janeiro de 2012 a Fevereiro de 2014. RESULTADOS: Dentre os 98 pacientes estudados, nove (30%) e 13 (20%) de mulheres e homens, respectivamente, estavam na faixa etária acima de 51 anos, aproximadamente 21 (66%) das mulheres e 49 (72%) dos homens apresentam níveis séricos insuficientes para vitamina D, e que 26 (81%) das mulheres e 57 (87%) dos homens não ingerem as quantidades recomendadas de vitamina D, Em relação aos níveis de cálcio, 23 (72%) e 48 (73%) das mulheres e homens, respectivamente, apresentam níveis séricos adequados, no entanto 30 (94%) das mulheres e 65 (98,5%) de homens apresentam ingestão insuficiente para este micronutriente, 20 (63%) mulheres e 33 (50%) homens, apresentaram excesso de peso (p= 0,036) CONCLUSÕES: podemos concluir que mais de 84% dos pacientes apresentam níveis inferiores ao desejado de 30 ng/dL no que se refere à vitamina D. A causa mais provável e observado foi a falta de ingestão, e a fala de exposição solar sendo que 49% dos pacientes estudados relataram exposição solar frequente, Em relação ao cálcio podemos concluir que mais de 87% da coorte estudada apresenta deficiência desse micronutriente, esse valor mostra que estes indivíduos tem elevada probabilidade de fraturas, principalmente com o avançar da idade, O risco cardiovascular aumentado, também deve ser tratado como prioridade pela equipe multidisciplinar, tendo em vista os achados desse estudo, que revelam que 53% dos pacientes tem risco muito alto para este tipo de evento
Título em inglês
Prevalence of deficiency/insufficiency in serum levels and intake of vitamin D and calcium in HIV patients
Palavras-chave em inglês
Calcium
Deficiency
HIV
Vitamin D
Resumo em inglês
INTRODUCTION: In more than thirty years into the epidemic the World Health Organization (WHO) estimates there are about 34 million people living with HIV worldwide (WHO, 2000). In Brazil, from 1980 to June 2013 were diagnosed more than 686 000 cases. Nutrients are the constituents of foods needed to maintain normal bodily functions, The Micronutrient deficiency is common in HIV / AIDS, generated by malabsorption, drug interactions, altered metabolic state and fluid loss, such as nausea and vomiting, in addition to diarrhea, vitamin D deficiency has been observed in the absence of antiretroviral treatment, but tends to be more common among patients treated with antiretroviral drugs. OBJECTIVE: To determine the prevalence of disability in consumption and serum levels of vitamin D and calcium given by the usual diet and biochemical tests. METHODOLOGY: This was a cross-sectional study, a sequential sample of 98 patients, 66 men and 32 women infected with HIV in clinical follow-up in Outpatient Secondary Immunodeficiencies, Hospital das Clinicas, Faculty of Medicine, University of São Paulo in the period January 2012 to February 2014 RESULTS: Among the 98 patients, nine (30%) and 13 (20%) of women and men, respectively, were in the age group above 51 years, approximately 21 (66%) women and 49 (72%) of men have insufficient blood levels for vitamin D, and 26 (81%) women and 57 (87%) of men do not eat the recommended amounts of vitamin D in relation to calcium , 23 (72%) and 48 (73%) of women and men, respectively, have adequate serum levels, however 30 (94%) women and 65 (98.5%) of men had insufficient for this micronutrient intake, 20 (63%) and 33 women (50%) men were overweight (p = 0.036). Conclusions: We can conclude that over 84% of patients with lower levels for the desired 30 ng / dL with respect to vitamin D. the most likely cause was observed and the lack of intake, and the speech of sun exposure and that 49% of patients reported frequent sun exposure, regarding calcium can conclude that more than 87% of the cohort has zinc deficiency , this value shows that these individuals have a high probability of fracture, particularly with advancing age, the increased cardiovascular risk, should also be treated as a priority by the multidisciplinary team, in view of the findings of this study, showing that 53% of patients has very high risk for such events
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.